Nova CB1000R
#51

Então o facto de elas virem sem monobraço não é consequência de profundos estudos e testes que afinal revelaram que era melhor tirar aquilo e meter outra coisa qualquer.. .

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#52

(24-10-2017 às 13:12)nelsonajm Escreveu:  Então o facto de elas virem sem monobraço não é consequência de profundos estudos e testes que afinal revelaram que era melhor tirar aquilo e meter outra coisa qualquer.. .

Não sei ! angel Mas que com mono-braço, ficam muito mais bonitas... ficam! cool

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#53

Estas a ser faccioso....mais um pouco w co.eças a dizer bem das suzettes...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#54



[Imagem: bmGdnhG.jpg]

disapointed
Responder
#55

Parece-me que vem ai mais uma mota à Honda... Nada que espante portanto! devil lol
Responder
#56

Já tinha sido apresentado um conceito
[Imagem: 0-honda-neo-sports-cafe-concept-title.jpg]
Responder
#57

A imagem da nova CB1000R finalmente é conhecida.... e não foge praticamente nada ao que a dita Neo Sports Café Concept mostrava.

Gosto mesmo muito!!! Está uma moto de linhas equilibradas, a buscar essência a um look retro (até me lembra bastante a Big One), mas com toques de modernidade por mais que evidentes.... e sem necessidade de cair em exageros estilísticos como uma Z1000 ou uma MT-10.

Ahhh.... e manteve o monobraço.... uma das suas características mais peculiares e interessantes.

Afinal a Honda quando quer, ainda sabe fazer motos. Pena ultimamente querer tão pouco mostrar isso.

Só não entendo o porquê de vir tão subpotenciada (as usual) face à concorrência.

_______________________________________

Honda’s CB1000R reborn with a hint of retro


[Imagem: CB1000R%20FR34r.jpg]

Unveiled as a concept last week, Honda’s ‘Neo Sport Café’ has been confirmed in Milan tonight as the new CB1000R, just as Visordown predicted it would be.

Like other 1000cc super-nakeds, it shares its engine architecture with its superbike stablemate, in this case Honda’s CBR1000RR Fireblade.

But the new CB1000R takes a whole new direction in styling. Where BMW’s S1000R looks sporty, and Yamaha’s MT-10 futuristc, the 2018 CB1000R goes for a more stripped-back, minimalist look, with some traditional styling cues, including the under-stated paint scheme.

The aim is clearly to reinvent the super-naked with some retro-bike appeal, a recipe that could prove a winner given the popularity of traditional styling.

The new CB1000R isn’t just a styling exercise, though. It’s also had a comprehensive round of technical upgrades.

Engine tweaks have boosted power from 123.4bhp tp 143.5bhp and torque from 73lbft to 76.7lbft. The compression ratio is up 0.4 to 11.6:1 and the pistons are now forged rather than cast, as on the Fireblade SP.

[Imagem: CB1000R%20RS.jpg]

It’s also 4% shorter geared than its predecessor. Honda says it’s been tuned for strong mid-range, particularly from 6,000-8,000rpm, and ‘rides harder’ than the Fireblade in first-to-third.

Total kerb weight is claimed 212kg, 12kg light than its predecessor, meaning a 20% improvement in power-to-weight ratio.

It benefits from an assist/slipper clutch, to make the lever lighter to pull and reduce back-torque on downshifts, and it gets a ride-by-wire throttle with four riding modes including a user-defined one.

It's got a 'brand new lightweight mono-backbone steel frame', supported by a Showa upside-down big-piston fork and Showa monoshock,

The adjustable fork contains all the damping function in one leg to reduce weight. The shock is adjustable for spring preload, compression and rebound damping.

The front brake consists of radial-mounted four-pot calipers biting twin 310mm floating discs. At the rear is a twin-piston caliper on a 256mm disc, and two-channel ABS is standard.

The rear tyre is now a 190-section, up from 180.

A higher-spec ‘CB1000R+’ version will be offered with extras including a quick-shifter and heated grips. It will also gain a ‘range of premium accessories’ including a metallic meter visor and seat cowl, front fender panel, hugger panel and radiator grill.

The 2018 Honda CB1000R was unveiled along with a similarly-styled CB300R and CB125R, making a whole new family of retro-inspired Honda nakeds.

Mr S. Uchida, Honda’s Large Project Leader for the model, said: “As Honda, our intention is always to look to the future and to be ready to lead. Hence, as the Naked sector’s requirements mature, we knew that we had to go much further than giving the new CB1000R a boost in real world performance.

“Customer expectation and interests are about much more than just ‘how fast?’. We wanted to build in not only exhilaration and emotion to each experience of the CB1000R, but also real pleasure in owning, and showing off, such an individual machine. So we travelled in a new direction and are very proud of the result – both when out on the road and when admiring it in the garage!”


[Imagem: CB1000R%202215.jpg]

[Imagem: CB1000R%200025.jpg]

[Imagem: kLQtQmL.png]

[Imagem: SPjbF4f.png]

[Imagem: DhbK223.png]

FONTE

P.S. - Fico à espera que o Zé se decida.... para depois eu experimentar! bigsmile

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#58

143 CV é mais que suficiente.

A Honda faz máquinas que duram uma vida inteira e não precisam de números astronómicos para apelar ao cliente.

Isso é para quem não sabe o que quer e se deixa iludir....

Encontro nela alguns aspectos que não gosto muito, como esse apêndice onde se suportam a matrícula e as luzes, que parecem estar de moda.

Teria que vê-la mais a pormenor.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#59

(06-11-2017 às 23:12)LoneRider Escreveu:  143 CV é mais que suficiente.

(...)

Isso é para quem não sabe o que quer e se deixa iludir....

A questão é que neste segmento das naked com motores derivados de superbike, já há concorrentes a ostentar muito mais cavalagem. Uma MT-10 manda-se para os 160cv... uma S1000R para 160cv.... uma Tuono para os 175cv... uma Monster 1200R 160cv.... uma Super Duke para uns impressionantes 180cv.... e apenas a Z1000 e a GSXS se quedam neste patamar dos 140 cv.

Eu também acho que sim... que 143cv são mais que suficientes. Mas sabes que para os usuais comparativos de especialidade, os números da ficha técnica ditam resultados finais...

... para além de encherem menos o ego a um comprador, mesmo que nem k.d.u. para menos de metade dessa potência tenha.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#60

Confesso que não gostei de muita coisa nas fotos...

No video pareceu-me bem mais harmoniosa...muito mais smile

https://youtu.be/pmukC-j0Yks
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)