O que gostas menos na tua mota?
#31

(13-08-2018 às 17:33)carlos-kb Escreveu:  
(13-08-2018 às 15:43)vindaloo Escreveu:  Qual o maior defeito na tua mota? O que gostas menos?

Como principais pontos negativos:
- Inaptidão para andar em ambientes urbanos, de trânsito congestionado ou velocidades baixas, que se reflectem  em aquecimento excessivo e emanado para o condutor, esticões / estalos da transmissão, maneabilidade e manobralidade (tudo questões facilmente adivinháveis mesmo antes de a comprar).
- Caixa dura e ruidosa
- Depósito com pouca autonomia
- Comportamento um pouco "intrusivo" do C-ABS especialmente em travagens mais empenhadas.
- Falta de um sistema de controlo de tracção (integrado na versão pós 2012), que facilmente nos faz sacudir a traseira à saída de curva, em acelerações mais emotivas.
- Complexidade do sistema de fixação das carenagens.
- Pintura facilmente riscável (por não ter acabamento envernizado)

Curiosamente, uma das coisas que apontam como um dos seus maiores defeitos, que é o seu peso elevado, é das coisas que menos dou conta dele.

(13-08-2018 às 15:43)vindaloo Escreveu:  O que de vez em quando te dá vontade de a trocar pela viatura da imagem acima?

Tudo é negociável. Apresentem-me a dita viatura à troca, acrescida de uma proposta com números interessantes... e logo vemos! :D

É pá Carlos!
Que raio de calçado é que tu usas!?
A caixa da Dorothy é completamente o oposto.
O clack clack da transmissão é feitio...
É pá, revê a forma como apertas a manete e o pedal pá, que em quase 50000km foram contadas as vezes que o C-ABS me puxou as orelhas!
Em curva acelera mais cedo pá!
Como ainda vais borrado de medo com a inclinação, a abertura do punho é mais suave e progressiva!
As carnagens é jeitinho pá e a pintura é, definitivamente, o seu maior calcanhar de Aquiles.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#32

Unica coisa que aborrece mesmo é a caixa, ha um fosso grande entre a primeira e a segunda, e por vezes a segunda a entrar manda uma valente stickada. 

Gosto da mota ser bastante doseavel e docil ate as 6/7 mil e da ai para cima ser um animal diferente. De ser confortavel para uma mota do estilo. E ser bastante economica, apesar de ninguem dar importancia a isso, para mim é uma grande vantagem, saber que faco mais de 300km com um deposito senao apertar com ela.
Responder
#33

(15-08-2018 às 18:10)LoneRider Escreveu:  Que raio de calçado é que tu usas!?

Bem dizia o Kok ali no chat... andas a sair do armário?
Agora até queres saber que calçado uso?

(15-08-2018 às 18:10)LoneRider Escreveu:  A caixa da Dorothy é completamente o oposto.

Achas? As caixas da Honda sempre se pautaram por serem duras e ruidosas. Mesmo em outras que me passaram pelas mãos. E na VFR1200F, não acho de todo excepção.
Porra.... estar em Neutral e meter aquela 1ª, de manhã na garagem, só o estalo que aquilo dá, quase que deve acordar os meus vizinhos do rés-do-chão.
Não obstante disso, é uma caixa bastante "precisa", sem falsos neutros ou espaçamentos.


(15-08-2018 às 18:10)LoneRider Escreveu:  O clack clack da transmissão é feitio...

Mas não deixa de ser um ponto mais negativo, em condução urbana.

(15-08-2018 às 18:10)LoneRider Escreveu:  É pá, revê a forma como apertas a manete e o pedal pá, que em quase 50000km foram contadas as vezes que o C-ABS me puxou as orelhas!

Epa.... se calhar travo mais abruptamente e mais em cima do "acontecimento". Mas já foram umas quantas vezes que o senti lá (não que isso me chateie de todo, pois se ele activa, estará a cumprir a sua função).

(15-08-2018 às 18:10)LoneRider Escreveu:  Em curva acelera mais cedo pá!
Como ainda vais borrado de medo com a inclinação, a abertura do punho é mais suave e progressiva!

Neste caso ainda dou o beneficio da dúvida ao Pilot Road 4 GT que está lá atrás, que acaba a ser uma valente bosta em condução mais empenhada.
Quando este saltar fora e for para lá o "Angélico", para fazer pendent com o da frente, falamos novamente.
(Não que isto tenha algo que ver com a questão do deslizar da roda traseira, mas aquela medida de 190/55 também é estranha... quando a maioria das motas que montam 190, por norma recorrem a um perfil 50, ou seja mais baixo e menos "ovalizado")

(15-08-2018 às 18:10)LoneRider Escreveu:  As carnagens é jeitinho pá e a pintura é, definitivamente, o seu maior calcanhar de Aquiles.

Por acaso neste caso o Youtube desenrasca melhor que qualquer manual de serviço, especialmente para descobrir aqueles pontos de fixação ocultos dos pernos de pressão.
Quanto à pintura, aquilo é pintura vínilica, ou lá como se chama... lindíssima especialmente quando o sol incide sobre ela e revela todos aqueles perolados (fonix, até pareço o Areias a falar). Mas uma valente merda, pois nos locais aonde existe alguma fricção (das pernas nas laterais do depósito, cintura, etc...) as marcas estão lá para a posteridade.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#34

(15-08-2018 às 22:40)carlos-kb Escreveu:  
(15-08-2018 às 18:10)LoneRider Escreveu:  É pá, revê a forma como apertas a manete e o pedal pá, que em quase 50000km foram contadas as vezes que o C-ABS me puxou as orelhas!

Epa.... se calhar travo mais abruptamente e mais em cima do "acontecimento". Mas já foram umas quantas vezes que o senti lá (não que isso me chateie de todo, pois se ele activa, estará a cumprir a sua função).

Nao que seja muito pertinente, ou que tenha pretensão de te criticar o que quer que seja, mas e de modo genérico penso que puxar as travagens de modo a que o ABS active e mau pelas seguintes razoes:

a) Principalmente porque aumenta a distancia de travagem
b) Um dia que falhe ou que circulemos a 29km/h ele nao esta la.
c) Nao ha necessidade de criar 'maus vícios'.

Amanha podemos conduzir uma mota ou um carro sem ABS e convém nao perder a noção da mecânica simples da coisa.

Eu pelo menos (carro ou mota) interpreto sempre o ABS como um recurso. A servir quando a coisa ja foi muito mal feita ou a amparar uma condição externa muito imprevista. Como porcaria escorregadia na estrada, um buraco etc.


Responder
#35

(15-08-2018 às 22:40)carlos-kb Escreveu:  (...)
(Não que isto tenha algo que ver com a questão do deslizar da roda traseira, mas aquela medida de 190/55 também é estranha... quando a maioria das motas que montam 190, por norma recorrem a um perfil 50, ou seja mais baixo e menos "ovalizado")

Também me parece.

Um pneu tao oval, sobrecarrega um bocadinho a frente da mota, com o que tem de bom e de mau.

Eu.. nao teria problema (no teu caso) em experimentar perfil 50.


Responder
#36

(15-08-2018 às 14:26)Mr.Ricky Escreveu:  Estou muito inclinado para os pirelli Angel ST para próximos pneus... e sim a moto é muito ágil fazendo mesmo lembrar as minhas antigas XT600SM e FMX650...

Em relação ao motor eu já sabia ao que ia... mas para o dia a dia é o ideal para mim.

Um pneu que dura, aquece rapido e se porta bem a chuva (na pratica o pneu ideal para o dia a dia) para mim seria o PR4.

Mas va la um gajo perceber de pneus... se nem nas corridinhas se entendem.


Responder
#37

(15-08-2018 às 23:30)vindaloo Escreveu:  
(15-08-2018 às 22:40)carlos-kb Escreveu:  
(15-08-2018 às 18:10)LoneRider Escreveu:  É pá, revê a forma como apertas a manete e o pedal pá, que em quase 50000km foram contadas as vezes que o C-ABS me puxou as orelhas!

Epa.... se calhar travo mais abruptamente e mais em cima do "acontecimento". Mas já foram umas quantas vezes que o senti lá (não que isso me chateie de todo, pois se ele activa, estará a cumprir a sua função).

Nao que seja muito pertinente, ou que tenha pretensão de te criticar o que quer que seja, mas e de modo genérico penso que puxar as travagens de modo a que o ABS active e mau pelas seguintes razoes:

a) Principalmente porque aumenta a distancia de travagem
b) Um dia que falhe ou que circulemos a 29km/h ele nao esta la.
c) Nao ha necessidade de criar 'maus vícios'.

Amanha podemos conduzir uma mota ou um carro sem ABS e convém nao perder a noção da mecânica simples da coisa.

Eu pelo menos (carro ou mota) interpreto sempre o ABS como um recurso. A servir quando a coisa ja foi muito mal feita ou a amparar uma condição externa muito imprevista. Como porcaria escorregadia na estrada, um buraco etc.

Espera aí... há aqui algo que já com o desenrolar da coisa, já ficou completamente distorcido e a ideia que já está a passar é totalmente diferente.

Lá atrás apenas referi que um dos pontos menos favoráveis da VFR1200F era (e cito):

«- Comportamento um pouco "intrusivo" do C-ABS especialmente em travagens mais empenhadas.»

Ou seja, penso que se está a tomar algo que é uma excepção, como regra.
O facto é que já o notei por várias vezes. Mas pensar ou julgar que isso acontece sempre... e pior... que o forço a acontecer por um tipo de condução que o propicie... são ideias totalmente desfasadas.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#38

O problema é que, tenho que abusar muito para que o gajo me puxe as orelhas.
Isso tem muito a ver como te agarras aos instrumentos.
Não quer isto dizer que traves mal, quer dizer que talvez necessites praticar situações de pânico para tentares ser mais progressivo nessas ocasiões.

Das vezes que senti a acção do C-ABS foi quando actuava no travão traseiro.
Passo a explicar.

Um gajo, nos preparativos da curva, trava com o traseiro para aninhar o animal, mas quando as pinças dianteiras mordem os discos, inevitavelmente a traseira perde peso, com o qual a roda tende a bloquear e o gajo actua logo.

Evitar isso tem bom remédio e passa por utilizar a progressividade inversa à que utilizas na manete no pedal direito! blink

E tudo isto é possível mas não deixa de ser teoria, uma vez que na hora da verdade o importante é não se esborrachar independentemente de se trava de uma forma eficiente ou não!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#39

Que motas de mrd.... na Tracer enrolas punho e vais á tua vida... não tens cá que te preocupar com paneleirices.

...
Responder
#40

Além da falta de jeito que já conhecemos dos intervenientes, é uma Honda, não se podia esperar muito... devil lol

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)