[Personalidades do Motociclismo] Burt Munro
#1

E sem nenhuma ordem em particular, deixo aqui mais um resumo biográfico de outro eleito das personalidades do motociclismo: Burt Munroe.

Citar:Herbert James "Burt" Munro (Bert durante a sua juventude; 25 março de 1899 - 06 de janeiro de 1978) foi um piloto de motos neozelandês, que ficou famoso por estabelecer um recorde mundial sub 1000cc, com a sua Bonneville, a 26 de Agosto de 1967. Este registo ainda se mantém; Munro tinha 68 anos e conduzia uma mota de 47 anos quando estabeleceu seu último recorde.

[Imagem: Burt-Munro.jpg]

Na sua casa em Invercargill, trabalhou durante 20 anos para modificar a Indian de 1920 que tinha comprado naquele mesmo ano. Munro estabeleceu o seu primeiro recorde de velocidade na Nova Zelândia em 1938 e depois desse estabeleceu mais sete. Viajou para competir no Bonneville Salt Flats, tentando estabelecer recordes mundiais de velocidade. Durante as suas dez visitas aos lagos salgados, estabeleceu três recordes de velocidade, um dos quais ainda se mantém.
Os seus esforços e sucesso são a base do filme A Indian Mais Rápida do Mundo (2005), com Anthony Hopkins, e um documentário curto de 1971, Burt Munro: Oferendas ao Deus da Velocidade, ambos dirigidos por Roger Donaldson.



O interesse de Munro pela velocidade começou em tenra idade, montando o cavalo mais rápido da família em toda a fazenda, apesar das reclamações de seu pai. As viagens de comboio para o porto de Invercargill eram uma fonte rara de entusiasmo, e a chegada de carros, motos e aeronaves aumentava a ânsia de Burt de se juntar ao mundo fora de sua fazenda. Como a família de Munro desencorajava seus esforços fora da vida na fazenda, ele ficava constantemente enfadado com a sua rotina diária. No início da Primeira Guerra Mundial, ele pretendia ir à guerra assim que tivesse idade suficiente, apenas para ter uma oportunidade de ver o mundo.
Munro permaneceu na fazenda da família até o final da Primeira Guerra Mundial, quando seu pai vendeu a fazenda. Naquela época, Munro trabalhou na construção do túnel Otira até ser chamado para trabalhar com o pai numa fazenda recém-adquirida. Depois disso, tornou-se piloto profissional de corridas, mas regressou a casa para no início da Grande Depressão. Arranjou trabalho como vendedor de motos e mecânico, correu com motas e subiu ao topo da cena motociclistica da Nova Zelândia, correndo na Oreti Beach e depois em Melbourne, na Austrália.
Após a Segunda Guerra Mundial, Munro e sua esposa divorciaram-se e, posteriormente, ele desistiu de trabalhar para residir em uma garagem fechada.
A Indian Scout de Munro era um modelo muito antigo, sendo apenas a 627ª a deixar a fábrica americana. A moto tinha uma velocidade original de 55 mph (89 km/h). Mas isso não satisfez Munro, então em 1926 decidiu começar a modificar a sua Indian.

[Imagem: BurtMunro.jpg]

Os dois maiores desafios para Munro superar ao modificar sua moto foram a falta de dinheiro, limitado ao seu trabalho full time como vendedor de motos. Ele costumava trabalhar durante a noite em suas motas (ele também tinha um Velocette MSS de 1936), então acabava por ir trabalhar de manhã, sem ter dormido na noite anterior.
Como Munro era um homem de meios modestos, muitas vezes ele mesmo fazia peças e ferramentas, em vez de adquiri-las. Por exemplo, fazia seus próprios depósitos, pistões, guiadores, etc. Seu micrómetro era um velho raio.
Na sua fase final, a cilindrada da sua Indian era de 950cc (construída como 600cc) e a transmissão era um sistema de tripla corrente.
A "Munro Special", como Munro chamou à sua moto, é agora propriedade de um entusiasta de motas na Ilha Sul da Nova Zelândia e está em exibição na E. Hayes & Sons, Invercargill. Há também uma segunda mota, supostamente a "Munro Special" original, no Museu Te Papa em Wellington.

Bonneville Salt Flats e Speed ​​Week:
Os lagos salgados de Bonneville, no noroeste de Utah, EUA, são conhecidos mundialmente pela sua extensão de sal plano e compactado, perfeito para testar máquinas de velocidade. Durante a Speed ​​Week, geralmente em meados de agosto, entusiastas de veículos de todo o mundo reúnem-se em Bonneville.

[Imagem: Burt-Munro%E2%80%99s-Indian-at-the-Salt-...enzies.jpg]

Munro viajou a Bonneville dez vezes, pela primeira vez para fins de "turismo". Nas nove vezes em que correu em Bonneville, Munro estabeleceu três recordes mundiais: primeiro em 1962, depois em 1966 e finalmente em 1967. Também se qualificou a 320 km/h, não oficialmente.

Vida pessoal:
Após o erro ortográfico de seu nome numa revista americana de motociclismo, em 1957, Bert Munro mudou seu nome para Burt.



Munro teve quatro filhos - John, June, Margaret e Gwen - com sua esposa Florence Beryl Martyn, com quem se casou em 1927. Divorciaram-se em 1947.
Sofrendo de angina desde o final da década de 1950, Munro sofreu um derrame em 1977 e foi internado no hospital. Descobriu que a sua coordenação motora havia diminuído. Frustrado, mas querendo que suas motas permanecessem em Southland, vendeu as duas máquinas para um revendedor local. Munro morreu de causas naturais em 6 de janeiro de 1978, com 78 anos de idade. Está sepultado no cemitério oriental de Invercargill, junto com seus pais e irmão.

Fonte: Wikipedia
Responder
#2

Cheira-me que não deixou descendência pela posição de condução... lol

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#3

(22-01-2019 às 23:48)michelfpinto Escreveu:  Cheira-me que não deixou descendência pela posição de condução... lol

4 filhos (não leste o texto, só viste os bonecos...)
Responder
#4

(22-01-2019 às 23:55)marco.clara Escreveu:  
(22-01-2019 às 23:48)michelfpinto Escreveu:  Cheira-me que não deixou descendência pela posição de condução... lol

4 filhos (não leste o texto, só viste os bonecos...)

Tenho que admitir que só vi as imagens! shy

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#5

(23-01-2019 às 00:17)michelfpinto Escreveu:  
(22-01-2019 às 23:55)marco.clara Escreveu:  
(22-01-2019 às 23:48)michelfpinto Escreveu:  Cheira-me que não deixou descendência pela posição de condução... lol

4 filhos (não leste o texto, só viste os bonecos...)

Tenho que admitir que só vi as imagens! shy

Vê o filme. É muito fixe!
Responder
#6

(22-01-2019 às 23:55)marco.clara Escreveu:  
(22-01-2019 às 23:48)michelfpinto Escreveu:  Cheira-me que não deixou descendência pela posição de condução... lol

4 filhos (não leste o texto, só viste os bonecos...)

Mas foi provado cientificamente serem dele!? Anda aí muita gente a receber abonos indevidamente devil
Responder
#7

Antony Hopkins numa grande interpretação.

Uma história que me move pá!

É uma lição de vida para muitos!

Eu costumo dizer que persigo os meus sonhos que, teimam em meterem-se por estradas com muitas curvas.
Munro perseguiu o seu sonho até as últimas consequências e aí está. Um record para bater!

Nunca, mas nunca deixem nada por fazer...

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#8

[Imagem: Offering%2Bto%2Bthe%2BGod%2Bof%2BSpeed.jpg]
Responder
#9

(23-01-2019 às 00:34)marco.clara Escreveu:  
(23-01-2019 às 00:17)michelfpinto Escreveu:  
(22-01-2019 às 23:55)marco.clara Escreveu:  4 filhos (não leste o texto, só viste os bonecos...)

Tenho que admitir que só vi as imagens! shy

Vê o filme. É muito fixe!

Obrigado pela dica Marco, já estou a tratar disso! blink

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#10

Já vi o filme, realmente vale bem a pena ver. Uma história de preserverança e de acreditar. blink

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)