Primeira mota pós-125
#31

(19-03-2018 às 14:14)Velasquez87 Escreveu:  Pá ó Manteigas...

Ganha juízo.

Tu queres a Tracer GT certo? Espera que vai valer a pena...

Também dei o salto vindo de uma 125cc...pá vais-te habituar. 

Alternativas tendo em conta o que tu queres (a nível emotivo), pode não ser o melhor ...


thumbsup


Isso é o que diz a voz do diabo do ouvido direito.

O do ouvido esquerdo diz "caga na tracer e nos 3 meses de espera e vai sabado buscar a Versys"  devil

@Rider Solitário, pensava que essa competição era com as GS... ou o Velasquez agora também usa autocolantes da Hello Kitty na Tracer?

Michelfpinto, esse é o conselho que leio a toda a hora, mas o problema é que eu nas motas, tal como nos carros e nas mulheres, gosto de relações duradouras. A mota que pretendo comprar não é para 4 ou 5 anos e depois trocar. É uma mota para ficar durante vários anos na garagem e depois ir "adicionando" conforme as necessidades. A 650 tem a grande vantagem financeira, mas depois fico com algum receio de ao fim de 1/2 anos sentir que quero algo maior e na prática ainda vir a "perder dinheiro" na transição para outra maior. Depois, enquanto leigo, também tenho algumas dificuldades em perceber ao que se referem quando falam em "transição" de uma 125 para outra maior. Ao que se referem especificamente? À moderação no uso do punho direito? Ao "peso" da mota? Porque para mim, parece-me tudo questões que nos adaptamos num par de meses e depois com os anos é que se vai ganhando confiança na mota, independentemente de ser uma 650 ou uma 1000, para fazer outras coisas que ao inicio são impraticáveis... mas lá está, para mim que sou leigo, parece-me que este periodo de habituação é igual numa 650 como 1000. A diferença está na velocidade a que fazemos essa habituação.
Responder
#32

Claro, fdx...

Esta gente está em modo tenrinho... deve ser da chuva ou assim...

Uma 1000, ou 900 ou 650 destas amestradinhas, só não se recomenda a menores de 14 anos e porque não chegam com os pés ao chão não porque andam muito.

Se os gajos te aprovarem o crédito... manda-te!


Responder
#33

(19-03-2018 às 15:31)dmanteigas Escreveu:  Michelfpinto, esse é o conselho que leio a toda a hora, mas o problema é que eu nas motas, tal como nos carros e nas mulheres, gosto de relações duradouras. A mota que pretendo comprar não é para 4 ou 5 anos e depois trocar. É uma mota para ficar durante vários anos na garagem e depois ir "adicionando" conforme as necessidades. A 650 tem a grande vantagem financeira, mas depois fico com algum receio de ao fim de 1/2 anos sentir que quero algo maior e na prática ainda vir a "perder dinheiro" na transição para outra maior. Depois, enquanto leigo, também tenho algumas dificuldades em perceber ao que se referem quando falam em "transição" de uma 125 para outra maior. Ao que se referem especificamente? À moderação no uso do punho direito? Ao "peso" da mota? Porque para mim, parece-me tudo questões que nos adaptamos num par de meses e depois com os anos é que se vai ganhando confiança na mota, independentemente de ser uma 650 ou uma 1000, para fazer outras coisas que ao inicio são impraticáveis... mas lá está, para mim que sou leigo, parece-me que este periodo de habituação é igual numa 650 como 1000. A diferença está na velocidade a que fazemos essa habituação.

Poderás ser diferente de 99% do pessoal, mas a história de quero a mota para muitos anos normalmente só é verdade quando não podes ir buscar outra para juntar à que tens ou troca-la.

Quanto a motas 600 ou 1000 como primeira mota faz bastante diferença. Se é possível ter uma 1000, claro que sim, mas não é o mais indicado. A forma como a mota reage e a sua disponibilidade é bem mais tramada de controlar numa 1000 que numa 600. Nos carros é difícil teres tanto essa diferença pois os preços de um carro realmente potente é muito grande e a maioria não tem para investir. Depois o peso parece uma coisa banal mas faz muita diferença, e neste caso a Tracer 900 nem é pesada nem tem um centro de gravidade alto o que vai ajudar muito e sinceramente nesse aspecto até é capaz de ser mais fácil de manobrar que a Versys. No caso da Versys 1000 por exemplo é bem diferente, não é um mostrengo mas requer outros cuidados e ter experiência.

Se a mota vais ser muito ou pouco só depende de ti. A Tracer pode ser pouco para ti dependendo do que procures, ou pode ser muito. Todas elas quando te habituares à mota e tiveres à vontade com ela provavelmente te saberá a pouco pela simples razão que quererás mais.

Se gostas mesmo da Tracer 900 espera, caso contrário terás a mota sempre na cabeça e ainda acabarás a vender a que compres em pouco tempo para a ires buscar.

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#34

(19-03-2018 às 15:31)dmanteigas Escreveu:  A mota que pretendo comprar não é para 4 ou 5 anos e depois trocar. É uma mota para ficar durante vários anos na garagem e depois ir "adicionando" conforme as necessidades.

Quando começares "mais a sério" e com coisas "mais a sério", irás entender que isso de mota para a vida não existe, salvo raras excepções, como haver um elo sentimental (tipo a mota herdada do pai ou do avô), ser uma clássica devidamente reconhecida ou classificada como tal ou comprares um modelo exclusivo ou de produção limitada... e mesmo nestes casos, há sempre a possibilidade de quereres desfazer-te dela, mediante certas condiçõ€s que se te imponham.

Aquilo que te recomendo é que compres o que o teu "coração" pede.... porque se compras aquilo que a razão te diz para comprar, vais ficar sempre a remoer e com um sentimento recalcado.

Ahhh... e se a mota for para "ficar durante vários anos na garagem", é mau sinal... é que as motas fizeram-se para andar e não para estarem na garagem... mesmo com uma colecção considerável de paninhos de micro-fibra devil !

Se é o "piano manco" que gostas... vai-te a ele. Compra. E sê feliz.
Depois daqui a uns 5 anitos falaremos se já terás ou não vontade de trocar?! pervert

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#35

Boas

Compra o que gostares mais.

Daqui a uns anos verás que não há mota para a vida, até porque há sempre algo que não gostamos na mota... ninguém é perfeito e as motas também não.
Responder
#36

Além que a vida muda e o que dá jeito numa altura pode ser completamente diferente noutra.
Responder
#37

Michelfpinto obrigado pelas dicas, muito mais esclarecido agora  thumbsup De facto, faz sentido que uma mota mais pesada e com outra estrutura leve mais tempo de habituação e que uma transição mais suave ajude antes de "escalar" para essas.

Quanto ao resto, tenho sérias dúvidas que vá algum dia desfazer-me da mota, só se eventualmente passar por dificuldades financeiras. A ideia é começar com a Tracer e daqui a uns anos ir adicionando uma naked, uma de motocross/off-road, uma HD e uma R1  tong
Responder
#38

(20-03-2018 às 10:35)dmanteigas Escreveu:  Michelfpinto obrigado pelas dicas, muito mais esclarecido agora  thumbsup De facto, faz sentido que uma mota mais pesada e com outra estrutura leve mais tempo de habituação e que uma transição mais suave ajude antes de "escalar" para essas.

Quanto ao resto, tenho sérias dúvidas que vá algum dia desfazer-me da mota, só se eventualmente passar por dificuldades financeiras. A ideia é começar com a Tracer e daqui a uns anos ir adicionando uma naked, uma de motocross/off-road, uma HD e uma R1  tong

Pá, tu viste o Sequeira lá no grupo...

Já tem mota encomendada...a GT.

Não desfazendo a kawa ou outra marca qq, ficas com a mota do momento, passe a redundância, durante muito tempo que o vai continuar a ser na vertente GT. 
Além disso, fazes inveja à malta...

Mas não t preocupes que irei ver-te pelos espelhos e trata de arranjar umas monofocais para leres as matrículas da malta (tendo a versys  ou GT)  proud

Velasquez87
Responder
#39

(20-03-2018 às 10:41)Velasquez87 Escreveu:  (...)
Mas não t preocupes que irei ver-te pelos espelhos (...)

Então? +1 extra para a Tracer? devil


Responder
#40

(20-03-2018 às 11:42)vindaloo Escreveu:  
(20-03-2018 às 10:41)Velasquez87 Escreveu:  (...)
Mas não t preocupes que irei ver-te pelos espelhos (...)

Então? +1 extra para a Tracer? devil

Falta de extras não existem! lol

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)