Miguel Oliveira 44
#31

classe das 600 é monotona, vamos ver o que ali vai sair!
agora com #44 na classe campenato a seguir, sem duvida, e quebrem a quase invencibilidade dos espanhois, são mais que muitos! lol

Load ""
Responder
#32

(09-11-2015 às 12:40)7pires Escreveu:  classe das 600 é monotona, vamos ver o que ali vai sair!
agora com #44 na classe campenato a seguir, sem duvida, e quebrem a quase invencibilidade dos espanhois, são mais que muitos!  lol

Pires Pires! !!!

Tens que saber do que se fala.
A categoria menos monótona é a Moto2 donde repetir podio é uma proeza e, para muitos, acabar uma corrida também!

É a categoria onde o KDU tem mais peso.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#33

shy

Load ""
Responder
#34

Mig44 já rola nas Moto2.... em Jerez!

[Imagem: 11693862_931185453605366_876414231862434...e=56BA44B6]

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#35

Vamos dar um pouco de tempo ao Miguel, creio que ele se vai dar bem em moto2.


Curiosamente só hoje me apercebi que a temporada inteira de moto3 não houve nenhuma vitoria espanhola!!!!! impensavel á pouco tempo........

O Jorge Navarro é a unica esperança para o ano que vem....

visto que o Fenatti vai querer ser campeão, o Brad Binder.... Antonelli...e nao vejo nenhum espanhol.....!!!!!!
Responder
#36

[Imagem: 12241228_10153471640237771_3178548233434...e=56EF722C]

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#37

Miguel Oliveira "voa" para perto do recorde no circuito Ricardo Tormo

12-02-2016 19:56

[Imagem: ?W=800&H=533&Q=65&pic=https%3A%2F%2Fmb.w...-photo.jpg]

O piloto Miguel Oliveira ficou a apenas três décimas de segundo do recorde do circuito Ricardo Tormo, em Valência (Espanha), nos testes privados que tem feito em Moto2.

“O importante nestes testes não é fazer uma volta rápida, mas aconteceu, e isso deixa-me bastante satisfeito, sobretudo porque não registei nenhuma queda nas 64 voltas”, disse, à sua assessoria de imprensa.

Aos comandos de uma Kalex, o almadense da Leopold Racing prepara o Campeonato do Mundo de Moto GP, no qual vai competir na categoria de Moto2, e realiza no domingo e na segunda-feira realiza a última sessão de testes privados, em Jerez de La Frontera.

“A ideia é continuar a evoluir com a moto”, resumiu o vice-campeão do Mundo de 2015 em Moto3, categoria inferior à atual.

Quanto aos dias em Valência, Miguel Oliveira falou em “testes muito positivos de adaptação à moto”, revelando que se sentiu “cada vez mais confortável” à medida que as voltas se iam sucedendo.


fonte

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#38

Penso não serem tempos oficiais....
Mas parece que está a ser produtivo. Sempre disse que o Mig tinha físico para uma Moto2 ou MotoGP, vamos ver.

Que é um puto muito trabalhador e com objectivos bem definidos, é! Alem de muito talento, tem a verdadeira garra de um campeão!
clap

[Imagem: 56ba22a58a8cc_XL.jpg]

Ricardo - Honda CB500X
[Imagem: latest?cb=20150510093035]
Responder
#39

(15-02-2016 às 11:50)Mr.Ricky Escreveu:  Sempre disse que o Mig tinha físico para uma Moto2 ou MotoGP, vamos ver.

O Miguel ainda assim tem 1,70m e 63kgs. O minorca do Pedroto, com "apenas" 1,58m e só 51 kgs, anda nas motoGP. Mas talvez isso também explique muita coisa no trajecto dele na categoria máxima, e respectivas lesões que se vão sucedendo.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#40

Uma queda hoje em Jerez e uma pequena fratura não foram suficientes para abalar a confiança do piloto português.

Depois de dois dias de testes privados na Catalunha e outros tantos em Valência, na semana passada, Miguel Oliveira esteve ontem e hoje a dar seguimento ao programa de testes da Leopard Racing em Jerez de la Frontera.

[Imagem: 56c2051fc39e8_XL.jpg]

No entanto, e apesar do balanço geral positivo destes seis dias de trabalho com a Kalex Moto2, o piloto português viu os testes de Jerez serem prejudicados ontem devido ao mau tempo e, já no dia de hoje, com uma queda a saldar-se por uma pequena fratura no dedo anelar da mão direita.

[Imagem: 56c2053d64323_XL.jpg]

“Hoje as condições não eram as melhores”, referiu Miguel Oliveira no final dos testes. “era difícil estar em pista e não deu para fazer muitas voltas. Infelizmente, também terminei os testes mais cedo devido a uma queda na qual fraturei o quarto dedo da mão direita. Foi um dia de treinos duro, mas saio daqui muito satisfeito com tudo o que temos vindo a conseguir. Sinto-me cada vez mais adaptado à moto e gosto muito da forma de trabalhar da equipa. Estes dias serviram para conhecer melhor o meu grupo de trabalho e a moto, claro, e para adaptar cada vez mais o meu estilo de condução à categoria. Agora vou analisar a situação com o meu médico e ver se é necessária uma intervenção cirúrgica para que exista uma recuperação mais rápida a tempo dos testes oficiais IRTA.”
Miguel Oliveira voltará à ação novamente em Jerez de la Frontera nos dias 2 a 4 de março, mas desta feita em conjunto com todo o pelotão, integrado nos testes oficiais IRTA para Moto2 e Moto3. Depois disto, o ensaio geral será apenas de 11 a 13 de março em Losail, na semana que antecede o primeiro Grande Prémio da época, agendado para o mesmo traçado do Qatar de 17 a 20 de março.


Fonte: MOTOCICLISMO

Ricardo - Honda CB500X
[Imagem: latest?cb=20150510093035]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)