Mortagua Fighter - um caso de sucesso
#21

(15-03-2017 às 07:50)LoneRider Escreveu:  Não se trata de alguém que pretende fazer algo bonito (que é subjectivo), mas sim de alguém que se expressa dessa forma, e todos sabemos que a Arte são formas de expressar-se.
E, para os que ainda não entenderam, nada tem a ver com esta cena das Racers, Scramblers e afins, onde se mutilam motos.

Inutilizar totalmente uma moto por razões artisticas é fixe.
Expressão artística e tal...

Mas fazer bricolage numa moto com o objectivo de lhe dar sobretudo outro aspecto (e independente de ficar a andar pior ou melhor que em original até serve para ir ao Distinguished Gentleman's Ride) já é... mutilar!


Serei o único a achar isto pouco coerente?  lol
Responder
#22

Tu não digas esse nome Lone... que fico logo em brasa e a apetecer-me partir tudo... o que esse gajo faz é pura e simples... autenticas diarreias...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#23

Eu suponho que o mortágua pegue o motor num quadro normalmente assim:
[Imagem: 20041023160511-0.jpg]

E o pessoal das café racer anda a ir buscar coisas assim:
[Imagem: mcb7520023ra-01.jpg]

Para mim no fim tem tanto valor uma como outro que não entra no meu gosto logo não leva os meus poucos euros LOLOL
Responder
#24

(15-03-2017 às 11:18)dfelix Escreveu:  
(15-03-2017 às 07:50)LoneRider Escreveu:  Não se trata de alguém que pretende fazer algo bonito (que é subjectivo), mas sim de alguém que se expressa dessa forma, e todos sabemos que a Arte são formas de expressar-se.
E, para os que ainda não entenderam, nada tem a ver com esta cena das Racers, Scramblers e afins, onde se mutilam motos.

Inutilizar totalmente uma moto por razões artisticas é fixe.
Expressão artística e tal...

Mas fazer bricolage numa moto com o objectivo de lhe dar sobretudo outro aspecto (e independente de ficar a andar pior ou melhor que em original até serve para ir ao Distinguished Gentleman's Ride) já é... mutilar!


Serei o único a achar isto pouco coerente?  lol

Gaudi nunca foi coerente, Dali estava como estava, Neruda brincava com as palavras e Camões estava quase tão louco como Cervantes, isto para não falar de Goya ou outros que, de alguma maneira se expressavam da sua melhor forma.
Todos estes são reconhecidos como grandes dentro do seu estilo, e que curiosamente pouco foram reconhecidos no seu tempo, precisamente por ir contra as regras estabelecidas.

Só dei estes exemplos para por precedentes.
Também sou consciente que não é, em absoluto, comparável.
Mas para aqueles que não sabem o que significa mutilar, mesmo que seja no sentido metafórico da coisa, que fiquem a saber que nada tem com o de criar uma estrutura, partindo do zero tendo apenas como referente um motor (muito provavelmente comprado numa sucata).
Pode-se não gostar, coisa que respeito (estive dentro da Sagrada Família e achei aborrecido) pode-se chamar o que se quiser, mas pensar que estás criações foram feitas para andar na rua ou que fazem parte de uma corrente tão distorcida como as racers e scramblers da actualidade é ingénuo.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#25

Fico com a sensação que por aqui se reconhece mais mérito a um gajo que troca os escapes de origem por uns xpto mais barulhentos, tira o bacalhau à mota, instala umas luzes led, cola umas fitas coloridas nas rodas e compra umas manetes a condizer, do que alguém que, não tendo qualquer formação específica na área, não trabalha na área, desenha um esboço do que pretende fazer e pega num motor e constrói tudo até obter o resultado final (que funciona)-

Se o objetivo é fazer uma mota que possa circular na estrada, não é. Se o objetivo é vender, também não.

O que é certo é que as suas criações colecionam prémios e o seu nome já é reconhecido no meio por esse mundo fora.

Há neste país alguns criadores de obras de arte para implantar nas rotundas que mandam torcer uns ferros e aquilo passa logo a valer (custar) milhares de euros porque é arte.

Há modelos que me agradam e outros que nem tanto, no entanto reconheço-lhe um enorme mérito pelo que faz e pela coragem de expor.

[Imagem: PFUD6G0.jpg]
Responder
#26

Nuno, penso que fui bem claro: para mim tanto um como outro não vale euros ( não quero bibelots fluerescentes nem motas recortadas a olho porque fica bem assim), e mto menos valorizo os preços milionários de obras de arte em rotundas!!!!  evil

Sei que os artistas e tal são cultura e uma medida da evolução da sociedade bla bla, mas há coisas que são um atentado à inteligência e por algum parvo largar dinheiro para cima de um cagalhão ou um quadro com um "suposto sentido" não me faz ter mais vontade de largar o meu dinheiro a seguir.

Uma pessoa que altera as coisas a seu gosto está a modificar aquilo que é seu e sem me pedir para valorizar ou dar-lhe euros para o fazer. E conforme o meu gosto posso valorizar essa alteração ou não referente ao aspecto anterior da mota vs o actual.

E acredita que há mta coisa que não gosto, mas nao foi na minha que alteraram por isso durmo descansado. De certeza que há mtas pessoas que detestam a minha, mas está ao meu gosto e fico feliz mesmo que seja o único.

O Mortagua devia fazer o mesmo e até já tem algum reconhecimento no meio dele por isso menos mal.

Agora pedir que se goste de algo só porque ganha prémios LOLOLOL isso deixa estar lol
Responder
#27

Continuo a não perceber os escapes para a frente, que em andamento não devem fazer aquilo para que foram concebidos.

Para mim são feias e quase do mesmo estilo...

Se são arte ou não, tal como a própria arte, só têm valor caso alguém as ache como tal...
Responder
#28

Nuno não percebi porque tem que haver uma competição.

Ele faz o que faz porque gosta, ponto. É material dele, e não nos pede dinheiro para o fazer, e tem o seu público.

Não podes é ficar chateado porque nem todos gostam, isto é um fórum de motas, aqui quem mexe no escape e nas manetes mas que fica com uma mota que faz aquilo para que foi concebida, sim, tem mais mérito, porque isto é um fórum de MOTAS, se queres malta de joelhos a apreciar o que meteste, acho que vieste ao fórum errado.

Tu próprio disseste, não são para vender/andar, são motas porquê então? Porque têm 2 rodas?
Responder
#29

A diferença não é se se gosta ou não.
São os paralelismos que as pessoas utilizam para justificar a sua não conformidade.

Eu respeito à opinião de todos, mas não posso permitir que cometam injustiças porque não é o mesmo construir algo feio a partir do nada, que destruir algo lindo e meritoso à base de adaptações dúbias.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#30

Nao que seja muito pertinente a discussao, mas as coffee ricers ate tenho a ideia que muitas transformacoes e ideias nascem de motas acidentadas.

E é uma maneira de recuperar uma mota sem gastar dinheiro por ai além.

E tambem estas fighters nao nascem do nada. Um dia devem ter sido motas. Rodas, motores etc...

Ja o que eu acho, é que a natureza da transformacao é exactamente a mesma e é uma questao de modas.

Lembro-me de motoshows com dezenas de streetfighters e rats, e agora os motoshows sao preenchidos pelo estilo vintage. Amanha sera outra coisa qualquer, e ca estaremos para apreciar ou criticar.

Que gostem por saudosismo ou bairrismo, por mim tudo certo, mas nao acho que alguem esteja a cometer uma injustica neste tópico por estabelecer esse paralelismo ou afirmar que nao gosta.


Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)