Novas 300cc/400cc - Boas alternativas, ou brinquedos para teenagers com pais ricos?
#21

(02-05-2018 às 22:23)2low Muito obrigado! Escreveu:  
(02-05-2018 às 20:24)Helder Cortes Escreveu:  
(30-04-2018 às 14:04)Como podem constatar, não percebo de motas. Tenho a curta experiência de um ano numa SYM 125 gts evo (Lamento não ter mudanças, o que me permitiria melhor aprendizagem) e, 8 mil km de prazer na estrada. Mas, como compreenderão, necessito de algo mais... Pelo menos, para não ter o incómodo de ser ultrapassado por qualquer carro ou camião pesado.O que me pergunto é se com uma 300/400 cc, não resolveria o problema? Qual a diferença de consumo e custo de manutenção (pneus, velas, etc...) de uma destas 300/ 400 cc, para uma de 600 ou 800 cc?O meu sincero e antecipado obrigado pelos vossos comentários e sugestões.    2low Escreveu:  "...pneus de biciclete" 
isso é cá um preconceito...

uma ninjinha 250cc com esses pneus envergonha as ninjas mais crescidas nas curvas (excepto curvas rápidas) perdendo obviamente as acelerações e velocidade de topo após as curvas. [maneabilidade/peso] 

os pneus são estudados e adequados pelos engenheiros a cada modelo e por vezes alterar esses parâmetros pode não se ganhar nada ou mesmo piorar...

depois há que te lembrares que compras um brinquedozinho destes e muito rapidamente vais querer subir de cilindrada e que uma coisa é comprares uma r3/rc390/cbr300r e outra coisa é comprares a "mini bmw", talvez consigas manter mais tempo esta "mini bmw"  ...

a sugestão que faço é:







-compra uma usada (começa com naked) 
-ganha primeiro (muita) experiência 
-quando subires de cilindrada e te sentires confortável no patamar então compra uma nova com paitrocinio...

e também podes dar o devido desconto ao que aqui escrevi, geralmente gosto de "amandar bujardas" ahahah

Hélder, uma 250cc já deve ter à volta de 30/40cv e que já dão para levares a burra até aos estonteantes 160/180kmh conforme a moto.
Se o teu problema é apenas os camiões… a velha maxima é "se não os consegues vencer, junta-te a eles", compra um camião… devil  
Mas a sério, a 250cc já te dá para andares a velocidades cruzeiro ligeiramente acima da velocidade de cruzeiro dos camiões (que andam aparentemente sempre a fundo).
Entre "quitar" uma 250cc ou ter uma 500cc, prefiro de longe a 500cc.

A CB500 era a moto de guerra dos estafetas: andava suficientemente bem e aguentava porrada sem se ter cuidados com as carenagens que não tinha… 
O problema é que já estão bastante rodadas e só com sorte é que apanhas alguma que teve escondida, tipo com 15000/25000km e que pode ser deveras um problema, por ter estado parada…

Sem querer impingir nada: experimenta uma CBR250R 2011/2012 e acho que vás ficar satisfeito. (já chega aos 170kmh e consumos inferiores a 4Lt/100km, a rondar os 3,5Lt/100km)
Não tenho visto à venda as ninjinhas 250cc mas de vez enquando aparece uma ninjinha 300cc - a 250cc é mais robusta apesar da 300cc ser mais bonita.
As R3 devem ser tipo "1000 cães a um osso" e portanto ou são muito caras as que aparecerem usadas e novas são caríssimas.
(as CBR125R e CBR250R da mesma época 2011/2012 não eram uma R pura, eram mais uma pequena sport-touring)

Ou então procura o patamar das 600/750cc mas para teres preços mais em conta só de 2000 até 2007 é que encontras alguma coisa… os preços a partir daí disparam.
Se não tens pratica foge das R's e das nakeds "turbinadas" tipo KTM (quero dizer motos muito nervosas e com grande aceleração em baixa com a 1ª muito curta): mal aceleras a moto já te voou das mãos
olha...ali noutro tópico ao lado… VFR800i 2001 - boa moto https://www.motorcyclenews.com/bike-revi...r800/1998/

Os doutores já te vão dizer se disse algum disparate.  lol

Muito obrigado. 
Responder
#22

Estas novas 250, 300 e 400 dão-me sempre uma ideia de serem motas muito aborrecidas... mono ou bicilindricas com "ar" desportivo... mas depois com aquele motor... meh... Nem sei como podem chamar "desportivas" a algumas se depois têm a sonoridade de um motor de rega ou do trator da junta de freguesia...

Tenho pena de ter sido muito novo no tempo das motas de baixa cilindrada de 4 cilindros... Essas é que devia ser divertido conduzir. Já vi alguns vídeos e fiquei com água na boca... Ás tantas não andavam muito mais do que as atuais 250~400, mas eram certamente mais divertidas.

Se ainda ouvessem dessas à venda novas e se os consumos fossem melhores que a minha 600, seria certamente uma opção a considerar para dia-a-dia.

Obviamente que estas novas só têm consumos interessantes porque os motores são aborrecidos... Possivelmente se tivessem 4 cilindros e fizessem >16.000 rpm como faziam as antigas os consumos não seriam assim tão interessantes.

XJ 600 Diversion Owner!
Responder
#23

(02-05-2018 às 19:49)marco.clara Escreveu:  Não vejo grande valor acrescentado no mercado destas 300cc que pouco mais acrescentam ao mercado das 125cc e nada têm a ver com as pontudas 300c/400cc desportivas de há umas décadas atrás.

As 125cc são motos que na sua generalidade cumprem os requisitos da carta A1. (<=125cc 11kw & 0,1 kw/kg)
Ou seja, a carta que se pode obter aos 16 anos. Ou através da "lei das 125" para detentores da carta B e que tenham mais de 25 anos de idade.

Estas 300/400 são motos que na sua generalidade cumprem os requisitos da carta A2. (35kw & 0,2 kw/kg)
Ou seja, a carta que se pode obter aos 18 anos. Pois a A sem limites de cilindrada e potência só aos 25 para novos encartados ou 20 para quem tenha 2 anos de A1.

Teoricamente isto faz todo o sentido.
Na prática, em mercados como o nosso tendo em consideração a oferta de opções "limitadas" que inevitávelmente acabam vítimas duma trafulhice tão embebida na nossa cultura... já pode não fazer sentido.

Em outros mercados, a coisa pode ser diferente.
Alguns, como acontece em países emergentes ou com regimes politicos bastante proteccionistas, estes modelos acabam por ser "baratos" face a absurdas taxas que afectam maiores cilindradas.

Depois, há ainda um piscar de olhos dos construtores ao público feminino.
Pois trata-se de um enorme mercado por explorar!

https://youtu.be/PupvNU7Bk2U

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#24

Para completar o que o dfelix disse atrás… lá fora às vezes o que é caro nem é comprar a moto usada mas sim conseguir um seguro para a mesma moto a um preço cativante… 
em Inglaterra é normal isto dos seguros por vezes inviabilizar alguns negócios que para nós - tugas - parecem à primeira vista muito bons!
Responder
#25

Esta malta escreve mesmo bem!
Falta ainda comparar o que se anda,
Com a policia a ver todos os componentes numa mota, este fim de semana multaram uma cbr por nao ter bacalhau, 250e
Eu a dias atras entrei na A1 de enlatado, depois do radar passa carrinha tipo mercedes sprinter a abrir, depois quem sai para Alverca, esta a mesma parada com carro da policia a paisana, um Lexus preto.
Um gaijo não pode andar acagaçado e com medo dos radares fixos policia undercover, mas convem andar com olhinho aberto

uma 400ou500 nos dias de hoje servem bem, penso eu deque
Responder
#26

Olá pessoal,

Eu sou novo nestas andanças e tirei recentemente a carta de categoria A e já tenho 42 anos. Vou começar por uma Benelli 302 S a fim de ganhar experiência com rodagem de muitos km espero eu. Acho esta uma decisão ponderada visto ser a minha iniciação mo mundo das motas e se tudo correr bem como espero (não vá a minha coluna dizer que quer ser operada de novo) irei fazer daqui a alguns anos um upgrade para uma trail de média cilindrada (talvez uma CF MOTO 650 MT) para fazer alguns passeios com a patroa. Não irei utilizar a moto diariamente para me deslocar para o trabalho somente aos fins de semana e nas férias por isso penso que é uma boa opção dentro do segmento e comparada com uma Honda CB300 R que não chega aos 25 CV esta benelli apresenta 38 CV. Claro que Honda é premmium e Benelli Italio/Chinesa.
Responder
#27

ok ok. disapointed

[Imagem: muhz7is.jpg]
Responder
#28

[Imagem: deja-vu-1-640x480.jpeg]
Responder
#29

(01-06-2021 às 16:05)Cristovão Santos Escreveu:  Olá pessoal,

Eu sou novo nestas andanças e tirei recentemente a carta de categoria A e já tenho 42 anos. Vou começar por uma Benelli 302 S a fim de ganhar experiência com rodagem de muitos km espero eu. Acho esta uma decisão ponderada visto ser a minha iniciação mo mundo das motas e se tudo correr bem como espero (não vá a minha coluna dizer que quer ser operada de novo) irei fazer daqui a alguns anos um upgrade para uma trail de média cilindrada (talvez uma CF MOTO 650 MT) para fazer alguns passeios com a patroa. Não irei utilizar a moto diariamente para me deslocar para o trabalho somente aos fins de semana e nas férias por isso penso que é uma boa opção dentro do segmento e comparada com uma Honda CB300 R que não chega aos 25 CV esta benelli apresenta 38 CV. Claro que Honda é premmium e Benelli Italio/Chinesa.

Como desabafo não foi mau. E parece-me que estás no bom caminho para encontrar os argumentos certos para te convenceres a ti próprio que fizeste a escolha acertada com a bn302!
Responder
#30

(01-06-2021 às 18:20)luisnogueira Escreveu:  
(01-06-2021 às 16:05)Cristovão Santos Escreveu:  Olá pessoal,

Eu sou novo nestas andanças e tirei recentemente a carta de categoria A e já tenho 42 anos. Vou começar por uma Benelli 302 S a fim de ganhar experiência com rodagem de muitos km espero eu. Acho esta uma decisão ponderada visto ser a minha iniciação mo mundo das motas e se tudo correr bem como espero (não vá a minha coluna dizer que quer ser operada de novo) irei fazer daqui a alguns anos um upgrade para uma trail de média cilindrada (talvez uma CF MOTO 650 MT) para fazer alguns passeios com a patroa. Não irei utilizar a moto diariamente para me deslocar para o trabalho somente aos fins de semana e nas férias por isso penso que é uma boa opção dentro do segmento e comparada com uma Honda CB300 R que não chega aos 25 CV esta benelli apresenta 38 CV. Claro que Honda é premmium e Benelli Italio/Chinesa.

Como desabafo não foi mau. E parece-me que estás no bom caminho para encontrar os argumentos certos para te convenceres a ti próprio que fizeste a escolha acertada com a bn302!

So esta no bom caminho se ainda nao a comprou! devil

Nem é questao da marca. Mas sim quanto ao custo da mota, para o que oferece é muito caro. Da para comprar muito melhor. Especialmente tendo em conta que vao andar duas pessoas na mota de vez em quando. Acho que uma usada, a partir de 500cc faria infinitamente mais sentido. Qualquer coisa com menos de 50cvs para duas pessoas, vai se tornar uma aventura penosa.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)