O que devo fazer
#1

Olá a todos. Infelizmente não tive oportunidade de vos conhecer pessoalmente ainda mas tenho esperança de que seja possível um dia.
Como vocês sabem meu nome é Lucas, sou brasileiro e vivo em Vila Nova de Gaia.
Fiz este tópico porque me sinto muito indeciso quanto a minha situação. Completei 18 anos dia 24/09 deste ano. Sempre tive aquela paixão por motos (razão esta que me fez juntar a este grupo motociclístico de que gosto tanto).
Comecei a trabalhar na Ikea de Matosinhos faz uma semana num part time. Vou ganhar praí uns 250 euros/mês. Basicamente não sei o que fazer. O ordenado é baixo e só de pensar nos meses que vou demorar pra conseguir juntar e comprar uma moto me dá até desanimo.
Meu problema é que Ainda tenho que tirar a carta e só então pensar se vou comprar moto ou carro primeiro. Meu pai (que ainda tem boa influência nas minhas decisões) acha que devia comprar um carro. Mas não sei. Vou ter que juntar uns 1500 euros no mínimo só pra conseguir comprar algo que tenha duas rodas e ande.
Peço a vossa ajuda e vossos conselhos porque não sei mesmo o que fazer.
Talvez seja só uma palermice minha, se for, desculpem lá a perda de tempo.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
Responder
#2

Epa.... vai com calma. As cadelas apressadas parem antes do tempo.

É preferível levares mais algum tempo e conseguires juntar mais algum, do que teres o dinehiro contado para uma moto, e depois quando precisares para tudo o resto (equipamento, seguro, peças, revisões, gasolina e algum contratempo de uma avaria ou queda eventual), teres de ficar com a mota parada.

É certo que esse ordenado é baixíssimo e não conseguirás ter grande margem de manobra. Por isso, talvez não seja ma ideia pensares ou procurares outras saídas profissionais, a tempo inteiro e que te possibilitem alguma remuneração melhor.

É que 1500 paus para uma moto, não é nada. Terás de te cingir a uma velharia, com probabilidades de te dar uma ou outra dor de cabeça. Já não falando no resto.

Ter uma moto é um ter um sorvedouro de dinheiro. E ter os trocos à pele para isso nunca será uma boa ideia. Basta perguntares a alguém que já tenha moto, quanto gasta periodicamente com tudo o resto.

Não te quero desanimar. Já tive a tua idade (há muito tempo) e a tesão do mijo de ter uma moto era muita. Mas deverás pensar numa bem maior margem de manobra, senão, mesmo depois desse enorme esforço para a comprar, vais acabar a ter a mota mais tempo parada do que a andar.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#3

A minha opinião e que tens tempo.

Se ja nao estas a estudar, o meu conselho e que te dediques o maximo possivel nesse part time e com certeza em breve teras a possibilidade de passar para full time com um ordenado mais razoavel e digno.


Responder
#4

Lucas, pensa assim:

Se ganhas 250 euros/mês, no final de um ano terás ganho 3000 euros no total.

Se decidires comprar uma mota, dificilmente arranjas algo de jeito no mercado de usados (seja lá o que for) por menos de 2000 euros. Se a isso somares mais uns 200 euros para uma revisão, mais 200 euros para um capacete, mais 200 euros para um casaco e luvas... já vais em 2600 euros... se a isso acrescentares o combustível, vais rapidamente chegar à conclusão que TODO o dinheiro que ganhas nesse part time vai para a mota (e dificilmente chegará, porque imprevistos acontecem).

Não te quero desmoralizar, muito pelo contrário, já deu para perceber que é um sonho teu e deves lutar por isso, mas penso que não estás na altura certa da tua vida para te meteres nisso. Acho que precisas de garantir mais alguma liquidez no final de cada mês para teres alguma margem de manobra.

Já agora, em relação ao carro como alternativa, não é muito diferente...
Responder
#5

Diria que o carro é mais caro ainda...

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#6

Eu ainda estou estudando, mas só pela parte da manhã. To pensando em arranjar outro emprego porque meu part time é só no fim de semana (8 horas sábado e 8 horas domingo). Se conseguir algo na parte da tarde/noite, já devo ter uma margem de manobra mais interessante.
Não sei bem se é tolice minha toda essa “sede” por poder ter uma moto mas é algo que realmente quero.


Enviado do meu iPad usando Tapatalk
Responder
#7

Eh eh eh, faz-me lembrar quando comprei a minha GS por 300 contos.
Moto do dia a dia, com chuva ou sol.
Equipamento muito pobre e até comprar a 1ª CBR andava sempre teso. Não que a partir daí andasse muito abonado, mas já recebia um ordenado melhor.
É como dizem, aguenta mais um tempo, porque até podes comprar uma moto, mas depois não vais conseguir andar nela.

Ex: GS 500 E de 92
     Cbr 600 F de 96
     Cbr 600 F de 97
     RM 250 de 95
     YZ 450 F de 2004
     SX 250 de 2004
Responder
#8

Muito obrigado a todos pela ajuda e pelos conselhos. Vou tentar arranjar um serviço com uma remuneração mais interessante e vou vos atualizando sobre isso.


Enviado do meu iPad usando Tapatalk
Responder
#9

Malta, depois de "averiguações" encontrei este anúncio ( https://www.custojusto.pt/27522337 ) com
Possibilidade de financiamento. O mínimo de 2 anos (110 por mês). Queria saber a opinião de vocês sobre isso? Parece maneira a moto e o preço também. Mas como sou leigo, queria saber a opinião de vocês.


Enviado do meu iPhone usando Tapatalk
Responder
#10

Na minha opinião, ainda que a mota seja de 2007 e tenha bom aspecto, não vale os 2500€ nem nada perto disso. Com esses valores compras algo mais recente em todos os aspectos, talvez apenas não fosse mais recente no ano de matricula.

Não deixa de ser uma GS500 com um motor antigo ainda a carburador que apesar de ter provas dadas, não vale o dinheiro que pedem.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)