Manutenção de inverno - CBF600SA
#11

(20-12-2019 às 10:12)txairuzo Escreveu:  Moreira, saca o plástico fora e dá uma polidela aos plásticos. Se vires que tal manda pintar isso numa oficina.
Quanto aos colectores, isso é falta de calor, caga nisso. Por outro lado vão ficar a fazer pendant com as manetes e os pesos devil

Eu até gosto do dourado dos coletores porque fica bem com os punhos.
mas o que está a estragar é a oxidação

Azeite. What else? lol [Imagem: d768ZSRBTYnoSdxTjuZmHAzz.jpeg][Imagem: oliveira-da-serra-classico.png]

CBF600SA
______________________

[Imagem: hmcSPs3.jpg]
Responder
#12

Epa não me leves a mal, não quero ser insultuoso ou desrespeitar-te, mas eu percebia esse cuidado se tivesses uma V4R, ou Multistrada 1260 ou uma qualquer Harley Davidson daquelas não baratuchas. Agora uma CBF600 andar preocupado com pinturas e pontos de ferrugem no escape? Isso é motas feitas para andar, mais risco menos risco, uma pintura mais baça ou menos baça, mais ferrugem nos coletores ou não... é usar à vontade e quando der o peido vender à sucata. Ninguém te vai valorizar dinheiro nenhum que gastes na mota a tentar colocar a pintura melhor.
Responder
#13

Desde que não seja pontos críticos que poderao afectar a curto/médio prazo...bota calor...

Dou o exemplo da asinhas lá de casa que também anda o ano todo e deve ter os garfos parecidos com os teus já.... poop
Responder
#14

Isso tem de ser pintado. Por dentro podes aplicar alcatrão no subquadro (há por aqui gente a confundir), mas carenagens, hastes dos retrovisores, etc têm de ser decapados, epoxificados e pintados.

Lá para o meio de 2020 terei cabine própria (até agora usei uma de um familiar), mas entretanto posso indicar-te quem te faz isso em condições.

Não tentes inventar. Ou melhor: tenta primeiro inventar e depois conclui por ti próprio que só pintada profissionalmente.
Responder
#15

Moreira pá, aconselho a fazeres uma decapagem com granalha de aço (testa primeiro no pipo das rodas a ver se não é muito agressivo), depois dás três demãos de zarcão e uma de emulsão asfáltica (flintkote). Lixas tudo com lixa P40 e metes mecafino em cima. Fazes os tentos com uns cacos (para nivelar) e depois metes um primário promotor de aderência e terminas com um esmalte acrílico RAL 6911 com nuances de amarelo canário. Fica top e com um fit&finish de levantar o chapéu, o escalpe, e a tampa do crânio tudo ao mesmo tempo. Brutal!!!  devil
Responder
#16

Fiquei sem saber se o Areias de esta a assumir como um profissional ou se está a assumir-se como um curioso.
Responder
#17

Lone pá, não abras a caixa de pandora meu... rolleyes
Responder
#18

(20-12-2019 às 11:36)dmanteigas Escreveu:  Epa não me leves a mal, não quero ser insultuoso ou desrespeitar-te, mas eu percebia esse cuidado se tivesses uma V4R, ou Multistrada 1260 ou uma qualquer Harley Davidson daquelas não baratuchas. Agora uma CBF600 andar preocupado com pinturas e pontos de ferrugem no escape? Isso é motas feitas para andar, mais risco menos risco, uma pintura mais baça ou menos baça, mais ferrugem nos coletores ou não... é usar à vontade e quando der o peido vender à sucata. Ninguém te vai valorizar dinheiro nenhum que gastes na mota a tentar colocar a pintura melhor.

Não levo a mal...
Mas sempre ouvi dizer "posso ter uma mota de sonho, mas a minha é melhor porque é real"
Tu não sabes, mas eu vou-te contar uma historia.
Eu com 3 anos tive a minha primeira moto4, e por infelicidades da vida a cerca de 10 anos não tive nenhuma mota.
A 6 anos atras, ainda desempregado meti na cabeça que ia voltar a ter uma mota. 6 anos depois(estudante e depois desempregado) consegui juntar a modica quantia de 3000€ e consegui comprar a mota.
Por isso esta mota para mim não representa dinheiro nem bens nem nada.
Representa um objetivo e um desejo concluido, que consegui com muito esforço e com muitas desilusões porque em 6 anos sempre que conseguia juntar o dinheiro aparecia uma merda e tinha que juntar de novo.

Por isso continuando a dizer que não levei a mal o que disseste porque na realidade é um facto porque é uma mota sem valor nenhum no mercado, para mim as motas não são como os telemoveis que tu compras ja nao gostas vendes ou deitas fora. É muito mais e no que depender de mim posso gastar 10000€ nesta mota ao longo dos anos se for preciso e posso não voltar a ter outra, mas quando for velho esta menina vai estar na garagem para me lembrar dos meus feitos.

Deixando de ser lamechas o manteigas como é que tu limpas o teu piano? lol

CBF600SA
______________________

[Imagem: hmcSPs3.jpg]
Responder
#19

Para mim não estás a ser lamechas.
Estas a dar valor emocional a algo que mais que um bem, representa uma vitória.
Não há mal nenhum nisso.
Agora convém saber até onde se deve ir, porque pode ser tão intenso que pode que deixes de curtir a tua mota pelo medo que podes/deves sentir ao assumir os riscos de andar de mota.

Tudo tem um equilíbrio! blink
Responder
#20

(20-12-2019 às 12:10)Jfcmoreira Escreveu:  Deixando de ser lamechas o manteigas como é que tu limpas o teu piano? lol

Acho que ele não limpa, dá-lhe calor e eventualmente a porcaria não agarra e a que agarrar voa  lol
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)