[Mota seguinte] 6 anos com uma 125cc... está na hora de mudar.
#1

DONO 

- Tipo de CARTA DE CONDUÇÃO: B (vou tirar a A nos próximos meses)
- Altura: 1,73
- Peso: 85
- Idade: 41
- Pendura (S/N): S (às vezes. Tanto a minha filha com 10 anos ou a Maria)
- Será 1ª moto (S/N): N

MOTO 

- Estilo preferido: Estrada - Naked
- Custo (em euro): 6000€
- Nova/Usada: Nova

PERCURSO 

- Regularidade (diario, semanal, mensal): Diário
- Tipo de estrada: Citadino (Lisboa)
- Numero aproximado de KM: 20

RESUMO: 
Tenho 41 anos, sou de Lisboa e somente há 6 anos ganhei coragem para me aventurar no mundo das 2 rodas apesar de ter tido sempre bastante curiosidade. Comecei com uma Daelim S2 (eu sei, eu sei tong) que me tem servido sem queixas nestes últimos 6 anos. No entanto está na hora de trocar. Quero algo mais, não sou muito exigente, até bastante humilde e o orçamento apresentado é já mesmo esticado ao máximo. Para o uso habitual, tirando a voltinha de lazer ocasional, o bom senso diz-me para ir para uma CB 500F mas os meus olhos e coração estão totalmente virados para a KTM Duke 390. Creio que seria ideal para a minha utilização e honestamente acho a KTM linda!!! 
No entanto sou leigo na matéria, estou sempre disposto a aprender e a seguir o conselho de quem sabe e pretendo a Vossa ajuda para opinião sobre a minha ideia e alternativas se acharem conveniente.

Honestamente não quero ir para cilindradas mais altas, pelo menos durante os próximos anos senão a minha escolha, tivesse orçamento, seria uma MT07. Mas não se trata só da questão orçamental, eu já me conheço e prefiro fazer o salto sempre de forma gradual, sem grandes pressas. Até porque se fiquei 6 anos com uma 125, facilmente fico outros tantos com uma coisinha melhor.  bigsmile


Um abraço e um obrigado a todos.
Responder
#2

Boas.

Das motas que referes honestamente não escolheria nenhuma delas para mim. De qualquer forma se cingires a tua escolha a esses dois modelos, acho que a KTM será a mais divertida.
Responder
#3

Bem -Vindo ! 
A passagem de uma Daelim (??!!) 125 c.c. para uma Duke 390 vai-te fazer sentir o 'Superman do bairro' !  cool . Força aí !  thumbsup
Responder
#4

Duke 390? E isso é evoluir?  what
Quando fiz o TD à 690 larguei-a a pensar que aquilo basicamente uma 125 mas com um pouco mais de espaço para as pernas e um martelo pneumático já incluído de origem...

(O ter acabado de largar a 1290R para me sentar logo de seguida na 690 não teve nada a ver para o caso... Ou será que teve?  angel )

nice

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder
#5

(04-03-2018 às 23:07)n00b1e Escreveu:  Duke 390? E isso é evoluir?  what
Quando fiz o TD à 690 larguei-a a pensar que aquilo basicamente uma 125 mas com um pouco mais de espaço para as pernas e um martelo pneumático já incluído de origem...

(O ter acabado de largar a 1290R para me sentar logo de seguida na 690 não teve nada a ver para o caso... Ou será que teve?  angel )

nice

Tivesses tu largado a 690 e passado para a 1290R...
Responder
#6

Se queres ir com calma pode ser uma evolução. Eu preferia ir para algo um pouco maior. Dentro das 2, a KTM tem mais emoção, a CB500F é uma mota honesta e que faz bem ao que se propõe.

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#7

Obrigado a todos pelas respostas sinceras.

Sei que não existem soluções ideais, sobretudo para o meu nível orçamental. 

A ideia seria fazer uma evolução (creio que qualquer escolha acaba por ser uma evolução  tong ) que se adequasse às minhas necessidades diárias, sobretudo relativamente às deslocações pendulares.

Até ao ano passado, deslocava-me diariamente de Lisboa para Alverca pela A1. Se o percurso se mantivesse o mesmo então confesso que teria que equacionar outro tipo de soluções.

No entanto atualmente, e para o futuro próximo, as minhas deslocações diárias reduziram-se para 10km para cada lado (Lumiar/Amadora) e sobretudo passei de AE para um percurso mais citadino.

Logo a minha ideia, tendo em conta também a minha falta de experiência com outras cilindradas, seria optar por algo mais leve, que me permita "furar" o trânsito com alguma facilidade mas sempre com alguma diversão à mistura.

Tendo isso em conta, e como os olhos também comem, assim que passei a vista pela KTM e li as especificações achei que era uma solução porreira. 

Mas como já referi, sou leigo na matéria e estou a apalpar terreno. Consequentemente estou aberto a sugestões por quem mais experiência tem nestas andanças e certamente que me terão escapado outras alternativas.

Há apenas dois pontos em que me sinto pouco flexível.

O primeiro, por motivos de força maior, é o orçamento que já está esticado ao máximo e ainda vou ter que esperar um pouco para sequer lá chegar.

O segundo é a questão de comprar novo. Sei que me poderão sugerir o mercado de usados. 
A verdade é que com a minha idade, tendo muito ou pouco, quero é paz e sossego sem me meter em grandes aventuras. Como já tive muitos dissabores ao longo da minha vida, com automóveis, não pretendo arriscar até porque não conheço ninguém no ramo que me pudesse encaminhar ou alertar para maus negócios. E nestas questões parece que sou sempre "aquele" que teve azar!  bigsmile Logo prefiro ir para novo mas sentir-me mais descansado... nem que seja na teoria.

Obrigado e um abraço.
Responder
#8

Eu ia para a CB500F... adoro esta nova estetica das KTMs, a 390 já é uma maquina em condições ( para quem sai de uma 125, talvez seja até maquina a mais, mas isso já vai do nivel de experiencia de cada um e tu, com 6 anos de 125, já deves ter algum nivel aceitavel ) mas, depois de ler os teus dados, acho que a CB é melhor para ti. Uma moto mais utilitaria e que se adapta melhor ao teu porte fisico. As Dukes são giras, são divertidas e isso tudo mas para um gajo "grande", não são o mais indicado. Ja aqui tinha dito, conheço um rapaz com 1,65m  que comprou uma Duke125 há pouco tempo e ele fica "fora" da moto. A 390 não é muito maior e um gajo com mais de 1,70m e 85Kgs vai ficar, quase com toda a certeza, tambem "fora" da mota. 

Seja como for... tenta experimentar as duas, em varios trajectos, e escolhe a que der mais gozo.
Responder
#9

É pá vou ser bué sincero contigo, mas primeiro olha para a tua direita....

Seja lá o que for que estes a ver a tua direita, tenho quase a certeza que não tem nada a ver. devil

Eu entendo que apareçam muitas dívidas na altura de comprar mota nova, principalmente se tens um orçamento curto.
Não te preocupes pá, faz cães que o meu pai também os fez! smile

Agora aquilo que eu entendi é que estás cagado de medo por fazer uma escolha errada....
É pá eu escolhi mal a minha mulher e a também sobrevivi.... (sofro muito)

Não podendo ter as duas sabes qual delas é que escolhia!?

Nenhuma!

Assim ninguém ficava a ganhar.

Mas talvez, só talvez era gajo para comprar o mesmo motor bicilindrico, mas com um vestido completo e talvez levasse para casa uma sport turismo descafeinada mas, que na linha da Asinha de Franga, é uma mota diferente e bem equilibrada.
Se achas que os teus 41 anos não são impedimento para ser confundido (para bem e para mal) com o espírito jovem que caracteriza as KTM e se não te chateiam as vibrações dos monos em altas compra a tirolesa pá!

Depois disto, se ainda tens dívidas pá, faz como o meu pai fez!

Cães!!! devil
Responder
#10

Epá! eu sempre extremamente imparcial....por tanto acho que devias arranjar uma cbf600S ... a injecção! ..o facto de ter uma não influencia nada a minha opinião!...mas olha que seria uma boa transição! condução direita, razoavelmente confortável, não é muito agressiva mas consegue ser divertida se quiseres! :bigsmile consegue ser razoavelmente económica tb!

[Imagem: ibVN1KS.jpg]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)