Nova montada
#21

Eu por acaso gosto muito da KTM!

Aconselho vivamente a comprar.
Talvez assim se de valor a outras marcas que dizem não serem premium!
A ultima da KTM é que eu não posso acudir à garantia da minha mota porque a uso no monte.... (a mota, pelo seu proprio nome Enduro R, indica que estará preparada para andar no monte)
Responder
#22

(19-11-2021 às 20:39)LoneRider Escreveu:  A ultima da KTM é que eu não posso acudir à garantia da minha mota porque a uso no monte.... (a mota, pelo seu proprio nome Enduro R, indica que estará preparada para andar no monte)

O_O essa tá boa....

[Imagem: muhz7is.jpg]
Responder
#23

(19-11-2021 às 21:40)el_Bosco Escreveu:  
(19-11-2021 às 20:39)LoneRider Escreveu:  A ultima da KTM é que eu não posso acudir à garantia da minha mota porque a uso no monte.... (a mota, pelo seu proprio nome Enduro R, indica que estará preparada para andar no monte)

O_O essa tá boa....

Tudo começou com um ruido estranho no WP Xplor (amortecedor que a KTM diz ser bué xpto e a vangurada do mais alem, pardais ao ceto, etc). O mecanico disse ao dono do stand que o rolamento de agulhas do amortecedor estava desfeito.... bigsmile
Sim! Para rir, porque chorar não remedia nada, até porque o amortecedor não leva rolamento de agullas!
A pergunta seguinte foi se eu lubrifico con frequencia os rolamentos de agulhas do sistema de bielas da suspensão....
"É que como é uma mota que anda no monte..."
Com esta pergunta eu já sabia qual ia ser o desfeixo da situação.
Segundo KTM, depois de usares a tua mota, um dos cuidados a ter é limpar e lubrificar todas as peças moveis. Ou seja, se não o fazes e te quiexas a marca não se faz responsavel pelos danos. Portanto, à semelhança do sistema de bielas da suspensão, aconselho a todos os proprietarios da KTM e , depois da voltinha na suas motas, desmontar as rodas, sacar os rolamentos das sedes, violar o selo que os protege e lubrificar as esferas dos mesmos! devil
E assim a quase tudo o que se possa considerar uma peça movel!

Ora então, o LoneRider mandou-os mamar na quinta pata do cavalo e pos-se em contacto com um tecnico de suspensões qu me disse imediuatamente que as minhas bielas das suspensão estão de perfeita saude (que mais tarde confirmei que sim) e que o problema era o amortecedor que probavelmente tinha um retentor perfurado!

Tive que pagar!?
Yap, estou mais pobre, mas para que quero eu uma garantia que vem acompanhada com algum esgotamento nervoso!?

Já agora, para aqueles que se possam lembrar, o meu interlucotor foi o mesmo que se negou a retoma da Dulcineia depois do seu empregado ter parcticamente fechado negocio comigo!
Por essa situação, em vez de uma KLX250, veio para casa uma CRF250.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#24

Pela minha experiência não se pode julgar uma marca por uma má representação na garantia.

Muitos deles simplesmente não querem ter o trabalho pelo que recomendo que em caso extremo de falha do concessionário, se recorra ao representante oficial da marca nacional ou estrangeiro.

Pessoalmente já tive necessidade de substituir a carenagem frontal da R1 porque uma pedrinha fez lá um fendazinha que já era uma fendazona depois de 1 mês. Quem me vendeu a mota descartou-se e basicamente disse que não ia conseguir provar á Yamaha que não era dano feito por mim( o custo da carenagem era 500€)Fui a outro concessionário, e 2 fotos e 1 pergunta depois tinha uma carenagem nova encomendada e montada, a custo 0.

Entretanto, depois de umas cartinhas registadas e umas queixas aqui e acolá, o representante 1 já não é representante da marca proud
Responder
#25

(20-11-2021 às 01:35)Fz1000 Escreveu:  Pela minha experiência não se pode julgar uma marca por uma má representação na garantia.

Muitos deles simplesmente não querem ter o trabalho pelo que recomendo que em caso extremo de falha do concessionário, se recorra ao representante oficial da marca nacional ou estrangeiro.

Pessoalmente já tive necessidade de substituir a carenagem frontal da R1 porque uma pedrinha fez lá um fendazinha que já era uma fendazona depois de 1 mês. Quem me vendeu a mota descartou-se e basicamente disse que não ia conseguir provar á Yamaha que não era dano feito por mim( o custo da carenagem era 500€)Fui a outro concessionário, e 2 fotos e 1 pergunta depois tinha uma carenagem nova encomendada e montada, a custo 0.

Entretanto, depois de umas cartinhas registadas e umas queixas aqui e acolá, o representante 1 já não é representante da marca proud

Tens o teu ponto de razão e fico contente que tu tenhas resolvido o teu problema.

Eu não disse que a marca é má e nas minhas palavras é muito mais evidente que sim, a representação é péssima.

Citar: Segundo KTM, depois de usares a tua mota, um dos cuidados a ter é limpar e lubrificar todas as peças moveis. Ou seja, se não o fazes e te quiexas a marca não se faz responsavel pelos danos.

Mas são este tipo de "cláusulas" nos manuais de utilizador que logo dão força a que uma má representação piore muito as coisas.

Depois, por opção própria, não quis deixar a mota nas mãos de quem não confio.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#26

(19-11-2021 às 22:23)LoneRider Escreveu:  Tudo começou com um ruido estranho no WP Xplor (amortecedor que a KTM diz ser bué xpto e a vangurada do mais alem, pardais ao ceto, etc).

Sendo a WP uma subsidiária da KTM, o estranho seria era que não o dissesse. Seria quase como a mãe estar a dizer mal da filha! bigsmile
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)