MotoCross, Enduro ou Dual Purpose?
#51

Andar a cavalo também não é pera doce... e cair do cavalo... perigoso... muito perigoso...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#52

(12-02-2016 às 15:27)ChicoMPM Escreveu:  
(12-02-2016 às 15:22)pedromt07 Escreveu:  acho que ninguem aconselhou motas novas, eu pelo menos quando disse crf250l é usada, dai ter aconselhado mais 2 modelos caso não se encontre um bom negocio da crf. motas novas para enduro não vale muito a pena com o nivel de experiencia baixo  blink
tambem já andei de cavalo, e ja cai, mas olha que acho que cair de mota é pior, que já cai tambem  lol  lol
na tua posição comprava uma xr400, fiavel em tudo, e o motor em baixas não é muito bruto  smile

Mas posso conduzir uma Xr400 com a carta A2? Já agora, o que achas desta? http://www.custojusto.pt/porto/motos/suz...o-17922007 

Talvez conseguisse comprar por uns 1300 ou menos, sou bom a conversar com as pessoas smile

yah a xr400 podes, ela nem 30kw tem.
ui 2t e 250cc, isso já manda um puxão, sempre quis conduzir uma dessas  tong . para enduro é bom porque é 2t logo é menos pesada, mas isso para estrada só se tu fizeres a manutenção, e tiveres bolsos mais fundos. porque tens de mudar pistão, aneis e juntas, a cada horas e isso ainda é um custo elevado, e esse tipo de mota na estrada não gosta muito. eu aconselhava mais uma 4t para primeira mota, e depois quando sentires mais confiança ou deres outro uso à mota, ires para uma dessas. essas 2t são boas é para segunda mota, ou uso esporádico  blink
Responder
#53

(12-02-2016 às 15:45)pedromt07 Escreveu:  
(12-02-2016 às 15:27)ChicoMPM Escreveu:  
(12-02-2016 às 15:22)pedromt07 Escreveu:  acho que ninguem aconselhou motas novas, eu pelo menos quando disse crf250l é usada, dai ter aconselhado mais 2 modelos caso não se encontre um bom negocio da crf. motas novas para enduro não vale muito a pena com o nivel de experiencia baixo  blink
tambem já andei de cavalo, e ja cai, mas olha que acho que cair de mota é pior, que já cai tambem  lol  lol
na tua posição comprava uma xr400, fiavel em tudo, e o motor em baixas não é muito bruto  smile

Mas posso conduzir uma Xr400 com a carta A2? Já agora, o que achas desta? http://www.custojusto.pt/porto/motos/suz...o-17922007 

Talvez conseguisse comprar por uns 1300 ou menos, sou bom a conversar com as pessoas smile

yah a xr400 podes, ela nem 30kw tem.
ui 2t e 250cc, isso já manda um puxão, sempre quis conduzir uma dessas  tong . para enduro é bom porque é 2t logo é menos pesada, mas isso para estrada só se tu fizeres a manutenção, e tiveres bolsos mais fundos. porque tens de mudar pistão, aneis e juntas, a cada horas e isso ainda é um custo elevado, e esse tipo de mota na estrada não gosta muito. eu aconselhava mais uma 4t para primeira mota, e depois quando sentires mais confiança ou deres outro uso à mota, ires para uma dessas. essas 2t são boas é para segunda mota, ou uso esporádico  blink
Pensei que as mais recomendadas para andar no mato fossem as 4t, as 2t não são as chamadas MotoCross? Achava que as 2t eram mais para saltos e curtas distancias
Responder
#54

Tens dois tipos de 2t, as de enduro e as de MX, e tens as de MX adaptadas para enduro. para o uso que vais dar não aconselhava nenhuma delas. Essa que meteste e de enduro de fábrica, mas isso em estrada tem muito desgaste.
Crf250l, nx4, xr250r, xr400r, xt350, dr350, nx250, estas são as mais conhecidas de DP e enduro

Your opinion?! Shit i don't give a fuck
Responder
#55

Vamos la ver pessoal!

Quando se vai ao mato cair, na transposição de obstaculos, pedras soltas e lama, é o prato do dia.
Sair ao mato e não cair para o lado pelo menos uma vez é anormal.
Na segunda vez que a Artax saiu apanhei um regueiro num trillo que me fez ir ao chão.
Resultado!?
Mica, protector da ponteira e guarda mãos arranhado.
Com a experiência essas pequenas  coisas não acontecem, mas aventuras-te em situações mais exigentes e quando corre mal costumam dar direito a ossos partidos, ombros, joelhos e pés deslocados!
Imaginem como pode chegar a ficar uma mota.

Uma regra basica e muito importante, que eu perigosamente desrespeito,  é de nunca sair ao monte sozinho.

Resumindo uma mota de todo terreno que esteja lindinha, impoluta e polidinha, é uma mota frustrada na sua função!

Eu penso que a Artax tem ainda muito arranhão para recordar!  blink

Dito isto, comprar uma mota para o mato nova, sejam estas para uma utilização utilitaria ou não, com muita ou pouca experiência, não é mau pensado, uma vez que se dá por assumido que os arranhões fazem parte da coisa.


Por outro lado,  fruto de quem esta mais ou menos metido na coisa, comprar uma "pata negra" usada é aceitar o risco de que possa estar, descomprimida, com a embraigem nas lonas, algum carreto desdentado, suspensões com retentores e guarda pós nos limites e umas quantas cambalhotas ribanceira abaixo!

Dito isto....
Baralhem de dêem de novo.  blink

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#56

(12-02-2016 às 17:00)pedromt07 Escreveu:  Tens dois tipos de 2t, as de enduro e as de MX, e tens as de MX adaptadas para enduro. para o uso que vais dar não aconselhava nenhuma delas. Essa que meteste e de enduro de fábrica, mas isso em estrada tem muito desgaste.
Crf250l, nx4, xr250r, xr400r, xt350, dr350, nx250, estas são as mais conhecidas de DP e enduro

Acho que estou mais virado para a 250L, o preço não é absurdo pelo menos, depois quando adquirir mais experiencia talvez compre uma de fábrica
Responder
#57

(12-02-2016 às 17:04)LoneRider Escreveu:  Vamos la ver pessoal!

Quando se vai ao mato cair, na transposição de obstaculos, pedras soltas e lama, é o prato do dia.
Sair ao mato e não cair para o lado pelo menos uma vez é anormal.
Na segunda vez que a Artax saiu apanhei um regueiro num trillo que me fez ir ao chão.
Resultado!?
Mica, protector da ponteira e guarda mãos arranhado.
Com a experiência essas pequenas  coisas não acontecem, mas aventuras-te em situações mais exigentes e quando corre mal costumam dar direito a ossos partidos, ombros, joelhos e pés deslocados!
Imaginem como pode chegar a ficar uma mota.

Uma regra basica e muito importante, que eu perigosamente desrespeito,  é de nunca sair ao monte sozinho.

Resumindo uma mota de todo terreno que esteja lindinha, impoluta e polidinha, é uma mota frustrada na sua função!

Eu penso que a Artax tem ainda muito arranhão para recordar!  blink

Dito isto, comprar uma mota para o mato nova, sejam estas para uma utilização utilitaria ou não, com muita ou pouca experiência, não é mau pensado, uma vez que se dá por assumido que os arranhões fazem parte da coisa.


Por outro lado,  fruto de quem esta mais ou menos metido na coisa, comprar uma "pata negra" usada é aceitar o risco de que possa estar, descomprimida, com a embraigem nas lonas, algum carreto desdentado, suspensões com retentores e guarda pós nos limites e umas quantas cambalhotas ribanceira abaixo!

Dito isto....
Baralhem de dêem de novo.  blink

E as patas negras são muito mais caras.. então não são, achas que a CRF250L ia-me dar a experiência necessária?
Responder
#58

Para começar, dentro do teu orçamento está a CRF250L, a KLX250 e a PR5.
Como te disse aí atrás, não fosse pelas distâncias eu tinha comprado uma PR5.
A CRF250L que tenho cumpre com as necessidades e das duas vezes que saí ao monte diverte-te imenso.
A minha utilização é de um 60% de estrada e um 40% de mato.
Em Março vou viajar com ela, mas isso é porque aqui deste lado faltam alguns parafusos e a pobre não diz que não.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#59

(12-02-2016 às 18:16)LoneRider Escreveu:  Para começar, dentro do teu orçamento está a CRF250L, a KLX250 e a PR5.
Como te disse aí atrás, não fosse pelas distâncias eu tinha comprado uma PR5.
A CRF250L que tenho cumpre com as necessidades e das duas vezes que saí ao monte diverte-te imenso.
A minha utilização é de um 60% de estrada e um 40% de mato.
Em Março vou viajar com ela, mas isso é porque aqui deste lado faltam alguns parafusos e a pobre não diz que não.

 A PR5 é uma Dual Purpose?
Responder
#60

Sim!!!
Tem uns genes desportivos mas não é uma máquina ready to race como pode ser uma pata negra.
Aproveito para marcar a diferença principal entre uma pata negra e uma Dual Propose.
A moto pata negra leva um escape e alguns acessórios que visam baixar o peso e melhor ergonomia para o piloto e está pronto para competir. O veneno, esse está todo lá!
Uma Dual Propose é descomprometida, não aspira a competir, permite erros de condução, seja no Off ou On, mas é divertida em ambos os campos.
Nunca conduzi uma PR5, mas pela ficha técnica, tem mais curso de suspensões, mais altura livre ao solo e os pneus que monta, faz adivinhar o que ela quer! Mato!
Mas também, isso não a impede de andar na estrada e a única alteração que eu lhe fazia seria de mudar-lhe os pneus para uns mais estadistas. Ou seja, em vez dos tacos que trás de origem, uns trail como os que trás a CRF250L!

Para a tua altura quase melhor a PR5!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)