[Primeira mota] Moto 125cc com transmissão automática
#11

(13-07-2017 às 16:59)Krav Escreveu:  
(13-07-2017 às 16:53)mr_trecolareco Escreveu:  Antigamente havia uma Peugeot TXR que era uma 50cc assim automatica com formato de "DT LC"

[Imagem: 2009777225_small_1.jpg]

Hoje em dia só se fores tirar a carta para comprar uma Honda >125cc com DCT, mas ias ter de aprender a andar com mudanças na mesma para o exame por isso não fazia sentido não seguires a aprendizagem e comprar algo sem essas limitações que agora apresentas.

Podes tb ver as belas Piaggio Mp3 com 3 rodas que te dão uma maior segurança....

É preciso tirar carta de moto para conduzir uma 125cc?

Se a gaja tiver bué cavalos sim.
As scutres de tres rodas, ao serem triciclos não tens limites de cilindrada.
A tua carta de carro serve perfeitamente.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#12

(13-07-2017 às 16:14)Krav Escreveu:  Quanto ao de ser de transmissão automática, é por uma questão de conforto e brevidade de habituação à moto, pois é menos uma variável na condução (duas, se pensarmos no pedal da caixa e a embraigem no volante).

Verás que isso é uma falsa questão, pois não teres que meter mudanças não te dará mais conforto... e a sensação de insegurança até se torna maior, face a uma moto de caixa manual, em que sentes cada relação do motor e o usas não só como elemento de tracção, mas também como travão (efeito motor-travão).
E rápida e facilmente acabas por mecanizar a coisa do "meter mudanças". Mas por isso te digo.... experimenta!

Ahhh.... e uma pequena (grande) correcção.... volante têm os carros. As motos têm guiador e no mesmo apenas se situa a manete de comando da embraiagem e não a embraiagem propriamente dita. blink

(13-07-2017 às 16:53)mr_trecolareco Escreveu:  Antigamente havia uma Peugeot TXR que era uma 50cc assim automatica com formato de "DT LC"

[Imagem: 2009777225_small_1.jpg]

Yep.... ou a XP.
Cheguei a andar com uma destas que era uma espécie de "mini" maxi-trail, e com variador automático (não tinha pedais).

[Imagem: zEOtzwK.jpg]

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#13

(13-07-2017 às 16:14)Krav Escreveu:  Quanto ao de ser de transmissão automática, é por uma questão de conforto e brevidade de habituação à moto, pois é menos uma variável na condução (duas, se pensarmos no pedal da caixa e a embraigem no volante).


Isso é um não-problema. Ou um falso problema. Não querendo afastar-te do teu objetivo (conseguir uma mota com as caracteristicas desejadas), deixa-me dizer-te um pár de coisas:

Se não tens capacidade mental para conduzir uma mota com mudanças, acho que nem deverias andar de mota sequer. Há tanta coisa com a qual vais ter de lidar quando andas de mota que não são as mudanças que te vão fazer a diferença. Acredita, não é nenhum bicho de 7 cabeças. Ao fim de uns dias estás a trocar mudanças e nem te apercebes. E até te digo mais. Se quiseres e souberes nem precisas usar a embraiagem para trocar de mudanças angel , só para arrancar...

Agora se tens limitações fisicas, então aí a coisa muda de figura e faz todo o sentido procurares algo com as caracteristicas que nomeaste.


A minha recomendação é que experimentes uma mota com mudanças, sem medos, aquilo não morde por meteres mal uma mudança. A primeira vez que andei de 125 ia em 3ª no redline e em vez de meter a 4ª meti a 2ª e aquilo ainda hoje anda e bem.

XJ 600 Diversion Owner!
Responder
#14

(13-07-2017 às 16:59)Krav Escreveu:  É preciso tirar carta de moto para conduzir uma 125cc?

Krav, o que dizia era que sem ser a Peugeot XTR dos anos 90' só conhecia as Hondas com a caixa DCT.

Só que as Hondas com essa caixa sem ser scooter são todas com cilindradas superiores a 125cc logo terias de tirar a carta...e tendo a carta era uma pena te limitares na escolha a esses veiculos...
Responder
#15

(13-07-2017 às 16:59)Krav Escreveu:  
(13-07-2017 às 16:53)mr_trecolareco Escreveu:  Antigamente havia uma Peugeot TXR que era uma 50cc assim automatica com formato de "DT LC"

[Imagem: 2009777225_small_1.jpg]

Hoje em dia só se fores tirar a carta para comprar uma Honda >125cc com DCT, mas ias ter de aprender a andar com mudanças na mesma para o exame por isso não fazia sentido não seguires a aprendizagem e comprar algo sem essas limitações que agora apresentas.

Podes tb ver as belas Piaggio Mp3 com 3 rodas que te dão uma maior segurança....

É preciso tirar carta de moto para conduzir uma 125cc?
Se tens carta de ligeiros e a idade certa não precisas de mais nenhuma carta para usufruir da licença A1.
Não vejo como achas a mota mais segura que a scooter. Em baixas velocidades ( 125 não dá para muito) todos dizem que a scooter tipo pcx é mais segura (excepto no choque frontal) por teres mais liberdade dos pés, menos peso e mais manobrabilidade pelo tamanho da roda. Mas gostos são gostos.

"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"
Responder
#16

(13-07-2017 às 16:55)Krav Escreveu:  A única que encontrei na net, foi a Kawasaki Z125, mas acho que não existe por cá...

http://www.motociclismo.pt/noticias/7702...-nova-z125

E ainda bem! proud


Responder
#17

Obrigado a todos pelos vossos "inputs", e pelos vistos, parece que não existe o que procuro.

Quanto à questão das mudanças manuais, sei que não é uma questão complicada (quando era mais novo cheguei a dar algumas voltas numa moto de amigo de 50cc) e não tive grandes problemas com o assunto e nunca caí.  smile
Eu não tenho um carro de mudanças automáticas, mas conheço várias pessoas que os têm (sem questões de limitações físicas e que já tiveram carros de mudanças manuais), e todas me dizem que passaram para mudanças automáticas por questão de conforto e despreocupação, por isso perguntei relativamente a motos.
Existem carros de mudanças automáticas desde os mais baratos a topos de gama de marcas Premium, com milhares e milhares de condutores a optarem por esta solução, logo ter questionado este assunto no universo das motas não me parece assim tão descabido...

Quanto à questão das scooters, quando experimentei, o que não gostei nada, foi o facto das pernas estarem "para a frente" e demasiado juntas, posição que me deixou desconfortável e com sensação de desiquilíbrio. Por exemplo nas aceleras que se viam muito em Espanha (tipo motocicleta), a posição das pernas é completamente diferente (tipo bicicleta), e andei sempre sem qualquer tipo de problema.

Mais uma vez, obrigado a todos pelos vossos comentários.

Obrigado

PS: Para um senhor/senhora que achou por bem ser mais indelicado, deixo-lhe uma frase do senhor Colin Powell: "there is no such thing as a stupid question, only stupid answers".
Responder
#18

Krav, aquilo que queres existe, apenas não existe em 125cc....Big boys toys cool

http://www.hondaprokevin.com/2017-honda-...dels-specs

Assim como os ABS e Controlo de Tracção já são comuns em motas, de futuro tb vai haver mais marcas a implementar cx's automáticas nas motas....no entanto isso tira a intervenção/condução e mta gente ainda aprecia essa diversão que é controlar manualmente a repartição de travagem, o efeito travão motor com as reduções etc etc

Mas como mero objecto de transporte sim o que dizes tem espaço no mercado de venda.
Responder
#19

Não percebem nada de motas pah!

Gilera DNA. Um pequeno problema, acho devem ser difíceis de encontrar!
Responder
#20

(14-07-2017 às 10:50)Krav Escreveu:  Obrigado a todos pelos vossos "inputs", e pelos vistos, parece que não existe o que procuro.

Claro que existe.... tal como já te foi dito e o Trecolareco referiu, as Dual Clutch da Honda (DCT) são um bom exemplo de motos com caixa automática. Só que só encontras em modelos para os quais a tua habilitação de carta não permite ascender (NC750, VFR1200F, CRF1000L, etc.)

(14-07-2017 às 10:50)Krav Escreveu:  Eu não tenho um carro de mudanças automáticas, mas conheço várias pessoas que os têm (sem questões de limitações físicas e que já tiveram carros de mudanças manuais), e todas me dizem que passaram para mudanças automáticas por questão de conforto e despreocupação, por isso perguntei relativamente a motos.

Krav.... essa questão do conforto não se coloca tanto numa moto, pois à partida, é logo um veículo que tem muitas menos concessões neste capitulo, face a um automóvel. E por norma quem procura uma moto, umas das ultimas coisas que tem em mente é o conforto, ainda que depois dentro do universo das motos, haja uma mais confortáveis que outras.
Ou seja, são substancialmente diferentes as razões de quem opta por um carro de caixa automática. Porque e salvo raras excepções, as razões que levam alguém a optar por uma moto, não giram à volta do procurar conforto ou despreocupação. A moto é um veículo muito mais exigente do ponto de vista da condução, que nos expõe totalmente aos diversos factores.... mas por outro lado consegue despertar fascínio, paixão e um imenso prazer de condução, que num automóvel, só em modelos muito caros e de topo de gama se poderão eventualmente equiparar. É sobretudo um veículo sensorial, que apela às emoções, e não tanto à utilidade. Por norma, quem opta por comprar uma moto (no verdadeiro sentido do termo) é por tudo isto mesmo.


(14-07-2017 às 10:50)Krav Escreveu:  Existem carros de mudanças automáticas desde os mais baratos a topos de gama de marcas Premium, com milhares e milhares de condutores a optarem por esta solução, logo ter questionado este assunto no universo das motas não me parece assim tão descabido...

Não é descabido. Tanto que nas motos também encontras modelos mais simplórios e baratos, equipados com variador automático (ou seja, sem caixa manual). Mas por isso também esta vertente se encontra quase e só nas scooters, que acabam por ser motos mais despretensiosas, estas sim, servindo quase exclusivamente numa perspectiva utilitária, aonde a tal despreocupação e facilidade de usar (só acelerar e travar) se coloca. E 125cc com estas características, é o que não faltam por aí no mercado, aos pontapés.

(14-07-2017 às 10:50)Krav Escreveu:  Quanto à questão das scooters, quando experimentei, o que não gostei nada, foi o facto das pernas estarem "para a frente" e demasiado juntas, posição que me deixou desconfortável e com sensação de desiquilíbrio. Por exemplo nas aceleras que se viam muito em Espanha (tipo motocicleta), a posição das pernas é completamente diferente (tipo bicicleta), e andei sempre sem qualquer tipo de problema.

Já existem scooters sem o típico avental e plataforma frontal, e com uma posição muito semelhante a uma moto (posição de cavaleiro), num misto dos dois conceitos. Mas novamente, essas encontras mais num âmbito de cilindradas maiores.

[Imagem: test-honda-integra-2016_26.jpg]

Aquilo que tu falas e que se via muito em Espanha, eram os mopeds. Mas a maioria dos que ainda hajam, são todos com 50cc, com as desvantagens em termos de circulação que se sabe (não podem andar em AE e em vias destinadas a motociclos e automóveis).

(14-07-2017 às 10:50)Krav Escreveu:  PS: Para um senhor/senhora que achou por bem ser mais indelicado, deixo-lhe uma frase do senhor Colin Powell: "there is no such thing as a stupid question, only stupid answers".

Não ligues..... ele é mesmo assim, mas no fundo, bom rapaz! Mas com um recalcamento grande por ser um incompreendido, tal é o trauma de já ter sido banido de dezenas de grupos e fóruns, por essa net afora! bigsmile
Ahh.... e é um gajo.... pelo menos pelo (mau) aspecto exterior que apresenta.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)