[Primeira mota] 125cc | até 3000€ | nova ou usada | Perguntas difíceis...
#1

Olá a todos

Tenho 29 anos, carta B desde os 21 e conduzo há já 5 anos um Mercedes 190D com a minha idade eheh. Apesar de amar este carro (foi-me deixado em herança por um avô) está a tornar-se difícil usá-lo diariamente no percurso de cerca de 15km que faço. O transito na ponte da Arrábida é infernal todos os dias, o carro é pastelão, consome bastante e vou acabar por o rebentar no pára arranca. 

Depois de conversar com o meu sogro (dono recente de uma Virago para lazer) e da minha irmã (tb dona recente de uma CB125F para deslocações diárias) decidi pensar em comprar uma mota. No passado sábado tive a primeira experiência com uma mota (honda CR125) num descampado e adorei. Foi o empurrão que precisava para me decidir a comprar uma mota e estou em crer que vou rapidamente adorar este mundo. 

A mota será então para condução diárias entre 15-20km em cidade e A1 (basicamente de casa até à A1, ponte da arrábida e saída para o campo alegre), e durante pelo menos o próximo ano, levarei a minha namorada como pendura. Depois, em principio andarei sozinho. Descartei já as PCX por achar feias, pastelonas e porque acho que rapidamente vou querer algo melhor. Se optar por nova, até aos 3000€ no máximo dos máximos. Se for para uma usada, com menos de 5mil km e um modelo recente, tipo de 2015 para a frente. Cheguei a equacionar uma eléctrica (Super Soco TS) mas depressa percebi que não estão ainda capazes de competir com uma convencional, quer dizer, limitada a 45km/h? Tá certo.

Segue então o questionário:

DONO 
- Tipo de CARTA DE CONDUÇÃO: B (eventualmente pondero tirar a A)
- Altura: 1.78
- Peso: 70
- Idade: 29
- Pendura (S/N): Sim durante os primeiros tempos
- Será 1ª moto (S/N): Sim

MOTO 
- Estilo preferido: Naked
- Custo (em euro): até 3000€
- Nova/Usada: Nova ou Usada

PERCURSO 
- Regularidade (diario, semanal, mensal): diário
- Tipo de estrada: urbano e autoestrada (pequeno trajecto)
- Numero aproximado de KM: 15-20km diários

Nestes últimos dias tenho perdido várias horas a procurar modelos e preços e cheguei a estas, organizadas sem qualquer ordem:
- Vortex ZII Naked
- Keeway RKV 125
- Keeway RKS 125 SPORT EVO
- Honda CB125F
- Yamaha YBR125
- Sym WOLF SB 125I
- Yamaha YS125
- Benelli BN 125

São todas muito bonitas, muito parecidas em termos de especificações e preços (novas rondam todas os 2100€ e os 3000€). Ou seja, ando ás aranhas para me decidir. De aspecto, a CB e a YBR parece-me muito..nhe. ahah Talvez esteja um tudo nada inclinado para a Benelli já que está na faixa inferior de preço (2400) e tem maior potência.

O que me aconselham? Quais destas devo descartar? E fiabilidade, qualidade de construção, peças, manutenção?

Não ponho também de parte tirar a carta A para estar mais à vontade. 

Obrigado desde já pelas vossas contribuições!
Responder
#2

Boas

Na faixa de 125 penso que todas essas trazem uns pneuzinhos bem fininhos...procurava uma coisa que desse mais segurança...uma duke 125 usada de 2013/2014 enquadra.se nesse preço e é toda uma outra mota comparativamente com algumas dessas...

Podes tirar a carta A também, porque se começares a conhecer o quintal aí por perto...é um fds que te apetece fazer a 222 por exemplo...vais perceber que uma 125 poderá ser pouco ou sentirás essa necessidade...

My 2 cents

Velasquez87
Responder
#3

Essa KTM escapou-me das minhas pesquisas por ser já de uma gama de 125 superior e nova estar já bem acima do orçamento. Efectivamente encontrei usadas de 2011 e 12 aqui na zona por 2900€, mas com 25000 km. Não sei se compensará.
Responder
#4

(09-07-2018 às 17:34)el_Bosco Escreveu:  Essa KTM escapou-me das minhas pesquisas por ser já de uma gama de 125 superior e nova estar já bem acima do orçamento. Efectivamente encontrei usadas de 2011 e 12 aqui na zona por 2900€, mas com 25000 km. Não sei se compensará.

Não esquecendo que estamos em época alta €€...

Encontras outros negócios melhores, é uma questão de tempo. Apenas falando das características é a 125 com mudanças com mais potência, com melhor suspensão, melhores travões...

E isso paga-se.

Velasquez87
Responder
#5

Foge das chinesas, de resto é praticamente tudo o mesmo... Uma 125cc saberá sempre a pouco, e as diferenças não são assim tão grandes...

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#6

Esquece chinesises pá!

[Imagem: images?q=tbn%3AANd9GcT4XLIkYtQDw11iDiKFM...g&usqp=CAU]


Responder
#7

eheh eu já tinha lido aqui que chinesas eram de evitar. Ou seja, riscar da lista as Keeway pelo menos. 

Mas e a Benelli que é detida agora pela mesma companhia que a Keeway? E a Sym e a Vortex? Desconheço a origem destas.
Responder
#8

A BN125 está vários furos acima da CB125F. Os pneus são mais grossos logo curva melhor e tem melhor aderência (apesar de à semelhança da CB125F os pneus de origem não valerem um peido). O motor é mais dócil de conduzir em toda a faixa de rotações, na CB tens de manter sempre acima das 5000rpm. A CB tem travão de tambor atrás enquanto a BN tem travão de disco. No geral, na opinião de quem já teve uma CBF125 e já conduziu uma CB125F das novas, a BN é uma melhor opção além de ser mais barata e ficar 300€ abaixo do teu orçamento, enquanto a CB vai ultrapassá-lo em 100 ou 200 euros. Só uma pequena questão, senta-te em cima dela primeiro porque a BN é "pequenota" e tendo tu a mesma altura que eu convem veres se te sentes confortável em cima dela. Eu não tenho problemas e fico bem confortável em cima dela, mas também vai do gosto de cada um. Se tiveres possibilidade, senta-te em cima das duas. Para o percurso que vais fazer, também não será um grande problema...

Consumos, a CB faz-te em condução normal 2-2.5L/100. Se fizeres uma condução tranquila até consegues um bocadinho menos de 2L/100, mas em ambiente citadino onde vais andar sempre a meter mudanças acho dificil. Ainda não tenho muitos dados da BN, mas para já está a fazer também 2 e pouco portanto diria que os consumos são ela por ela nas duas motas. Muitos aqui vão-te dizer para fugir das chinesas. A CBF está agora em Viseu e é o meu irmão que a vai utilizar. Tem pouco mais de 40000km e não teve nada de problemas com o motor. No entanto, aquele sistema elétrico amador levou a um investimento num estator novo que como mandei vir de fora ficou a 90€ + 60€ de mão de obra, mas que se fosse original Honda ficaria nunca a menos de 400€. Esse problema parece-me que está resolvido na nova CB125F que tem a mesma corrente para todo o sistema eletrico da mota. A BN ainda é cedo para dizer, foi uma aposta "arriscada" que fiz mas tenho conhecidos com a irmã TNT que levam mais de 10000km sem problema nenhuma na mota, e sendo o mesmo motor vamos lá ver o que sai daqui. De qualquer forma novo tem sempre 2 anos de garantia, e se começar a dar muitos problemas é uma mota que se vende com relativa facilidade porque tem bastante procura.

As da Yamaha são praticamente cópias da CBF/CB125F portanto optar por uma ou outra é uma questão de gosto pessoal. Dentro desse orçamento, o que tens aí são as melhores escolhas possiveis. Tens de decidir se queres "arriscar" numa Benelli ou pagar um bocado mais e ter menos qualidade em alguns aspetos mas uma possivel segurança extra pela fiabilidade das marcas.

Agora se te quiseres manter nas 125 durante algum tempo, eu aumentava o orçamento e ia para o nível acima, tipo a CB125R, a Duke 125, etc
Responder
#9

Honestamente...

Tu vais cansar-te num instante duma 125, mas também esperares até teres carta A desmotiva-te. Portanto compra uma CB125 ou outra japonesa qualquer usada, e para o ano já com a carta A logo compras assim algo mais capaz.

Digo para comprar japonesa porque as chinesas podem não chegar ao próximo verão devil

...
Responder
#10

Boas dmanteigas. Excelente post! Obrigado! 

Era precisamente esse tipo de informação que eu precisava. Para já, não estou com muita vontade de dar 4-5mil € por uma mota, considerando a pequena extensão diária de km que irei percorrer. Para ir para as de gama superior, teria de ir para as usadas, cuja compra envolve mais riscos. 

Não sou muito de passeios (sou mais de passear em casa...eheh) e só muito raramente usarei a mota para mais que estas deslocações. Eventualmente poderei fazer viagens de hora e meia em autoestrada mas nunca mais que isso. 

O teu post serviu para cimentar a minha escolha na Benelli. Obrigado uma vez mais!
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)