Nova CBR 250 RR

Um amigo meu fez uma época de corridas, já tinha mtos km's de estradas com mtas e variadas motas, já tinha uns quantos trackdays em cima e ao longo do campeonato a evolução na mesma mota foi enorme.

Só para referência na primeira prova do Estoril fez 2:03 e na terceira prova do Estoril ( com 3 corridas no meio ) já fez 1:54

Nada como andar lá com quem sabe, aprender e evoluir.


Voltando ao tópico...antigamente havia mtas pessoas a andarem em desportivas.

Compravam nsr, tzr, rz, aprilias e até cagivas primas 50cc e 80cc como inicio de carreira.

Depois havia as irmãs mais velhas ainda a 2T ou 4T (como as 400cc cujas FZR e RVF ainda via pelos lados de Cascais com frequência )


Hoje as posições de condução nas suas substitutas são de facto menos desportivas sendo utilitárias bem disfarçadas.

Mas para divertir qqer coisa serve, havia trofeus de cb500 com mto sucesso em França e no UK e hoje em dia temos o mesmo usando a Kawasaki Z800 por exemplo.

Há que adaptar a condução e suspensões e fazer o melhor cool
Responder

(01-03-2017 às 12:00)7pires Escreveu:  cbr250 hornet 250 nao pode ser conduzida com carta A2, têm 40 e 45cv

Só para corrigir, pode sim.

Categoria A2 = até 35kw & 0,2 kw/kg
Tanto a Hornet 250 quanto a CBR 250 RR têm 29.2kw & 0.12 kw/kg

Tomara eu ter encontrado uma hornet dessas na altura

[Imagem: RwtqB8G.gif]
Responder

Quando leio CBR250RR só me vêm à cabeça esta mota: https://www.youtube.com/watch?v=ctf-CFOJn2w
Deus do céu, porque não fazem mais assim?! rolleyes
Responder

A "Corneta 250" do Pires, usa o mesmo bloco da CBR250RR.... mas descafeínado! smile

[Imagem: QKmafvp.png]
Responder

(01-03-2017 às 15:59)pedromt07 Escreveu:  Deus do céu, porque não fazem mais assim?!  rolleyes

Porque deixaram de gostar de motos... e basicamente... porque... muita "gente" que anda de mota opta pelo efeito "dar nas vistas" em vez do efeito "emoção"... e como o cliente actual é este pseudo motociclista... que nem sabe o que é um 4 cilindros de baixa cilindrada... os fabricantes deixaram de as "fabricar"....hum...

Qual é o motociclista actual...(queria chamar de pseudo-motociclista... mas posso ser banido daqui... e achei melhor não o fazer....) que optaria por uma moto destas em detrimento duma NCoisa por exemplo... vestida de desportiva.... quase a totalidade... porque é mais fixe dizer que se tem uma 750... que uma 250...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder

Eu preferia essas tais 250, mas não vejo que elas tenham desaparecido devido ao consumidor mas sim devido às restrições estúpidas.

É a única coisa possível, até porque as restrições de carta deixam sempre conduzir um veiculo com 40 ou 45 cavalos.
Responder

(01-03-2017 às 18:23)nelsonajm Escreveu:  
(01-03-2017 às 15:59)pedromt07 Escreveu:  Deus do céu, porque não fazem mais assim?!  rolleyes

Porque deixaram de gostar de motos... e basicamente... porque... muita "gente" que anda de mota opta pelo efeito "dar nas vistas" em vez do efeito "emoção"... e como o cliente actual é este pseudo motociclista... que nem sabe o que é um 4 cilindros de baixa cilindrada... os fabricantes deixaram de as "fabricar"....hum...

Qual é o motociclista actual...(queria chamar de pseudo-motociclista... mas posso ser banido daqui... e achei melhor não o fazer....) que optaria por uma moto destas em detrimento duma NCoisa por exemplo... vestida de desportiva.... quase a totalidade... porque é mais fixe dizer que se tem uma 750... que uma 250...

Completamente na mouche. Penso que será porque o motociclista, generalizando, de hoje em dia, procura as comodidades todas e mais algumas, ao invés do prazer de condução.
Se tivermos a falar de quem faça grandes viagens, compreende-se certo tipo de motas, mas uma NC para fazer Cascais - Lisboa é coisa que nunca compraria.
Cada um é livre de escolher que tipo de mota gosta, infelizmente, o mercado vira-se para consumos e conforto e não para velocidade e perfomance de outros calibres.
Responder

(01-03-2017 às 18:37)OFFICER Escreveu:  Eu preferia essas tais 250, mas não vejo que elas tenham desaparecido devido ao consumidor mas sim devido às restrições estúpidas.

É a única coisa possível, até porque as restrições de carta deixam sempre conduzir um veiculo com 40 ou 45 cavalos.

Também é verdade.
A malta mal tirava a carta atirava-se para cima de uma 600cc, no minimo e muitos deram cambalhotas.
Com a restrição, veio alterar o mercado.
Responder

(01-03-2017 às 15:59)pedromt07 Escreveu:  Quando leio CBR250RR só me vêm à cabeça esta mota: https://www.youtube.com/watch?v=ctf-CFOJn2w
Deus do céu, porque não fazem mais assim?!  rolleyes

Olha a moto do BroLy!!!

Apareço varias vezes nesses vídeos com a minha ex-FMX 650. cool

Ao segundo 0:53 até saltei quando ele passou por mim!!

Bons tempos....

Ricardo - Honda CB500X
[Imagem: latest?cb=20150510093035]
Responder

Além disso lembro-me de ler em qualquer lado que não era muito fiável para as marcas porque a produção custava tanto quanto uma 600, o que se reflectia no preço, e não vendiam tanto, porque o pessoal acabava por comprar as 600, visto o preço ser igual ou quase igual.
Corrijam-me se estiver errado, não me lembro onde li isto.

Nessa do Broly até pagava para andar, deve ser uma besta... 20.000rpm, e tão leve, imagino a adrenalina.

[Imagem: RwtqB8G.gif]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)