Oficinas margem sul
#31

(21-05-2021 às 23:24)Fz1000 Escreveu:  Uiiiiiii


Não posso gostar de lasanha?


Enviado usando o Tapatalk
Responder
#32

(21-05-2021 às 23:30)LoneRider Escreveu:  
(21-05-2021 às 21:31)Fz1000 Escreveu:  Estou neste momento a jantar e acompanhado, achei que deviam saber.

E sou de opinião que quem é a favor de mais uma taxa que nada acrescenta a não ser os bolsos de alguém, devia ter o "ornamento jurídico" alargado.

Estamos de acordo que a taxa em nada acrescenta (salvo a excepção anunciada), mas obriga a um exercício de responsabilidade e respeito que parece estar esquecido se levarmos em conta a quantidade de reclamações que têm havido por causa dos vários pontos de control que montam as forças da autoridade.

Se não houvesse pessoal que alimenta o ego na Internet com vídeos dos seus escapes e fotos das suas cavalgadas, talvez o cerco não fosse tão apertado.

E o pior disto tudo é que o ordenamento jurídico pune esas condutas e legítimiza esse cerco apertado.


Há muitos problemas no ordenamento jurídico.
Se me querem falar em leis e taxas e taxinhas, sou capaz de perceber mais do que de motas.

Para mim as coisas são simples... se há inspeção obrigatória, eu faço-a sem problema. Aliás, nunca percebi pq é que as motas não eram fiscalizadas.
Mas o problema é que o Xico-espertismo do portugues nunca acaba. Primeiro os IPO são um antro de cunhas e coisas a passar por fora.
Depois o legislador só vê cifrões.

Os iucs, as portagens, as scuts.... e podemos fazer paralelos com imi, com irs, com ivas. Somos dos países da Europa com maior discrepância entre o que se ganha, o que se paga de impostos e o custo de vida.

Mas como alguém já me disse, não vou mudar o mundo portanto reduzo-me à minha insignificância.
Não sou contra inspeção mas é pra ser bem feita. Não é pra ir lá o mecânico e passar o carro que nem travões tem pq é imprimir o papel e pagar um café ao “amigo” do IPO


Enviado usando o Tapatalk
Responder
#33

Há uma oficina bastante profissional que recomendo vivamente e é


Motomonte - Comércio e Reparações de Motos Lda.Rua das Quintas 11, Caparica


Cf. Google Comentários.

O insignificante
Responder
#34

(21-05-2021 às 16:04)KOK Escreveu:  Não está em causa a utilidade das inspecções (apenas porque não são cumpridas, ou feitas cumprir como deve ser).

O que está mal nas inspecções é o excessivo rigor que querem impor, quando se deviam focar no que é realmente importante para a segurança de circulação do veiculo, para o próprio, e terceiros. E não em merdices como estado da pintura, por exemplo.

Mas o que vejo é pessoal apavorado devido ás alterações que fizeram nas motas, com medo das penalizações que daí podem advir. Se tais mudanças não interferirem com a segurança do veiculo, deviam insurgir-se contra isso, e não com as inspecções na sua essência.

Mas como em muita coisa que se passa neste país, grande parte dos centros de inspecções são um antro de corrupção, e se for avante, essas mesmas pessoas já não se vão importar de passar uma nota por baixo do balcão, para que seja aprovada.

Não me recordo de ter colocado em causa o quer que fosse.
Apenas achei curioso que te seja indiferente pagar por mais um papelinho.
E subscrevi a ideia que mais gente irá aplaudir as inspecções.

Quanto ao excessivo rigor.. tenho ideia que ainda ninguém decidiu nada sobre o que é suposto ser verificado ou como será os procedimentos.
Afinal, está tudo dependente dos senhores de Bruxelas.

Mas pelo menos concordas que as IPO são antros de corrupção. smile E que estás tranquilo em pagar por isso.

Portanto venham elas..
Quem não deve não teme, certo?

Portanto não vamos temer por menos 30/40 euros na carteira quando o IUC é o que é.. além do que se paga em taxas e taxinhas nos combustíveis e o custo absurdo das portagens.

#berdadeirosafavordasipo

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#35

(23-05-2021 às 00:31)dfelix Escreveu:  quando o IUC é o que é..

Por acaso, até aos dias de hoje, ainda me faz confusão esses valores. Uma mota acima de 750cc pós 96, paga mais 120 paus. É verdadeiramente absurdo. Uma mota do final dos anos 90 é na pratica um charuto, no entanto paga como se fosse um veiculo de luxo. E a tabela, quanto aos motociclos, ha quantos anos nao leva uma revisão?

E isto das inspeções é mais um motivo para ir ao bolso do contribuinte, porque sabemos que a conversa da prevenção da sinistralidade rodoviária é apenas uma justificação miserável para nos roubarem novamente.
Responder
#36

(23-05-2021 às 00:31)dfelix Escreveu:  
(21-05-2021 às 16:04)KOK Escreveu:  Não está em causa a utilidade das inspecções (apenas porque não são cumpridas, ou feitas cumprir como deve ser).

O que está mal nas inspecções é o excessivo rigor que querem impor, quando se deviam focar no que é realmente importante para a segurança de circulação do veiculo, para o próprio, e terceiros. E não em merdices como estado da pintura, por exemplo.

Mas o que vejo é pessoal apavorado devido ás alterações que fizeram nas motas, com medo das penalizações que daí podem advir. Se tais mudanças não interferirem com a segurança do veiculo, deviam insurgir-se contra isso, e não com as inspecções na sua essência.

Mas como em muita coisa que se passa neste país, grande parte dos centros de inspecções são um antro de corrupção, e se for avante, essas mesmas pessoas já não se vão importar de passar uma nota por baixo do balcão, para que seja aprovada.

Não me recordo de ter colocado em causa o quer que fosse.
Apenas achei curioso que te seja indiferente pagar por mais um papelinho.
E subscrevi a ideia que mais gente irá aplaudir as inspecções.

Quanto ao excessivo rigor.. tenho ideia que ainda ninguém decidiu nada sobre o que é suposto ser verificado ou como será os procedimentos.
Afinal, está tudo dependente dos senhores de Bruxelas.

Mas pelo menos concordas que as IPO são antros de corrupção. smile E que estás tranquilo em pagar por isso.

Portanto venham elas..
Quem não deve não teme, certo?

Portanto não vamos temer por menos 30/40 euros na carteira quando o IUC é o que é.. além do que se paga em taxas e taxinhas nos combustíveis e o custo absurdo das portagens.

#berdadeirosafavordasipo

É interessante ver como o Félix manipula as palavras do pessoal....
E claro, faz-o tão bem que até parece verdade de o KOK disse que não se importava de pagar por mais uma taxa (segundo diz o Félix).
Aconselho a ler de novo as palavras do KOK...

(20-05-2021 às 23:59)KOK Escreveu:  Sou o único que não está preocupado com a eventual oficialização das inspeções às motas?

Incomoda-me muito mais o valor das portagens ou do IUC que, em proporção com outros veículos motorizados, são um autêntico disparate.

... e a manipulação do Félix...

(21-05-2021 às 10:56)dfelix Escreveu:  
(20-05-2021 às 23:59)KOK Escreveu:  Sou o único que não está preocupado com a eventual oficialização das inspeções às motas?

Leia-se.... serás o único não preocupado a pagar uns 30 paus por ano em troca de um papelinho?
Certamente que não.
Há malta que até acha que isto até vai reduzir a sinistralidade.

Os recortes nos quotes fofinhos que o Félix faz são intencionados para simplemente orientar o discurso ao que mais lhe convém, adornando-o com ironia e sarcasmo para até parecer engraçado....

Em nenhum momento li o KOK a dizer que não se importava de pagar mais uma taxa, implícita ou explicitamente.
Li o KOK a dizer que não lhe preocupa fazer uma IPO à sua mota porque (implicitamente) nada tem a temer.
E muito provavelmente não teme porque cuida correctamente da sua mota e mantém os seus standards de segurança, passiva ou activa.

Apesar de eu ter uma ideia de como se vão fazer as inspecções (não deve ser muito diferente do que se faz em Espanha), já não é a primeira vez que vejo o Feliz a dizer que não devemos especular sobre como vão ser as inspeções.
Ora, se não vamos saber como vão ser, como sabes que vão custar 30 ou 40€?

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#37

A minha interpretação de alguém que "não está preocupado com a eventual oficialização das inspeções às motas" é que... também "não se importa de pagar mais uma taxa, implícita ou explicitamente".

A tua interpretação da minha resposta é que venho para aqui manipular o pessoal...
Como se ganhasse alguma coisa com isso.

Referi que uma IPO a motos certamente poderá custar 30/40 euros por ser o preço praticado para os automóveis.
Não vejo razão para ser muito diferente num país que em condições normais os veículos pagam o mesmo de portagens, por exemplo.

Recordo que só participas neste fórum porque em nenhum outro te toleram muito tempo.

E parabéns.
Por norma ignoro a tua participação.
Através deste ataque pessoal obtiveste a minha atenção.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#38

Pensei que para ti fosse só uma questão de interpretação...

Tenho pena que consideres um ataque pessoal.


(23-05-2021 às 09:00)dfelix Escreveu:  A minha interpretação de alguém que "não está preocupado com a eventual oficialização das inspeções às motas" é que... também "não se importa de pagar mais uma taxa, implícita ou explicitamente".

A tua interpretação da minha resposta é que venho para aqui manipular o pessoal...
Como se ganhasse alguma coisa com isso.

Referi que uma IPO a motos certamente poderá custar 30/40 euros por ser o preço praticado para os automóveis.
Não vejo razão para ser muito diferente num país que em condições normais os veículos pagam o mesmo de portagens, por exemplo.

Recordo que só participas neste fórum porque em nenhum outro te toleram muito tempo.

E parabéns.
Por norma ignoro a tua participação.
Através deste ataque pessoal obtiveste a minha atenção.

Nunca sabe quanto disto pode chegar a ser verdade.

(leva em conta que quote está completo, pelo que não retiro as tuas palavras de contexto)

Acho que vais pensar que é um ataque pessoal, mas continuo a achar que segundo a minha interpretação é o teu "modus operandi" com o único fim de manipular o sentido das palavras de acordo com a tua interpretação.
Talvez devas entender não como um ataque pessoal mas como uma sugestão para evitar que sejas mal interpretado. blink
Responder
#39

Não se chateiem.
Isto é um local de troca de conhecimento, ideias, debate e, supostamente, de alguma confraternização. Não é tudo preto ou branco, o cinza tbm quer brilhar.

O que eu disse foi, o que leva grande parte do pessoal, se não todo, a estar indignado com as inspeções, é o facto de não estar legal.
Vivemos em sociedade e devemos agir em conformidade.

Andar sem espelhos retrovisores, com mecanismos para esconder matrículas, escapes sem respectiva homologação, e outras alterações que possam afectar o próprio, ou terceiros, devem ser punidos como tal.

Também não os vejo preocupados em pagar 30€ ou 40€. Mas sim, com o que já gastaram nas alterações que fizeram (ou compraram já alteradas), e no que terão de gastar para reverter o processo.

Há muita gente que só reivindica os direitos e, invariavelmente, se esquece dos deveres. Os homens separam-se dos garotos, quando assumem a merda que fazem.
Eu tbm sei que se andar a 200km/h numa A1 ou na N108 a 140km/h, e for apanhado num radar, ou tiver um acidente, vou-me foder. Mas ando, e quando, ou se, chegar a altura, vou ter de me chegar á frente e responsabilizar-me por isso.

Concluindo, o motivo que leva a tanta indignação com as inspeções, é muito mais amplo, do que os meros 30€ ou 40€ (que podem nem ser anuais) que isso implica.

PS:O que me chateia é perceber que as inspeções são consequência das asneiras, dos que agora são contra as inspeções, andaram/andam a fazer.
Responder
#40

Vamos lá ver...

Eu não sou ninguém pra dar lições de moral e não sei tudo no mundo como tal o q vou dizer é só mesmo a minha visão do mundo.

Vocês são do mundo das motas e faz com que a discussão seja “apenas” a inspeção. E tudo bem.

Mas se pensarmos no continente (e nem vou falar de ilhas) há muitas coisas erradas.
Compramos um carro mas pagamos todos os anos um imposto quer andemos quer não andemos.
Compramos uma Mota, idem idem aspas aspas.
Compramos uma moradia, pagamos uma vida imi (ou seja, pagamos na mesma um “aluguer” de um terreno/casa/piscina) q é supostamente nosso.
Pior, compramos um apartamento e pagamos imi de um bocado de ar, pq aí nem um bocado de terreno temos.

Pagamos impostos na água, pagamos impostos na luz, pagamos impostos no gás, pagamos na gasolina... pagamos iva absurdo já pra não falar no irs.
E não vai mudar. Porque continuamos a comer e a calar.

No entanto, acho muito bem haver inspeções pros carros e pras motas.
Mas, mais uma x, como tudo em Portugal, tens cunha tens tudo. E isso sim tá mal.

Portanto, é travar conhecimentos num IPO desta vida ou ser uma pessoa séria e andar com carro/Mota em condições e nada temer.


Enviado usando o Tapatalk
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)