Novos esquemas de cores para 2019
#11

(18-07-2018 às 11:18)hjjs Escreveu:  
(17-07-2018 às 21:04)vindaloo Escreveu:  Fiquei a saber que existe um modelo bmw que e a C 400 X que me parece entrar directamente para o top 5 dos modelos mais desenxabidos que tenho memoria!

[Imagem: 110817-2018-bmw-c400x-f.jpg]

As cores da R Nine estao muito giras!


Coisa "mai" linda!!! vomit

Olha... a BMW a querer fazer uma "X-Adv"... mas ainda em pior! lol

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#12

(17-07-2018 às 22:39)dmanteigas Escreveu:  
(17-07-2018 às 21:39)michelfpinto Escreveu:  Deu para saber que ainda não é este ano que renovam a S1000 XR!


Pode ser que apresentem este ano na EICMA a 9cento que me parece vir para o mesmo segmento da S1000XR

E depois de aparecer a "9cento" em duas motorizações, uma mais potente e outra mais limitada devem acabar é com a S1000XR...
Responder
#13

(18-07-2018 às 12:54)2low Escreveu:  
(17-07-2018 às 22:39)dmanteigas Escreveu:  
(17-07-2018 às 21:39)michelfpinto Escreveu:  Deu para saber que ainda não é este ano que renovam a S1000 XR!


Pode ser que apresentem este ano na EICMA a 9cento que me parece vir para o mesmo segmento da S1000XR

E depois de aparecer a "9cento" em duas motorizações, uma mais potente e outra mais limitada devem acabar é com a S1000XR...

Por acaso acho segmento em que a BMW não precisa mexer.

Aliás, eu acho a BMW a marca com a melhor abordagem e oferta.

Para já tem uma filosofia com a qual me identifico que são os 4 cil para estrada e 2cil para uma aproximação mais off road.

gs850 numa perspectiva mais suave e prática e a 1200 orientada mais para distâncias consideráveis.

E a XR que é uma estradista confortável, com um motor divertidíssimo e um comportamento 'quase desportivo'. 

A única marca que se pode aproximar, é a ducati se quiser fazer uma mts v4 aproveitando a base do motor da motinha de corridas.


Responder
#14

(18-07-2018 às 14:20)vindaloo Escreveu:  Por acaso acho segmento em que a BMW não precisa mexer.

Aliás, eu acho a BMW a marca com a melhor abordagem e oferta.

Para já tem uma filosofia com a qual me identifico que são os 4 cil para estrada e 2cil para uma aproximação mais off road.

gs850 numa perspectiva mais suave e prática e a 1200 orientada mais para distâncias consideráveis.

E a XR que é uma estradista confortável, com um motor divertidíssimo e um comportamento 'quase desportivo'. 

A única marca que se pode aproximar, é a ducati se quiser fazer uma mts v4 aproveitando a base do motor da motinha de corridas.


Não concordo. Acho que a Yamaha está pelo menos ao mesmo nível em termos de oferta, se não melhor. À BMW, faltam motas para competir no segmento das Tracers, VStrom e Versys 700/650 e 900/1000 ou a Multistrada 950 e a Tiger 850X, por exemplo, que é um dos segmentos que mais motas tem vendido e com grande importância. A S1000XR está num segmento mais alto a competir com KTM 1290 Adventure, Ducati MS 1260 e para a qual a Yamaha parou no tempo com a FJR e que se lançasse uma MT-10 Tracer acredito que facilmente conseguia ter um produto vencedor.

Na gama naked também não têm nenhum produto que se destaque por aí além ou que faça sequer sombra a qualquer mota que a yamaha tem nesse segmento. 

A 850 GS está no segmento da Africa Twin para o qual a Yamaha vai ter brevemente a T7 a um preço muito mais acessivel e muito mais virada para off-road e que não tenho dúvidas que vai ser um sucesso de vendas caso avancem com ela e que inevitavelmente vir "roubar" clientes a estas duas. Apesar de eu achar que dentro desta gama, a 850 GS será provavelmente a melhor mota que se pode comprar, superior à AT. Mas pelo preço, já entra em competição direta com a Super Teneré que está vários furos acima da 850GS com excepção da eletrónica (computador de bordo e modos de condução) e que apesar de não me parecer tão boa para off-road oferece mais versatilidade.

Este prosa toda para dizer que, se interpretei bem o teu comentário, acho que a BMW está bem longe de ser a marca com uma melhor oferta geral. Aliás, não fosse a GS e a GSA e duvido que chegasse sequer perto dos números de vendas de outras marcas.
Responder
#15

(18-07-2018 às 15:25)dmanteigas Escreveu:  Não concordo. Acho que a Yamaha está pelo menos ao mesmo nível em termos de oferta, se não melhor.

Vá lá... a sério ...


(18-07-2018 às 15:25)dmanteigas Escreveu:  (...) À BMW, faltam motas para competir no segmento das Tracers, VStrom e Versys 700/650 e 900/1000 ou a Multistrada 950 e a Tiger 850X, por exemplo, que é um dos segmentos que mais motas tem vendido e com grande importância. A S1000XR está num segmento mais alto a competir com KTM 1290 Adventure, Ducati MS 1260 e para a qual a Yamaha parou no tempo com a FJR e que se lançasse uma MT-10 Tracer acredito que facilmente conseguia ter um produto vencedor.

A BMW está com um posicionamento acima da primeira parte do teu texto.

A BMW é a marca que melhor divide o segmento trail e tem oferta para gregos e troianos.

Há quem ache que bicilindricos para utilização 100% em estrada não são tão agradáveis.

À yamaha falta a tracer 10 gt há muito tempo com o motor da mt10, uma autonomia e consumos que não sejam uma vergonha e de uma vez por todas apresentar uma tracer sem uma ciclistica sofrível.

Não é por acaso que encontras nos clientes Tracer a alteração comum de suspensões aftermarket.

Acho que ninguém compra uma BMW e a seguir lhe vai trocar a suspensão (a menos que parta.... proud ), mas genericamente são produtos muito mais bem equipados, e também tem um preço diferente.


(18-07-2018 às 15:25)dmanteigas Escreveu:  Na gama naked também não têm nenhum produto que se destaque por aí além ou que faça sequer sombra a qualquer mota que a yamaha tem nesse segmento.

Hum??

A S1000R,  a par com a Tuono é provavelmente a naked melhor e mais equilibrada do mercado. Eventualmente, e conforme as preferências as monster e as speed triple.

Já eu acho é que os 'brinquedos' da yamaha não fazem sequer sombra à bmw. A mt10 tem demasiadas lacunas para ser considerada uma mota a sério.

(18-07-2018 às 15:25)dmanteigas Escreveu:  A 850 GS está no segmento da Africa Twin para o qual a Yamaha vai ter brevemente a T7 a um preço muito mais acessivel e muito mais virada para off-road e que não tenho dúvidas que vai ser um sucesso de vendas caso avancem com ela e que inevitavelmente vir "roubar" clientes a estas duas. Apesar de eu achar que dentro desta gama, a 850 GS será provavelmente a melhor mota que se pode comprar, superior à AT. Mas pelo preço, já entra em competição direta com a Super Teneré que está vários furos acima da 850GS com excepção da eletrónica (computador de bordo e modos de condução) e que apesar de não me parecer tão boa para off-road oferece mais versatilidade.

A T7 não faz parte da gama yamaha. Deixa-a vir e logo vemos. Mas parece-me mais uma substituição da velhinha teneré 660... para o século XXI

(18-07-2018 às 15:25)dmanteigas Escreveu:  Este prosa toda para dizer que, se interpretei bem o teu comentário, acho que a BMW está bem longe de ser a marca com uma melhor oferta geral. Aliás, não fosse a GS e a GSA e duvido que chegasse sequer perto dos números de vendas de outras marcas.

Certo que meti cilindradas mais baixas no comentário, mas estava-me a referir à S1000XR e respectiva concorrência.

Concorrência essa que só existe num formato diferente. Tecnicamente a mota mais parecida que tens é a versys 1000.


Responder
#16

Vindaloo, não sei fazer multiquotes portanto vai tudo junto  bigsmile

Citar:À yamaha falta a tracer 10 gt há muito tempo com o motor da mt10, uma autonomia e consumos que não sejam uma vergonha e de uma vez por todas apresentar uma tracer sem uma ciclistica sofrível. 

Não é por acaso que encontras nos clientes Tracer a alteração comum de suspensões aftermarket. 

A resposta a isto chama-se Tracer 900GT, um sucesso de vendas tão grande que se quiseres comprar uma agora com sorte entregam-te lá para o fim de Setembro  cool

Citar:Hum??

A S1000R,  a par com a Tuono é provavelmente a naked melhor e mais equilibrada do mercado. Eventualmente, e conforme as preferências as monster e as speed triple. 

Já eu acho é que os 'brinquedos' da yamaha não fazem sequer sombra à bmw. A mt10 tem demasiadas lacunas para ser considerada uma mota a sério. 

Vamos lá ver... eu quando falo de oferta não falo em ter o melhor produto de uma determinada gama, falo em ter uma oferta diversificada em toda a gama.

Na gama naked a yamaha tem uma oferta em toda a gama de cc deste a MT-125 à MT-10. Que são lideres de vendas por algum motivo. Não percebo quais são essas lacunas da MT-10. De todas as reviews que vou vendo, os únicos defeitos que vou lendo é à travagem e ao acelerador ser on/off (o que para quem as compra tipicamente nem é um defeito). Pode estar abaixo da S1000R, mas não é uma diferença tão grande que permita  alguém dizer claramente que a S1000R está acima e é lider de segmento destacada. E depois tens as MT-09 e MT-07 para as quais a BMW nem concorrência digna desse nome tem, olhando para a gama de preços e o que oferecem.


Citar:Certo que meti cilindradas mais baixas no comentário, mas estava-me a referir à S1000XR e respectiva concorrência.

Concorrência essa que só existe num formato diferente. Tecnicamente a mota mais parecida que tens é a versys 1000.


A XR não compete nem com a Tracer, nem com a Versys, na minha opinião. A começar logo pela motorização. Está para mim no patamar da MS1260 e da KTM1290 Adv como disse acima. Até o preço que com os packs já passa dos 20000€ dá para ver isso. Duvido que vejas alguém indeciso entre uma Versys e uma XR, porque a XR é outra gama mais acima. E aqui apresenta-se como diferenciador por ser o único motor de 4 cilindros das 3.


E depois há os dados de mercado que não deixam enganar ninguém. A GSA é o grande motor da BMW. A XR, pegando nos dados de 2017, é um modelo que nem terá grande relevância para a BMW:


Citar:The sports-oriented BMW S Series with the S 1000 RR Supersports Bike, the S 1000 R Power Roadster and the S 1000 XR Adventure Bike were sold 21,752 times worldwide. With a share of 13.3%, these three models continue to be an important pillar in the wide BMW Motorrad range.

Estes 3 modelos são 13.3% das vendas da BMW, por comparação com a GS que é mais de 30%. Numa fase em que quase todas os outros fabricantes estão a "dar cartas" com motas no segmento naked e sport touring travestidas, a BMW está bem longe de ser um lider nesses segmentos.
Responder
#17

(18-07-2018 às 15:25)dmanteigas Escreveu:  À BMW, faltam motas para competir no segmento das Tracers, VStrom e Versys 700/650

Já as tem... e há muito tempo... eram as F650GS e F700GS. E que, apesar de na prática terem efectivamente 800cc, no fundo são pioneiras neste segmento das calça-arregaçada estradistas, de média cilindrada, com motor twin... e descendentes directas das trail monocilíndricas dos anos 90.

Actualmente têm nas F750GS as sucessoras.

(18-07-2018 às 15:25)dmanteigas Escreveu:  A S1000XR está num segmento mais alto a competir com KTM 1290 Adventure, Ducati MS 1260 e para a qual a Yamaha parou no tempo com a FJR e que se lançasse uma MT-10 Tracer acredito que facilmente conseguia ter um produto vencedor.

A XR joga numa liga diferente da Super Aventure... ainda assim vejo a  GS1200 ou mesmo a MTS Enduro mais aproximadas à KTM, com algum ADN endurista a correr-lhes nas veias, do que a XR, que no fundo acaba a ser quase uma sport-tourer de suspensões mais elevadas.
A FJR nada tem que ver com as restantes... a FJR é já um "barco" única e exclusivamente para viagens, um pouco à semelhança do que podes fazer com uma RT, ou com a descatalogada Pan-European.

(18-07-2018 às 15:25)dmanteigas Escreveu:  Na gama naked também não têm nenhum produto que se destaque por aí além ou que faça sequer sombra a qualquer mota que a yamaha tem nesse segmento. 

Não mesmo? A actual F800R (que evoluirá certamente para uma F850R), mete uma MT-07 num bolso em todos os aspectos... Uma S1000R, faz o mesmo em relação à MT-10. O único produto que não têm é uma moto para jogar directamente com a MT-09... mas que possivelmente até seja essa futura e hipotética F850R que falei a cima, a ocupar essa posição.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#18

(18-07-2018 às 16:26)dmanteigas Escreveu:  A resposta a isto chama-se Tracer 900GT, um sucesso de vendas tão grande que se quiseres comprar uma agora com sorte entregam-te lá para o fim de Setembro  cool

A yamaha vem refinando a tracer, mas ainda falta.

Não é por ter uma electronicazita e um braço oscilante mais comprido que faz com que tenha uma cilcistica apurada.

Mas também a mota é barata, para mim até tem boa relação custo benefício mas há outro mundo para além.

E não, não estou interessado em comprar uma. Passei de uma yamaha para uma kawasaki... não há como andar para trás. devil

(18-07-2018 às 16:26)dmanteigas Escreveu:  Na gama naked a yamaha tem uma oferta em toda a gama de cc deste a MT-125 à MT-10. Que são lideres de vendas por algum motivo.

Líderes só as MT07 e MT09. E porque são baratas, são moda e há uma oferta enorme de chinesices foleiras em extras e acessórios. Não é por serem boas.


(18-07-2018 às 16:26)dmanteigas Escreveu:  Pode estar abaixo da S1000R, mas não é uma diferença tão grande que permita  alguém dizer claramente que a S1000R está acima e é lider de segmento destacada.

Eu não afirmei que era a líder destacada. Disse que era provavelmente a melhor e mais equilibrada. E é.

E se estivesse nessa posição de compra, só olhava para essa e para a Tuono. (e esta...com algumas reticências devido a outras questões)


(18-07-2018 às 16:26)dm anteigas Escreveu:  A XR não compete nem com a Tracer, nem com a Versys, na minha opinião. A começar logo pela motorização. Está para mim no patamar da MS1260 e da KTM1290 Adv como disse acima. Até o preço que com os packs já passa dos 20000€ dá para ver isso. Duvido que vejas alguém indeciso entre uma Versys e uma XR, porque a XR é outra gama mais acima. E aqui apresenta-se como diferenciador por ser o único motor de 4 cilindros das 3.

Também já te dei razão. O comprador XR é o comprador MTS e S.ADV. Mas oferece um produto diferente.

(a meu ver superior devido à arquitectura de motor, mas aqui já aceito a subjectividade da opinião) 

Como a BMW tem uma oferta dividida (para além do tamanho da roda da frente), oferece mais. Apenas isso e é esse o meu ponto desde início.

(18-07-2018 às 16:26)dmanteigas Escreveu:  E depois há os dados de mercado que não deixam enganar ninguém. A GSA é o grande motor da BMW. A XR, pegando nos dados de 2017, é um modelo que nem terá grande relevância para a BMW:


Citar:The sports-oriented BMW S Series with the S 1000 RR Supersports Bike, the S 1000 R Power Roadster and the S 1000 XR Adventure Bike were sold 21,752 times worldwide. With a share of 13.3%, these three models continue to be an important pillar in the wide BMW Motorrad range.

Estes 3 modelos são 13.3% das vendas da BMW, por comparação com a GS que é mais de 30%. Numa fase em que quase todas os outros fabricantes estão a "dar cartas" com motas no segmento naked e sport touring travestidas, a BMW está bem longe de ser um lider nesses segmentos.

Para mim discussão de vendas é como discussão sobre consumos. Venha o próximo cá desenvolver isto...


Responder
#19

(18-07-2018 às 16:49)carlos-kb Escreveu:  Não mesmo? A actual F800R (que evoluirá certamente para uma F850R), mete uma MT-07 num bolso em todos os aspectos...

Para a MT07... temos a G310r! devil devil


Responder
#20

(17-07-2018 às 15:01)carlos-kb Escreveu:  Há falta de novidades... então apresentam-se "novas cores"!!!  lol

São só novos esquemas de cores nas motos que não devem sofrer outras alterações para 2019.
As novidades propriamente ditas só deveremos conhecer em Novembro pelo EICMA.

(18-07-2018 às 14:20)vindaloo Escreveu:  Para já tem uma filosofia com a qual me identifico que são os 4 cil para estrada e 2cil para uma aproximação mais off road.

Se estivermos a falar de >1000cc, ok.
Pois nas médias cilindradas isso foi chão que já deu uvas.
Daí que as tetracilindricas 600cc e respectivas derivadas se tenham extinguido por selecção natural.

[Imagem: Darwin-Meme.jpg]

(18-07-2018 às 14:20)vindaloo Escreveu:  A única marca que se pode aproximar, é a ducati se quiser fazer uma mts v4 aproveitando a base do motor da motinha de corridas.

Motinha de corridas que nem sequer corre, pois não cumpre os requisitos para ser homologada em competição... smile

(18-07-2018 às 15:25)dmanteigas Escreveu:  Não concordo. Acho que a Yamaha está pelo menos ao mesmo nível em termos de oferta, se não melhor.

A Yamaha tem um catálogo bastante razoável, sobretudo no que diz respeito a motos orientadas ao comum mortal.
Mas daí a ser "a melhor" oferta... calma.

O que é que a Yamaha tem que a BMW não tenha tão bom ou melhor? A Niken? smile

(18-07-2018 às 15:25)dmanteigas Escreveu:  Na gama naked também não têm nenhum produto que se destaque por aí além ou que faça sequer sombra a qualquer mota que a yamaha tem nesse segmento.

Tal como indicou o vinha d'alhos, a S1000R é um excelente produto.
É uma moto mais suave e mais sensaborona que a MT10... mas bastante competente. E acredito que para uma utilização de longo prazo, substancialmente mais versátil.

Depois... tem a F800R cujo posicionamento do mercado está entre a MT07 e MT09.

Uma G310 como concorrente da MT03.

E uma R1200R que é a continuidade dum produto que faz parte do legado da marca. Provavelmente nem representa muitas vendas. E orientado a um nicho de mercado em que a Yamaha nem sequer está presente actualmente.

E isto sem entrarmos na gama da nineT que abraçam uma maior variedade de estilos e géneros que as XSR.
E a XSR, diga-se de passagem, cumprem perfeitamente a sua função como alternativa mais conservadora ao design power ranger que as MT têm seguido desde que saiu a MT10.
Mas não deixam de ser uma coisa a tentar parecer outra... e acaba por não ser nenhuma de ambas.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 3 Visitante(s)