Primeira Moto
#21

(19-01-2017 às 18:54)Moto2cool Escreveu:  Talvez este artigo pode ser útil https://motorbikewriter.com/are-modern-s...cramblers/


Já li. Eh eh obrigado pela partilha.
Responder
#22

Não me tinha apercebido da vertente offroad...

O que chamas de offroad?
- Estradões pelo alentejo fora?
- fazer o dusty track uma vez ao ano?
- descobrir as serras pelas florestais com regos e pedras?

É que eu acho que tu pensas que vais fazer isto:
http://youtu.be/-G_6kVRBe_U

e na realidade vais fazer isto ( ver min 5:00 )
https://youtu.be/8KQC_AtrMP0?t=5m

Sendo a tua primeira mota, e nada baratas as scrambler que falamos, para mim não faz sentido ganhares práctica nela a partir nas terras.

Para começar gastava menos dinheiro em algo para aprender a andar...há imensos tópicos por ai com fazers etc mas quem sabe algo assim estilo o carlo kb:

https://www.olx.pt/anuncio/bmw-f-800-s-e...4b519464a3

Mais confortável que a ducati, economica, melhor para a pendura.


Depois se o offroad é de lazer a curtir estradões e serras suavamente sem trial...porque não seguir a dica do lonerider:
https://www.olx.pt/anuncio/honda-crf-250...4b0bb3bf07

Ou outras coisas de cross mais baratas ainda para partir sem dó etc

Ambas já levaram um bom corte no valor inicial, parecem estar em bom estado para te inicares e o seguro e iuc da 250 não chega a 100€/ano com o protocolo da Vitorino http://vitorinos.pt/seg_mot7.asp

Tudo junto gasta o teu plafound claro LOL mas fácilmente vês os euros de volta num upgrade futuro e podes fasear as compras á medida que ganhas práctica.
Responder
#23

(19-01-2017 às 18:26)doping1989 Escreveu:  
(19-01-2017 às 14:55)LoneRider Escreveu:  É pá,  com esse orçamento?
Para aprender?
Uma CRF250L!
Acredita.


Qual achas que seria a "longevidade" teria com essa moto? Ou poderei me fartar rápido? Tem bom mercado de usados? É fácil de vender?

Edit: a moto ainda vai sair durante este ano, certo?

Podem-me acusar de ser tendencioso, mas vou falar sobre a minha experiência com uma do ano 2015.

Primeiro dizer-te que as de 2017 já vem com ABS e pequenas melhorias a nível de admissão e emagrecimento.
A mota tem uma mecânica moderna, pelo que podes ter moto tranquilamente para os próximos 5, 6 ou mais anos, não dá problemas.
Artax, assim lhe chamo, é pau para toda a colher. Já viajei com ela (em Março faz um ano que fez uma viajem e pêras (+ de 3000km)), mexe-se na cidade sem nenhuma limitação, é económica e super divertida de conduzir.
Outra vantagem é que dificilmente te podem caçar em excesso de velocidade (135 km/h de velocidade ponta) o que ajuda a proteger a tua carta recente.
No monte....
Se fores fazer incursões esporádicas por estradas sem asfalto, permite-te ir sem medo, muito ágil, geometria eficaz, jante 21 e 18", pelo que lhe podes meter todo tipo de pneus off-road, conduz-se muito bem e tem tudo para te ensinar a controlar derrapagens, as inercias e aprender a posicionar-se correctamente em cima de uma moto.
Tudo isso aplicado na estrada numa moto estradista (sim é perfeitamente estrapolavel) tens as bases para ter uma condução super segura. Eu posso dizer-te, que apesar de contar com algumas centenas de milhares no pelo, tenho aprendido muito no monte com a Artax. A pobre sofre muito porque tenho andado a fazer Enduro com ela e não é difícil encontrar-lhe os limites.

Um defeito!?
Se vais andar com pendura, ela sofre.

Alguns dados técnicos que te podem fazer pensar.

250 cc
Medias de 4L
Monocilindrico
Injecção
Revisões a cada 12000km com um preço médio não superior a 60€
Existe um amplo leque de acessórios.

Sobre as tuas perguntas.
Eu não compro uma moto a pensar em vendê-la. Se o chego a fazer depois logo se vê o que acontece.
É uma Honda, e é uma moto muito polivalente, pelo que não terás muitos problemas em vendê-la ou inclusive em dar à troca.
No entanto, é uma moto que te pede muito pouco e te oferece muito mais do que podes pensar, pelo que se quiseres evoluir e escalar CC's pondera sempre a possibilidade de ficares com ela para os momentos de loucura e dar uns saltos no meio do monte. Ela agradece!

Não ganho nada em escrever isto, mas honestamente, era o que eu fazia.
Começar de baixo não é ser inferior a ninguém e vais viver experiências igualmente gratificantes como em cima de um animal de 170cv.
Digo-te eu que tenho lá dois na garagem!
Boas Curvas

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#24

(19-01-2017 às 19:54)mr_trecolareco Escreveu:  Não me tinha apercebido da vertente offroad...

O que chamas de offroad?
- Estradões pelo alentejo fora?
- fazer o dusty track uma vez ao ano?
- descobrir as serras pelas florestais com regos e pedras?

É que eu acho que tu pensas que vais fazer isto:
http://youtu.be/-G_6kVRBe_U

e na realidade vais fazer isto ( ver min 5:00 )
https://youtu.be/8KQC_AtrMP0?t=5m

Sendo a tua primeira mota, e nada baratas as scrambler que falamos, para mim não faz sentido ganhares práctica nela a partir nas terras.

Para começar gastava menos dinheiro em algo para aprender a andar...há imensos tópicos por ai com fazers etc mas quem sabe algo assim estilo o carlo kb:

https://www.olx.pt/anuncio/bmw-f-800-s-e...4b519464a3

Mais confortável que a ducati, economica, melhor para a pendura.


Depois se o offroad é de lazer a curtir estradões e serras suavamente sem trial...porque não seguir a dica do lonerider:
https://www.olx.pt/anuncio/honda-crf-250...4b0bb3bf07

Ou outras coisas de cross mais baratas ainda para partir sem dó etc

Ambas já levaram um bom corte no valor inicial, parecem estar em bom estado para te inicares e o seguro e iuc da 250 não chega a 100€/ano com o protocolo da Vitorino http://vitorinos.pt/seg_mot7.asp

Tudo junto gasta o teu plafound claro LOL mas fácilmente vês os euros de volta num upgrade futuro e podes fasear as compras á medida que ganhas práctica.


Antes de mais obrigado pelas dicas e pelos conselhos. Eu penso mesmo que vou fazer como no segundo vídeo. Nada de muito hardcore. Mas queria algo que me permitisse andar em todo o tipo de estrada.

A moto não vai ser o meu principal meio de transporte. É algo que vai servir para todas as ocasiões sempre que me apetecer. Daí querer algo versátil.

É algo que quero desde há muito tempo e só agora tive disponibilidade financeira para adquirir. Como não é para ser usada até à exaustão, queria algo que idealmente fosse durar "uma vida".

Quanto ao modelo em si, desde puto que gosto deste tipo de motos mais clássicas. Sempre lhes achei piada, está muito pouco relacionado com modas e afins.
Não precisa obrigatoriamente de ser uma scrambler mas gostei mesmo destes modelos. Por exemplo a yamaha que me aconselharam mais a acima também achei piada.

Agora estou na dúvida se devo adquirir algo mais barato como me têm sugerido e passado um ou dois adquirir a moto que "sempre quis" ou gastar logo o orçamento no que quero.

Tive a ver as specs da Honda CRF e agradou me bastante mas pá aquele vermelho todo mata-me na moto. É que não consigo gostar mesmo ahah. Esta moto só nestas cores né?

VI no site da Honda e falam em 4750€ nova. Vi bem? Gastaria metade do meu orçamento.

Quanto seria o IUC da BMW scrambler? Só para ter uma ideia.

Mais uma vez obrigado.
Responder
#25

(19-01-2017 às 20:13)LoneRider Escreveu:  
(19-01-2017 às 18:26)doping1989 Escreveu:  
(19-01-2017 às 14:55)LoneRider Escreveu:  É pá,  com esse orçamento?
Para aprender?
Uma CRF250L!
Acredita.


Qual achas que seria a "longevidade" teria com essa moto? Ou poderei me fartar rápido? Tem bom mercado de usados? É fácil de vender?

Edit: a moto ainda vai sair durante este ano, certo?

Podem-me acusar de ser tendencioso,  mas vou falar sobre a minha experiência com uma do ano 2015.

Primeiro dizer-te que as de 2017 já vem com ABS e pequenas melhorias a nível de admissão e emagrecimento.
A mota tem uma mecânica moderna,  pelo que podes ter moto tranquilamente para os próximos 5, 6 ou mais anos, não dá problemas.
Artax,  assim lhe chamo,  é pau para toda a colher. Já viajei com ela (em Março faz um ano que fez uma viajem e pêras (+ de 3000km)), mexe-se na cidade sem nenhuma limitação,  é  económica e super divertida de conduzir.
Outra vantagem é que dificilmente te podem caçar em excesso de velocidade (135 km/h de velocidade ponta) o que ajuda a proteger a tua carta recente.
No monte....
Se fores fazer incursões esporádicas por estradas sem asfalto,  permite-te ir sem medo,  muito ágil,  geometria eficaz,  jante 21 e 18", pelo que lhe podes meter todo tipo de pneus off-road,  conduz-se muito bem e tem tudo para te ensinar a controlar derrapagens, as inercias e aprender a posicionar-se correctamente em cima de uma moto.
Tudo isso aplicado na estrada numa moto estradista  (sim é perfeitamente estrapolavel) tens as bases para ter uma condução super segura. Eu posso dizer-te,  que apesar de contar com algumas centenas de milhares no pelo,  tenho aprendido muito no monte com a Artax.  A pobre sofre muito porque tenho andado a fazer Enduro com ela e não é difícil encontrar-lhe os limites.

Um defeito!?
Se vais andar com pendura,  ela sofre.

Alguns dados técnicos que te podem fazer pensar.

250 cc
Medias de 4L
Monocilindrico
Injecção
Revisões a cada 12000km com um preço médio não superior a 60€
Existe um amplo leque de acessórios.

Sobre as tuas perguntas.
Eu não compro uma moto a pensar em vendê-la. Se o chego a fazer depois logo se vê o que acontece.
É uma Honda,  e é uma moto muito polivalente, pelo que não terás muitos problemas em vendê-la ou inclusive em dar à  troca.
No entanto,  é uma moto que te pede muito pouco e te oferece muito mais do que podes pensar,  pelo que se quiseres evoluir e escalar CC's pondera sempre a possibilidade de ficares com ela para os momentos de loucura e dar uns saltos no meio do monte. Ela agradece!

Não ganho nada em escrever isto,  mas honestamente,  era o que eu fazia.
Começar de baixo não é ser inferior a ninguém e vais viver experiências igualmente gratificantes como em cima de um animal de 170cv.
Digo-te eu que tenho lá dois na garagem!
Boas Curvas

Obrigado LoneRider.

Agora as tantas tenho de pensar se compro uma moto desse tipo para uns tempos antes de comprar o que quero mesmo.

Estas quase a convencer me, fosse uma moto mais ao estilo que gosto e não hesitava.

Só não avançarei para o que me recomendas se decidir mesmo ir logo para a moto que sempre idealizei. Porque já me convenceste no resto dos argumentos.

Hoje já fui de luvas para a aula e já foi muito melhor, ontem sofri muito. Ahah
Responder
#26

IUC    Motociclos, ciclomotores, triciclos e quadriciclos

Cilindrada                     Posterior a 1996    
De 120 até 250  -                    5,56€                    
Mais de 250 até 350 -            7,87€                
Mais de 350 até 500 -          19,01€                
Mais de 500 até 750 -          57,13€                
Mais de 750 -                     124,06€
Responder
#27

Sou suspeito, assumo porque tenho uma MT cá em casa..o mesmo bloco que assenta na XSR 900...ja tive a XSR700 ao meu dispor um par de dias, sem restrições aquando de uma revisão, Doping faz um test ride à XSR, mas aviso-te já cuidado porque o CP2 (700cc 75cvs) é totalmente viciante, o PedroMt07 que o diga...Ciclisticamente está extremamente bem conseguida, come todo o lado de dentro da curva sem grande esforço, equilibrada e com um torque muito, muito engraçado :smile uma motorização extremamente equilibrada para o dia a dia..e com o restante do teu orçamento pões uns pozinhos nela (escape, manetes...smile

Fica os meus 2 cents blink

Ps:
[Imagem: dQ2CDFQ.jpg]
Responder
#28

E esta KTM Duke? Tem boa pinta, e não me parece cara.

https://www.olx.pt/anuncio/ktm-duke-620-...A57Kb.html

[Imagem: bvkYJmp.jpg]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 2 Visitante(s)