O regresso da Hornet?
#1

Numa EICMA'21 desfalcada de algumas marcas importantes como sejam a BMW ou a Ducati, e tendo muitos dos modelos de 2022 já sido desvendados ao longo do ano, as poucas novidades de realce também acabam a ter só "meio sabor".

Prosseguindo na senda de ressuscitar nomes sonantes de um passado recente, e depois do regresso da Africa-Twin ou dos rumores do regresso de uma (hipotética nova) Transalp, a Honda em Milão, deita cá para forma um teaser a premonizar o regresso do "vespão".

https://youtu.be/WWbvdtaYNQE

Duvidando mesmo muito que venha a ser uma "pedrada no charco", como o foi há quase década e meia, o que será que a "frangaria" trará num eventual regresso da Hornet, quando já temos no mercado coisas como SFV4 ou SD 1290?
Responder
#2

Seria interessante uma proposta da Honda para o segmento das SFV4 e SD1290 desta vida.
E não vejo dificuldades em criaram algo baseado na actual fireblade.

Mas o mais certo será uma CB650R com outra roupagem.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#3

(26-11-2021 às 16:03)dfelix Escreveu:  Seria interessante uma proposta da Honda para o segmento das SFV4 e SD1290 desta vida.
E não vejo dificuldades em criaram algo baseado na actual fireblade.

Fizeste-me lembrar agora o exercício de estilo "photoshopístico" da parte da KarDesigns Concept, de que já se falou aí num outro tópico.

[Imagem: wcpbd7K.jpg]

Agora resta ver como isso pode encaixar na política de motas "fofinhas" e user friendly? think

(26-11-2021 às 16:03)dfelix Escreveu:  Mas o mais certo será uma CB650R com outra roupagem.

A montanha a parir um rato, não seria de todo, algo de novo, vindo da "frangaria".

Até porque repara...

[Imagem: Xd4XKgc.png]

[Imagem: 2CDIjbU.png]

Mas não esqueças que também nos 90, a seguir à 600, veio a Hornet 900, com o motor da FireBlade.
Responder
#4

(26-11-2021 às 16:03)dfelix Escreveu:  Mas o mais certo será uma CB650R com outra roupagem.

Pensei exactamente o mesmo, uma Hornet 650 com 95 cvs.... é o mais certo!

Ricardo - Honda CB500X
[Imagem: latest?cb=20150510093035]
Responder
#5

(26-11-2021 às 16:34)Mr.Ricky Escreveu:  
(26-11-2021 às 16:03)dfelix Escreveu:  Mas o mais certo será uma CB650R com outra roupagem.
Pensei exactamente o mesmo, uma Hornet 650 com 95 cvs.... é o mais certo!

Sinceramente, duvido porque nao faz qualquer sentido em termos de segmento. E substituir a cb tbm é ainda cedo.

[Imagem: muhz7is.jpg]
Responder
#6

(26-11-2021 às 16:34)Mr.Ricky Escreveu:  
(26-11-2021 às 16:03)dfelix Escreveu:  Mas o mais certo será uma CB650R com outra roupagem.

Pensei exactamente o mesmo, uma Hornet 650 com 95 cvs.... é o mais certo!
Fala-se de aumentar a CC para 700-800.
Dado que para a transalp o motor será algo tipo 750 Bi, até poderá ser algo a utilizar na "hornet".

V
Responder
#7

Não compreendo porque é que a Honda ainda não fez uma versão apimentada do 2 cilindros da Africa-Twin. Os números, mesmo em binário (e às RPM que é máximo), são extremamente modestos.

Enviem o motor para uma das muitas consultoras britânicas e alemãs e sai de lá um "KTM".

Para mim é a configuração ideal para uma Hornet apimentada, que pela falta de protecção irá andar em cidade ou entre cidades e para a qual o binário e a disponibildade em médio regime são mais importantes do que a potência em altas RPM.

Mesmo os triple da Triumph gostam de ser espicaçados para andarem. Um 2-em-linha é muito mais agradável nestes trajectos.
Responder
#8

Curiosamente, no site da Honda, já é possível inscrição para "interessados" (ou lá o que se possa chamar), para a 2022 Hornet Concept.

https://www.honda.pt/motorcycles/range/c...erest.html

(26-11-2021 às 16:34)Mr.Ricky Escreveu:  Pensei exactamente o mesmo, uma Hornet 650 com 95 cvs.... é o mais certo!

O que permitirá depois ter uma derivação A2, para 35 kw, sem colidir com a norma legal, caso esta ainda se mantenha (*).

(*) Ainda que já tenha ouvido dizer que a norma sobre as versões limitadas não poderem derivar de versão com mais do dobro da potência, tinha sido revogada com a Euro5 --> a confirmar.

(26-11-2021 às 18:20)el_Bosco Escreveu:  E substituir a cb tbm é ainda cedo.

Até porque no caso da CB650R "neo café coiso" conviveu ainda uns tempos com a variante CB650F, em catálogo.
Não estranharia por isso, que a R se mantivesse num posicionamento mais neo-retro, surgindo uma variante mais street-fighter (que no fundo, foi isso que as Hornet foram no seu tempo)

(26-11-2021 às 21:17)pedromt07 Escreveu:  Dado que para a transalp o motor será algo tipo 750 Bi, até poderá ser algo a utilizar na "hornet".

A nova Transalp abandonará a configuração V-twin e segundo rumores, é quase certo que venha a ser baseado no 750 da NC.

( às 12:36)pareias Escreveu:  Não compreendo porque é que a Honda ainda não fez uma versão apimentada do 2 cilindros da Africa-Twin. Os números, mesmo em binário (e às RPM que é máximo), são extremamente modestos.

Enviem o motor para uma das muitas consultoras britânicas e alemãs e sai de lá um "KTM".

E depois como seria com os convictos do "Honda é Honda"? Um dos motivos para que os motores Honda primem pela (alegada) fiabilidade, é não serem muito "espicaçados". Num motor menos espremido, a probabilidade dessa (suposta) fiabilidade ser comprometida, será certamente menor. Depois é só o marketing da marca mascarar essa característica, e designando-a por "user friendly" ou "total control".

( às 12:36)pareias Escreveu:  Para mim é a configuração ideal para uma Hornet apimentada, que pela falta de protecção irá andar em cidade ou entre cidades e para a qual o binário e a disponibildade em médio regime são mais importantes do que a potência em altas RPM.

Mesmo os triple da Triumph gostam de ser espicaçados para andarem. Um 2-em-linha é muito mais agradável nestes trajectos.

Mas depois terias os puristas a reivindicarem os 4 canecos, que todas as Hornet tiveram, desde a pequena 250 à 900 (isto claro, se esquecermos as variantes brasucadas que por lá existiram e ainda existem).
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)