Manutenção/lavagem/lubrificação de correntes
#61

(31-03-2019 às 21:05)Velasquez87 Escreveu:  Um amigo meu há um par de anos fez o mesmo que tu Vulcano...

Só que respingou para as jantes (XT660) e o resultado foram as jantes com manchas, sem hipótese de recuperar o estrago.

Certamente que não diria que é o ideal para isso mas...cada um sabe de si.

Antes também tinha essa panca de limpar a corrente com alguns produtos.
Desde que uso o lubrificante da silkolene nunca mais senti necessidade de o fazer, aquilo como é um gel basta passar um pano na corrente que ela fica logo a brilhar.

Quando limpava usava o tal kerosene ( petroleo ) que é 2€ a garrafa e dá para muito tempo.
Responder
#62

Os kits de transmissão que tive com maior longevidade foram os que ocasionalmente perdia tempo a lavar e escovar...
think

O problema é a pachorra que isso envolve.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#63

(31-03-2019 às 20:52)dmanteigas Escreveu:  Confirmo, esse produto é excelente a limpar os bicos do fogão

(31-03-2019 às 21:05)Velasquez87 Escreveu:  Um amigo meu há um par de anos fez o mesmo que tu Vulcano...

Só que respingou para as jantes (XT660) e o resultado foram as jantes com manchas, sem hipótese de recuperar o estrago.

Certamente que não diria que é o ideal para isso mas...cada um sabe de si.

(31-03-2019 às 21:14)marco.clara Escreveu:  Será assim tão importante ter a corrente e cremalheira a brilhar?

Falando por mim pessoalmente, nunca limpei a minha. Regra geral acontece quando vai à revisão. Eu limito-me a lubrificá-la nos entretantos.

(31-03-2019 às 21:18)Fz1000 Escreveu:  
(31-03-2019 às 21:05)Velasquez87 Escreveu:  Um amigo meu há um par de anos fez o mesmo que tu Vulcano...

Só que respingou para as jantes (XT660) e o resultado foram as jantes com manchas, sem hipótese de recuperar o estrago.

Certamente que não diria que é o ideal para isso mas...cada um sabe de si.

Antes também tinha essa panca de limpar a corrente com alguns produtos.
Desde que uso o lubrificante da silkolene nunca mais senti necessidade de o fazer, aquilo como é um gel basta passar um pano na corrente que ela fica logo a brilhar.

Quando limpava usava o tal kerosene ( petróleo ) que é 2€ a garrafa e dá para muito tempo.

Pois malta sei que não é o ideal e também nao é para fazer sempre...este produto é muito forte. So que estava sem petroleo e resolvi testar com isto...lavei a jante traseira e não ficou manchado mas acredito que possa acontecer se ficar la muito tempo a atuar.
Quanto á necessidade de ficar a brilhar...nem eu pensava que ficasse assim tao limpo...lol...também raramento lavo a fundo. Limito-me limpar com um pano e petróleo e olear. Como estava a lavar a mota apliquei o produto na jante traseira e ficou porreiro sem manchas. A seguir o belo do oleo de corrente Bardahl.

Famel Foguete (1958) 50cc 1990
Famel 76 50cc (1982)1991-1992
Moto Guzzi NTX 750 (1992)1997-1999
Yamaha XJ600S Diversion (1994) 2017-2018
Yamaha XJ6 Diversion (2010) 2018-logo se vê...https://www.facebook.com/PrepperVulcano39
Responder
#64

(31-03-2019 às 22:43)Vulcano39 Escreveu:  Pois malta sei que não é o ideal e também nao é para fazer sempre...

Se os o-rings ficarem lixados... também facilmente te irás aperceber disso.

(31-03-2019 às 22:43)Vulcano39 Escreveu:  A seguir o belo do oleo de corrente Bardahl.

Nada como um lubrificante de merda para acabar em grande! lol

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#65

Tive uma Virago 250 que chegou a levar oleo de motor queimado na corrente, vindo do motor de rega do meu Pai, um Perkins com mais de 30 anos...e válvulas laterais... que para pegar, tinhamos de tirar a vela, despejar gasolina directamente no cilindro, voltar a colocar a vela, puchar a baraça... e voilá.... lol...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#66

Lembro-me de fazer isso no Pachanches lá de casa!

Chegamos ao ponto de que tínhamos dúvidas de que os segmentos ainda lá morassem.

Esse motor de rega descansa serenamente no jardim lá de casa.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#67

(03-04-2019 às 08:51)LoneRider Escreveu:  Lembro-me de fazer isso no Pachanches lá de casa!

Chegamos ao ponto de que tínhamos dúvidas de que os segmentos ainda lá morassem.

Esse motor de rega descansa serenamente no jardim lá de casa.

Boas;
Está explicado o teu fascínio por motores de rega!! bigsmile
Responder
#68

Então qual é para voces o procedimento mais consensual para a limpeza da corrente?

Kerosene - esfregar - limpar com pano - lubrificar - limpar o excesso?
Responder
#69

(03-04-2019 às 09:40)el_Bosco Escreveu:  Então qual é para voces o procedimento mais consensual para a limpeza da corrente?

Kerosene - esfregar - limpar com pano - lubrificar - limpar o excesso?

Óleo lubrificante de boa qualidade.

Muitas vezes e pouco de cada vez.

Bem apontado, uma volta à corrente chega. Não é preciso dar 2, 5 ...10....20 como já vi fazer.

Recordo que um dos compostos que constituem o óleo de corrente é petróleo pelo que existe igualmente uma responsabilidade ambiental para com os excelsos e extintos dinossauros e respectivas bostas, pelo que não é preciso desperdiçar.

Além de que é 'só ridículo' andar com as bordas do pneu sarapintadas.

Quanto à jante, toda a gente sabe qual é a cor dessa jante de uma mota que anda na estrada.

Segue assim e na prática podes esquecer a limpeza.


Responder
#70

Porra...
Ainda este Domingo estive nessa operação de limpar a corrente.
Levei um wd chain cleaner que lá tenho, fui para a BP com o cavalete e uma escova e tive lá meia hora a esfregar e a meter spray...
Depois no elefante, meti o programa das bolinhas de sabão na ponta da escova enquanto a minha mulher rodava a roda....ficou bastante decente...e escuso de sujar a garagem toda proud

Velasquez87
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)