[Personalidades do Motociclismo] Noriyuki Haga
#1
E como nem só de construtores é feito o "hall of fame" das personalidades do motociclismo, é altura de voltar a mencionar alguns pilotos famosos. Desta feita Noriyuki Haga, que construiu o seu palmarés maioritariamente no WSBK.

Citar:Noriyuki Haga(芳 賀 紀行) (nascido a 2 de março de 1975 em Atsuta-ku, Nagoya, Japão), é um piloto de motas profissional japonês. Haga foi um dos principais candidatos no Campeonato Mundial de Superbike, terminando como vice-campeão três vezes, e terminou em terceiro na série do campeonato quatro vezes. Atualmente ele compete no Campeonato CIV Supersport 600, a bordo de uma Yamaha YZF-R6.

[Imagem: noriyuki-haga-wsbk.jpg]

Início de Carreira
Haga começou sua carreira competindo no Campeonato Japonês de Superbike em 1993, pilotando uma moto da Ducati. Depois, mudou-se para a Yamaha em 1995 e ganhou o campeonato com a Yamaha em 1997. Durante a sua passagem pela Yamaha na Superbike japonesa, Haga foi escolhida para representar a Yamaha na corrida de resistência Suzuka 8 Hours em 1996. Ele juntou-se ao piloto da Yamaha na World Superbike Colin Edwards e venceu a corrida.

WSBK
Antes de Haga começar a competir em tempo integral no Campeonato Mundial de Superbike em 1998, ele já estava competindo ocasionalmente no WSBK desde 1994. Em 1996, Haga recebeu um wild card para correr na rodada japonesa do WSBK em Sugo. Surpreendentemente terminou em segundo na Corrida 1, recebendo o seu primeiro pódio no WSBK na sua primeira tentativa. No entanto, não conseguiu terminar na corrida 2. Em 1997, enquanto ainda competia no campeonato, teve outra oportunidade de correr no WSBK. Foi escolhido para substituir o lesionado Colin Edwards pelas duas últimas corridas da temporada em Sugo, Japão, e Sentul, na Indonésia. Teve um bom desempenho em ambas as rodadas, obtendo a sua primeira vitória no WSBK junto com mais 2 pódios.

[Imagem: 9283c1b774b4acd1127c1a8c16b70be6.jpg]

Em 1998, Haga começou a competir no WSBK em tempo integral. Também adotou o número 41 que usou desde então. Haga juntou-se à equipa de Superbike da Yamaha, substituindo Colin Edwards, que se mudou para a Honda. Começou uma temporada brilhante, vencendo 3 das 4 primeiras corridas. Infelizmente, seu desempenho diminuiu e abandonou a disputa pelo campeonato. Ganhou mais duas corridas na temporada e terminou em 6º no campeonato. Durante o ano, Haga também recebeu um wild card no Grande Prémio do Japão de 500cc em Suzuka. Haga conseguiu um inesperado terceiro lugar na sua estreia nas 500cc. Este foi o seu único pódio na sua breve carreira nas 500cc/MotoGP.

Na temporada seguinte, Haga terminou em 7º lugar no campeonato. Ele só conseguiu 1 vitória e 1 terceiro lugar na nova Yamaha YZF-R7. Como resultado, outro piloto japonês, Akira Yanagawa, terminou em 5º, acima de Haga. Isso marca a única vez em que Haga não era o melhor piloto japonês em todas as temporadas nas quais ele competia no WSBK.

Haga melhorou sua performance para disputar o título em 2000. No entanto, sua temporada foi interrompida quando foi testado e obteve positivo para uma substância proibida. Haga foi testado positivo para a substância Efedrina após a corrida na África do Sul, embora mais tarde tenha sido descoberto que a efedrina ocorre naturalmente nas ervas usadas no suplemento Ma Huang que ele havia tomado nesse período. Inicialmente recebeu uma proibição de um mês a partir de 5 de junho e teve seus pontos de ambas as corridas sul-africanas deduzidos. No entanto, após uma série de apelos, os pontos da Corrida 1 na África do Sul foram restabelecidos e a proibição foi adiada e reduzida a uma proibição de 2 semanas, resultando na ausência de Haga na última ronda em Brands Hatch, Grã-Bretanha. Com Haga perdendo 25 pontos e ficando de fora do fim de semana de 2 corridas, Colin Edwards venceu confortavelmente o campeonato de 2000.

Breve Percurso em 500cc/MotoGP
Após um ano agitado, Haga deixou o WSBK e juntou-se ao Campeonato do Mundo de 500cc para a temporada de 2001. Inicialmente, Haga não se queria juntar ao Campeonato de 500cc, já que queria outra hipótese de disputar o título no WSBK. No entanto, a Yamaha já havia anunciado que se estava retirando do WSBK e concentrando-se no desafio de vencer o Campeonato de 500cc. Haga juntou-se à equipa Red Bull Yamaha WCM, pilotando a Yamaha YZR500. Haga não conseguiu adaptar-se à nova moto e teve uma temporada decepcionante, sem um único pódio. Terminou em décimo quarto no campeonato.

[Imagem: 800px-Noriyuki_Haga_2003_Japanese_GP.jpg]

Regressou ao WSBK em 2002 numa Aprilia RSV 1000. Teve vários pódios, mas sem vitórias. Terminou em 4º na classificação geral, antes de voltar ao MotoGP na temporada seguinte. A ele juntou-se o seu antigo companheiro de equipa, Colin Edwards, para liderar a campanha da Aprilia no MotoGP, pilotando o recém-desenvolvido Aprilia RS Cube. Tanto Haga quanto Edwards sofreram outra temporada decepcionante com o desempenho do RS Cube. Haga mais uma vez terminou em décimo quarto no campeonato sem um pódio.

[Imagem: motogp-japanese-gp-2003-valentino-rossi-...from-n.jpg]

Regresso ao World Superbike
Depois de mais uma tentativa fracassada no MotoGP, Haga regressou ao WSBK em 2004. Ele juntou-se à equipe Renegade Ducati Koji e estava na disputa pelo campeonato até a rodada final, apesar de várias falhas mecânicas.

[Imagem: 17273.jpg]

Em 2005, Haga juntou-se à Yamaha Motor Italia, a equipa apoiada pela fábrica da Yamaha. Terminou em terceiro no campeonato e tornou-se o primeiro piloto a vencer uma corrida de clima seco, tendo falhado o suficiente para se classificar para 'Superpole'.

Em 2006, foi novamente o protagonista da Yamaha. Depois de 7 rondas, foi o segundo no campeonato para o Troy Bayliss, sem ter vencido uma corrida. Na sétima jornada, em Brno, conquistou a pole, mas terminou em terceiro e quarto nas duas corridas, tendo passado por Michel Fabrizio na última volta de ambos. Na oitava ronda no Reino Unido, ele levou sua primeira vitória do ano. Na 9ª ronda de Lausitzring na Alemanha, Nori ganhou dois segundos lugares depois de lutar pela vitória em ambas as corridas. A primeira corrida foi vencida pelo seu bom amigo Yukio Kagayama da Alstare Corona Suzuki e a segunda pelo britânico James Toseland da Winston Ten Kate Honda, que tinha sido seu principal rival para o segundo lugar no campeonato. Pela terceira temporada consecutiva, Haga ficou em terceiro.

[Imagem: noriyuki-haga-race-two.jpg]

Troy Corser juntou-se à equipa da Yamaha em 2007 e, juntos, trouxeram à Yamaha o campeonato da marca. Haga terminou em 2º no campeonato de pilotos, 2 pontos atrás de Toseland - uma dupla vitória na ronda final em Magny-Cours sendo apenas insuficiente.

Ele continuou a correr pela Yamaha em 2008. Haga venceu sete corridas durante a temporada, com vitórias em Valência, Monza e Magny-Cours, além de duplas em Nurburgring e Vallelunga. No entanto, isso só foi bom o suficiente para o terceiro lugar na classificação final atrás do (sem vitórias) Corser e do vencedor do título da Xerox Ducati, Troy Bayliss.

[Imagem: Haga.jpg]

Em 2009, juntou-se à equipa da Ducati Xerox Team para substituir Bayliss, vencendo sua primeira corrida em Phillip Island, e conquistando uma liderança no campeonato. No entanto, uma grave queda lateral durante a Corrida 2 na 9ª ronda em Donington Park colocou em dúvida sua busca pelo campeonato de 2009. Com Haga fora da corrida 2, Ben Spies levou a vitória e reduziu os pontos de Haga para 14. No Campeonato do Mundo de Superbike de 2011, Noriyuki Haga juntou-se à PATA RACING TEAM APRILIA (equipa satélite) como piloto individual na moto Aprillia RSV4 Factory.

[Imagem: Noriyuki+Haga+Superbike+World+Championsh...mVz0El.jpg]

Superbikes Britânicas
Haga assinou com a Swan Yamaha British Superbike Team para a temporada de 2012 ao lado do atual campeão de 2011 da BSB, Tommy Hill. Haga marcou sua estreia no BSB na primeira corrida da primeira ronda em Brands Hatch com um 13º lugar (a corrida 2 foi cancelada devido às condições extremas da pista causadas pela chuva). Na oitava rodada no Cadwell Park, Haga quebrou a clavícula em um grande high-side durante os treinos livres e ficou de fora no final de semana. Depois de sofrer com lesões na maior parte da temporada, Haga terminou em 8º no geral. Em 16 de setembro de 2013, foi anunciado que Haga estaria retornando ao BSB com a Paul Bird Motorsport correndo numa Kawasaki ZX-10R para as 3 rondas finais da temporada.

[Imagem: Noriyuki+Haga+World+Superbikes+Race+q4TmfcTKVxDl.jpg]

Resumo da Carreira
Carreira no World Superbike
1996: 22º no Campeonato Mundial de Superbike com a Yamaha (2 corridas como wild card, 1 pódio)
1997: 13º no Campeonato Mundial de Superbikes com a Yamaha (4 de corrida como piloto de substituição, 1 vitória, 3 pódios, 72 pontos)
1998: 6º no Campeonato Mundial de Superbike com a Yamaha WSBK Team (5 vitórias, 7 pódios, 258 pontos)
1999: 7º no Campeonato Mundial de Superbike com a Yamaha WSBK Team (1 vitória, 2 pódios, 196 pontos)
2000: 2º no Campeonato Mundial de Superbikes com a Yamaha WSBK Team (4 vitórias, 11 pódios, 334 pontos)
2002: 4º no Campeonato Mundial de Superbike com a PlayStation 2 -FGF Aprilia (7 pódios, 278 pontos)
2004: 3º no Campeonato Mundial de Superbike com Renegade Ducati Koji (6 vitórias, 9 pódios, 299 pontos)
2005: 3º no Campeonato Mundial de Superbike com a Yamaha Motor Italia WSB (2 vitórias, 10 pódios, 271 pontos)
2006: 3º no Campeonato Mundial de Superbike com a Yamaha Motor Italia WSB (1 vitória, 11 pódios, 326 pontos)
2007: 2º no Campeonato Mundial de Superbikes com a Yamaha Motor Italia WSB (6 vitórias, 15 pódios, 413 pontos)
2008: 3º no Campeonato Mundial de Superbikes com a Yamaha Motor Italia WSB (7 vitórias, 11 pódios, 327 pontos)
2009: 2º no Campeonato Mundial de Superbikes com a Ducati Xerox Team (8 vitórias, 19 pódios, 456 pontos)
2010: 6º no Campeonato Mundial de Superbikes com a Ducati Xerox Team (2 vitórias, 6 pódios, 258 pontos)
2011: 8º no Campeonato Mundial de Superbike com a equipe Pata Aprilia (0 vitórias, 4 pódios, 176 pontos)

Carreira nas 500cc / MotoGP
1998: 20º no Campeonato do Mundo de 500cc com a Yamaha Racing Team (1 corrida como wildcard, 1 pódio, 16 pontos)
2001: 14º no Campeonato do Mundo de 500cc com a Red Bull Yamaha WCM (15 corridas, 59 pontos)
2003: 14º no Campeonato do Mundo de MotoGP com Alice Aprilia Racing (16 corridas, 47 pontos)

Outras
1996: Venceu Suzuka 8 horas de corrida de resistência com a Yamaha (com Colin Edwards )
1997: Ganhou Campeonato de Superbike japonesa com a Yamaha
2012: 8º no Campeonato Britânico de Superbike com Swan Yamaha (0 vitórias, 1 pódio, 160 pontos)
2015: 7º na Ásia Road Race SS600 Championship com a equipe Kagayama Suzuki ASIA Suzuki GSX-R600

Fonte: Wikipedia

[Imagem: f800r_long.jpg?raw=1]
Suzuki GSX1300R * BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder
  




Utilizadores a ver este tópico:
1 Visitante(s)