[Mota seguinte] BMW K1200 S VS HONDA VFR 1200
#21

Sobre a ferrugem....
O disco trazeiro tem um nada de ferrugem nas bordas e existe algum ponto nos parafusos de afixação das pinças e tal.
Levando em conta que são elementos expostos a variação termica e fricção eu acho isso perfeitamente normal.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#22

(22-10-2015 às 18:19)LoneRider Escreveu:  Sobre a ferrugem....
O disco trazeiro tem um nada de ferrugem nas bordas e existe algum ponto nos parafusos de afixação das pinças e tal.
Levando em conta que são elementos expostos a variação termica e fricção eu acho isso perfeitamente normal.

Não me digas que o gajo andou pelo mar adentro com a mota, que não era só aí, mas não ponho de lado ser da má manutenção...mas a minha mota tem mais de 60.000Kms, tem quase treze anos, anda com todas as condições climatéricas e está em melhor estado comparativamente a esta VFR.

Não ponho de lado ter sido mau uso...
Responder
#23

(22-10-2015 às 18:24)Rod Escreveu:  
(22-10-2015 às 18:19)LoneRider Escreveu:  Sobre a ferrugem....
O disco trazeiro tem um nada de ferrugem nas bordas e existe algum ponto nos parafusos de afixação das pinças e tal.
Levando em conta que são elementos expostos a variação termica e fricção eu acho isso perfeitamente normal.

Não me digas que o gajo andou pelo mar adentro com a mota, que não era só aí, mas não ponho de lado ser da má manutenção...mas a minha mota tem mais de 60.000Kms, tem quase treze anos, anda com todas as condições climatéricas e está em melhor estado comparativamente a esta VFR.

Não ponho de lado ter sido mau uso...

Rod eu nem falei do mau uso ou da má manutenção da unidade que testaste.
Comparativamente com a tua moto a VFR é uma moto que ainda vai na sua versão e tem os defeitos que tem as primeiras versões.
Eu já tirei o vestido ha Dorothy e voltei a po-lo e posso dizer que em alguns sitios o atrito entre as carenagens é inevitável.
Porquê?
Porque elas estão literalmente encostadas e sem levarem aperto entre si. Basta que jma daquelas molas (utilizaveis) ter um bocadinho de folga e adeus pintura. É preciso ser rigoroso e cuidadoso a desmontar aquelas carenagens.
Coisa que poucos o vão fazer, mas o Nelson é gajo para isso! lol
Eu já tive que comprar esse parafusos e molas de plastico ppr isso mesmo.
A ferrugem nos elementos metalicos como pode ser um parafuso, isso é normal, basta uma pedra impactar para deixar o metal vivo há mercê da corrosão.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#24

Também fiquei admirado... de todas as Japonesas tinha a Honda em termos de qualidade de acabamentos (diferente de qualidade de materiais) como sendo a 1ª... sempre achei as Hondas demasiado arrumadinha, sempre tudo bem encaixado, tudo no sítio, bem escondido... que até me irritava...

As BMW pecam pelo excesso de "desenho"... "desenham" tanto as peças e alguns pormenores, que ás vezes as coisas correm mal... e descuram em demasia o que não se vê... fazer manutenção numa BMW é uma dor de cabeça... mas são filosofias diferentes... talvez por isso sejam especiais.

Tenho de ver se experimento uma dessas VFR1200 para tirar as minha ilações...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#25

Bem.... finalmente uma troca de opiniões com pés e cabeça, sem as picardias e os tendenciosismos do costume. Estou a gostar de ver! clap

Hum.... mas pelo desenrolar da conversa e das opiniões.... a Honda VFR1200F, no fundo, acaba por mostrar aquilo que a grande maioria das motos japonesas são.... lineares, incisivas e regulares.

Por outro lado, a BMW K1200S, mostra o que normalmente caracteriza as propostas made in europe.... são mais explosivas, com mais carácter e com mais personalidade.

Enfim... as japonesas são razão.... as europeias são emoção! smile

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#26

Bom e aqui fica o meu contributo.

Vou responder ás tuas questões baseando-me na minha experiência com a R, que como sabes tem as suas diferenças.


Qualidade dos materiais - Nada de especial mas também não deixam ficar mal. A minha é de 2008, não tem qq tipo de oxidação ou marca que nos faça lembrar a idade. Está impecável e não ando sempre a limpar (já nao lavo a mota seguramente à dois meses).

Soluções técnicas - não te sei responder, mas para um fabricante de motos utilizar um modulador ABS que é usado em carros, não me parece que tenham registado muitas patentes no desenvolvimento da mota.

Pintura - Pintura dos metais (quadro e motor) muito boa com 0 defeitos, já nos plásticos apesar de não ter qualquer defeito de pintura posso dizer que a tinta não é grande coisa.

Ergonomia - Sou baixo, qualquer resposta que eu te de nao se aplica a ti, no entanto no meu caso fiquei surpreendido pela positiva.

Consumos - Não vais andar como o KB a anunciar consumos reduzidos. Para os cerca de 170 cavalitos até não gasta muito mas vai andar entre os 6,5 e 7 lts aos 100.

Feeling ao acelarador - é simples quando o fizeres convém que estejas bem agarrado, agora a sério, em baixas rotações (até 3000) se acelarares devagar ou tentares manter a rotação, aquilo fica um bocadito irregular.

feeling ao curvar rápido - muito estável, transmite muita confiança. (trás de série estabilizador que consegues ver se olhares  de cima para o amortecedor frontal)

Feeling ao rolar devagar como que entre filas de trânsito. - tirando a anotação que fiz no ponto do acelarador, faz-se muito bem, não se sente o peso da mota.

Comportamento com pendura ou por exemplo malas de viagem. - com pendura foram raras as vezes que andei, com malas não sentes que as tens.
Responder
#27

Eu estou a ser sincero, mas devo dizer que estou francamente satisfeito.
Dorothy é aquilo que buscava há algum tempo e "os problemas que tem dado (apenas 1)" são próprios da sua juventude.
Acredito que a segunda geração da VFR (de 2012 em diante) não tenha tantos falhas...
Não a trocaria pela K13S. Agora pela R.... confused

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#28

Faltam os problemas comuns.

ABS - problemas ocorreram com regularidade até meados de 2007. Apesar da minha ser de 2008 o problema tambem se manifestou. Para reparar são 1500 € na BMW (substituição) com 2 anos de garantia, 400 € numa empresa em Paços de Brandão 2 anos de garantia.
Este problema normalmente acontece quando a manutenção do liquido dos travões não é feita regularmente (todos os anos) e se a mota ficar parada muito tempo.

Timing Chain Tensioner (não sei o nome em português) mas é uma mola que aplica tensão à corrente que controla as valvulas.
Este problema não se aplica aos modelos após meados de 2007. Traduz-se num barulho não muito agradável ao colocar a moto a trabalhar. Resolves tu mesmo e mais 100 eur de peças.
Já que estás com a mão na massa convém também instalar uma guia de protecção dessa mesma corrente, a referida guia custa cerca de 20 € mas os parafusos necessários para voltar a montar custam 35 € (são 18) e esta operação também fazes tu.

caixa de velocidades - casos raros mas aconteceram os suficientes para se poderem mencionar, aqui é mais complicado, um problema que não se consegue prever e que aconteceu com mais frequência nas motos de 2005 e 2006. Após estes anos aconteceu mas foram poucos.
No entanto aquilo fica tudo partido e para substituição são cerca de 2500 € já com os descontos.
Responder
#29

A K13 S / R veio para correcção de alguns erros da K12 S / R uma das correções pretendidas foi a correção da irregularidade de andamento até às 3000 RPM.

Essas correcções foram sugeridas por um utilizador de uma K1200S que era engenheiro e fez uma exposição á BMW (essa exposição está disponível em vários sites americanos).

Não tem quase nada novo o quadro e o motor são os mesmos.
Responder
#30

ClaXav.... como sabes, pois já tive oportunidade de te o dizer, tenho um grande amigo que tem uma K1200R, que inclusivamente já marcou presença assídua em muitas das passeatas ou encontros aqui do forum.

Infelizmente ele já teve a "sorte" (azarada) de experimentar esse malogrado problema da caixa, com a moto na garantia de usada (e digo sorte, porque acabou, depois de muita pressão dele, por ser coberta pela garantia, pois quem lhe a vendeu estava-se a tentar esquivar às responsabilidades no início). A caixa foi trocada.

Numa das passeatas à Roca, foi quando ele lhe apareceu a chatice do modulador de ABS. E aí não teve outro remédio senão desembolsar a absurda quantia (quando a BMW vê isto continuar a acontecer e não faz nada do que se fazer cobrar pela respectiva substituição). E os casos já são inúmeros e continuam a acontecer, especialmente nos modelos servo-freio assistidos (também ocorridos em GS's ou RT's, por exemplo).

Estas questões, por mais que conhecidas, e apesar de gostar mesmo muito das K12/13, eram motivos para me obstar à sua compra.

Só para rematar os teus excelentes esclarecimentos.... na minha eu (e parafraseando-te  blink ) não anuncio consumos baixos. É mesmo ela que os faz.... verdade, verdadinha!  bigsmile

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)