Motos Elétricas
#1

Olá pessoas smile

Digam-me uma coisa... conhecem motos elétricas, que andem efetivamente e em que não tenha de vender um rim para comprar?

Agradeço desde já smile
Responder
#2

Já te vi mais longe de pedir preços de um pass mensal de autocarro.
Responder
#3

(20-05-2021 às 11:45)Fz1000 Escreveu:  Já te vi mais longe de pedir preços de um pass mensal de autocarro.


Ahahaha não irei comprar elétrica.
Mas gostava de saber. Pq vi umas (não me lembro da marca) a 20k e muitos.
E vi outras q nem aos 100 chegam. Pra isso vou de bicicleta.
Mas gostava de saber se há.... o que há.


Enviado usando o Tapatalk
Responder
#4

Já agora, vocês entendidos.....
Acham q o facto de ser elétrica (ou vir a ser, como os carros pra la caminham) desvirtua o conceito? As motas?


Enviado usando o Tapatalk
Responder
#5

(20-05-2021 às 11:23)ana_lee2 Escreveu:  Olá pessoas smile

Digam-me uma coisa... conhecem motos elétricas, que andem efetivamente e em que não tenha de vender um rim para comprar?

Agradeço desde já smile

Por momentos parecia que tinha sintonizado a TSF e estava a ouvir o Bruno Nogueira

Isso das motas eléctricas é por causa da pegada ecológica, curiosidade ou outra explicação mais rebuscada?

A ideia que tenho das motas eléctricas, tal como nos carros, é que para as mesmas prestações, o investimento (pelo menos inicial) é sempre muito mais substancial.

Ou seja, se queres uma mota com prestações razoaveis, podes não ter de vender um rim, mas há outras coisas que podes ter de vender...

... o carro por exemplo.

Pessoalmente, e aproveitando a famosa frase do Robin Willians, com um twist: "eu adoro o cheiro a gasolina pela manhã" (assim como o roncar do motor e as sensações que isso provoca)

PS: Se falarmos puramente no factor estético, já se vêem coisas muito interessantes e sem aquele aspecto futurista que, a meu ver, desvirtua o conceito "mota".

Por exemplo: https://www.energicamotor.com/energica-e...otorcycle/

[Imagem: zD43YvL.jpg]
Responder
#6

(20-05-2021 às 12:27)KOK Escreveu:  
(20-05-2021 às 11:23)ana_lee2 Escreveu:  Olá pessoas smile

Digam-me uma coisa... conhecem motos elétricas, que andem efetivamente e em que não tenha de vender um rim para comprar?

Agradeço desde já smile

Por momentos parecia que tinha sintonizado a TSF e estava a ouvir o Bruno Nogueira

Isso das motas eléctricas é por causa da pegada ecológica, curiosidade ou outra explicação mais rebuscada?

A ideia que tenho das motas eléctricas, tal como nos carros, é que para as mesmas prestações, o investimento (pelo menos inicial) é sempre muito mais substancial.

Ou seja, se queres uma mota com prestações razoaveis, podes não ter de vender um rim, mas há outras coisas que podes ter de vender...

... o carro por exemplo.

Pessoalmente, e aproveitando a famosa frase do Robin Willians, com um twist: "eu adoro o cheiro a gasolina pela manhã" (assim como o roncar do motor e as sensações que isso provoca)

PS: Se falarmos puramente no factor estético, já se vêem coisas muito interessantes e sem aquele aspecto futurista que, a meu ver, desvirtua o conceito "mota".

Por exemplo: https://www.energicamotor.com/energica-e...otorcycle/


Algumas das q vi, não gostei nada (esteticamente falando).

Respondendo à pergunta: é pura curiosidade.
O meu carro é gasolina e vai ter de durar mais 20 anos . A mota será gasolina certamente.

Mas o próximo carro já não deverei ter grande hipótese de comprar a gasolina. E gostava de saber como está essa evolução nas motas.
Se há alguma coisa de jeito (em termos de desempenho e esteticamente).
A telepizza cá da zona já só usa elétricas, por exemplo.

E na verdade tb seria bom saber em termos de investimento. Nos carros, alguns, já começa a compensar.


Enviado usando o Tapatalk lo
Responder
#7

Mas o problema sao os consumos? Faz como eu, compra uma 125cc. Ate tens a vantagem de nem precisares de tirar a carta. A minha 125 faz para 2,5l aos 100. Deposito cheio, faz quase 400km. E o deposito enche com menos de 15 euros a vontade. 12/13 p ai. P andar nas voltas curtas, ou dentro da cidade, n ha melhor.

Claro que nem tudo sao rosas. Para passear mais a serio, tenho a cb 500. Porque mais de 50km numa 125 ja se torna penoso.
Responder
#8

(20-05-2021 às 13:30)Nfilipe Escreveu:  Mas o problema sao os consumos? Faz como eu, compra uma 125cc. Ate tens a vantagem de nem precisares de tirar a carta. A minha 125 faz para 2,5l aos 100. Deposito cheio, faz quase 400km. E o deposito enche com menos de 15 euros a vontade. 12/13 p ai. P andar nas voltas curtas, ou dentro da cidade, n ha melhor.

Claro que nem tudo sao rosas. Para passear mais a serio, tenho a cb 500. Porque mais de 50km numa 125 ja se torna penoso.


125cc é impensável. Vou fazer autoestrada diariamente e a questão da carta não é questão.

Como disse acima, prende-se mesmo com curiosidade. E saber a opinião de quem perceba mais que eu de motos.
Tenciono comprar uma q não beba muito, sim... mas tb sei q não há milagres. Precisa de beber menos que o meu carro.


Enviado usando o Tapatalk
Responder
#9

Se tiver protecao aerodinamica n sei porque é que é impensavel. Afinal de contas tens protecao ao vento. Agora se me disseres que é impensavel, ela ir no red line aos 120. Ai até entendo. É que uma 125 n da mto mais que isso.
Responder
#10

(20-05-2021 às 11:23)ana_lee2 Escreveu:  Digam-me uma coisa... conhecem motos elétricas, que andem efetivamente e em que não tenha de vender um rim para comprar?

Apesar de que no sector automóvel já se tornou numa opção perfeitamente válida, nas motos ainda não.
Dá ideia que os construtores ainda não sabem bem que rumo seguir.
E portanto... não investem.

A oferta que existe é sobretudo por parte de novos players que encontraram aqui um nicho por explorar.
Há uns anos atrás surgiram que nem cogumelos. Mas a maioria saiu de cena tão rápido quanto entrou.
No presente só a Zero e a Energica parecem empenhados em ser uma espécie de Tesla das motos.

Por entre os construtores mais populares... pouco ou nada se passa.
A BMW teve uma scooter...mas que já nem aparece no catálogo actual.
E as restantes, o que têm feito foi por imposição política ou sentido de oportunidade.

Por exemplo...
A Harley tem a livewire que nasceu para responder a algumas "políticas verdes" que há uns anos atrás foram implementadas em alguns estados... mas aparentemente fez despertar interesse pois têm evoluído e promovido bastante o produto.

E sabe-se que a Triumph está a trabalhar num protótipo muito interessante. Mas porque o Boris quer fechar as portas aos motores a combustão em 2030 e o governo do UK está a meter dinheiro.

Fora isto... o mercado resume-se a pequenas "soluções de mobilidade" chinesas equiparadas a ciclomotores.

(20-05-2021 às 12:14)ana_lee2 Escreveu:  Acham q o facto de ser elétrica (ou vir a ser, como os carros pra la caminham) desvirtua o conceito? As motas?

Depende do mindset da malta...

E se percebermos que o mundo das motos está cheio de malta velha com uma certa aversão à novidade... certamente que muito ódio vai ser destilado em forums, redes sociais, motovlogers, etc.

Por outro lado, o que se está a assistir com a Livewire nos states é que existe imenso público mais jovem que se está a cagar para isso.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)