Mais uma acção de Repres.... erhhh... opsss.. Prevenção?
#1

Boas

Pois é.... hoje arranca mais uma acção da parte dos senhores da GêÉneErre (aka senhoras da farda), com o (alegado) intuito de "prevenir"  (ao modo Officeriano?) os utilizadores das motos, para comportamentos de risco, com vista a diminuir acidentes e a mortalidade nas duas rodas.

Para além dos clichés habituais em torno do equipamento, blá, blá... Dá especialmente que pensar quando se lê...

«Durante a operação, os militares da GNR vão estar "especialmente atentos" ao excesso de velocidade, não utilização de equipamentos de proteção, manobras perigosas, estado dos pneus e sistemas de iluminação e matrícula, além da condução sem habilitação legal e condução sob o efeito do álcool e de substâncias psicotrópicas.

A GNR vai ainda realizar ações de sensibilização junto dos condutores de motos para os aconselhar ao uso do capacete, vestuário de proteção resistente e material retrorrefletor, obrigação de circular sempre com os médios acesos, não circular entre filas de veículos e adequar a velocidade ao estado do piso e garantir as distâncias de segurança.»

Aqui fica o artigo completo... divirtam-se (ou talvez não)!

_______________________________

"Operação Moto"
GNR reforça fiscalização a motos para inverter aumento de acidentes

[Imagem: image.aspx?brand=JN&type=generate&guid=0...0417195000]


A GNR vai intensificar a partir de quarta-feira a fiscalização aos condutores de motociclos nas vias de maior intensidade de tráfego.

Em comunicado, a GNR indica que dos 77303 acidentes de viação registados no ano passado, 5815 envolveram veículos motorizados de duas rodas, que provocaram 104 mortos (mais 35 do que em 2016) e 431 feridos graves (mais 100), com principal incidência aos sábados e domingos.

A "operação Moto", que vai decorrer até 22 de abril, tem como objetivo prevenir comportamentos de risco durante a condução de motociclos e ciclomotores.

Durante a operação, os militares da GNR vão estar "especialmente atentos" ao excesso de velocidade, não utilização de equipamentos de proteção, manobras perigosas, estado dos pneus e sistemas de iluminação e matrícula, além da condução sem habilitação legal e condução sob o efeito do álcool e de substâncias psicotrópicas.

A GNR vai ainda realizar ações de sensibilização junto dos condutores de motos para os aconselhar ao uso do capacete, vestuário de proteção resistente e material retrorrefletor, obrigação de circular sempre com os médios acesos, não circular entre filas de veículos e adequar a velocidade ao estado do piso e garantir as distâncias de segurança.


FONTE

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#2

Vai haver muita mota parada, porque quem deve até teme lol

A minha até vai sair à rua estes dias, mas não foi de propósito!
Responder
#3

 a GNR indica que dos 77303 acidentes de viação registados no ano passado, 5815 envolveram veículos motorizados de duas rodas

Ou seja, menos de 10% dos acidentes envolveram motos... e isso justifica uma "operação especial de prevenção"...

A minha sai á rua na mesma, não é por eles andarem na rua que eu deixo de andar  ( até porque, se isso se vai desenvolver nas vias de maior intensidade de trafego, estou mais que descansado no meu querido Alentejo ) . Mas não deixa de ser engraçado, essa tal "prevenção"... de quase 80000 acidentes, 5800 envolvem motos, faz-se uma prevenção ás motos. Os outros 72000, que envolvem carros, não justificam acões de prevenção.
Responder
#4

Basicamente vai haver fiscalização porque a semana vai ser de sol e vai sair tudo à rua, então vai existir a tentativa de apanhar uns quantos com as motas todas escafiadas e claro, apanhar os aceleras também.
Responder
#5

Yep... eu sou desses! Está sol e desde ontem que a mota voltou a ser o veículo de utilização diária. angel

Mas eu, como não devo, não temo! E a não ser que seja "agarrado" por uma dessas máquinas fotográficas estrategicamente escondidas (seja dentro ou fora de uma anunciada acção de "prevenção"), ou que venham embirrar por andar entre filas de trânsito, para mim estas acções acabam a ser iguais ao litro.

Depois disto acabar e daqui a uns tempos, haverão certamente dados estatísticos... gostaria imenso de ver o quão efectiva foi esta acção de sensibilização, que percentagem de sinistralidade em duas rodas foi efectivamente diminuída... e em oposição, os números obtidos em torno da colh€ita "preventiva" efectuada em comparação a igual período de tempo sem que esteja a decorrer uma acção deste género?

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#6

Saio na mesma, espero não apanhar radares... angel

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#7

É precisamente nesses dias que curto bué sair!

A ver se existem tomates para me apanhar! think

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#8

(18-04-2018 às 09:47)carlos-kb Escreveu:  Em comunicado, a GNR indica que dos 77303 acidentes de viação registados no ano passado, 5815 envolveram veículos motorizados de duas rodas, que provocaram 104 mortos (mais 35 do que em 2016) e 431 feridos graves (mais 100), com principal incidência aos sábados e domingos.

(18-04-2018 às 09:47)carlos-kb Escreveu:  A GNR vai ainda realizar ações de sensibilização junto dos condutores de motos para os aconselhar ao uso do capacete, vestuário de proteção resistente e material retrorrefletor, obrigação de circular sempre com os médios acesos, não circular entre filas de veículos e adequar a velocidade ao estado do piso e garantir as distâncias de segurança.[/i]

Há que ser coerente, até porque aos fins de semana costuma ser um engarrafamento a caminho da Roca que não se pode, a malta começa a circular entre os veículos e acabam todos mortos... eventualmente de tédio. Enfim... mais uma obra prima da estatística sobre temas relacionados com a sinistralidade e o motociclismo.

...

Da minha parte hoje já cá moram 80 kms e algumas oportunidades de fotografias bem catitas.

Olha, não há-de ser nada... e se for... que saiam desfocadas!  cool
Responder
#9

Bem observado, Marco!   thumbsup

Claro... percebo que é um perigo passar entre filas de trânsito, e como tal, vamos ">>sensibilizar<<" os mauzões das motas que isso não se faz. Afinal a necessidade e obrigatoriedade dos condutores dos veículos automóveis, em usar os espelhos quando mudam de via, até é secundário.
Temos é de obrigar as motos a manterem-se paradinhas nas enormes filinhas pirilau originadas pelos congestionamentos, certo?  devil

Que idiotice pensar-se sequer em usar uma moto para "fugir" aos engarrafamentos.

Não tarda muito, também vêm dizer que facilita a mobilidade e o estacionamento nos centros urbanos, não?  pervert

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#10

(18-04-2018 às 15:59)marco.clara Escreveu:  Olha, não há-de ser nada... e se for... que saiam desfocadas!  cool

Olha a BMW não faço ideia do catálogo de materiais e equipamento de 'competição', mas se tivesses uma MT, a Yamaha vende uns suportes de matrícula que embora haja malta a ser multada por andar com aquilo na estrada, deve ser bom para desfocar fotografias!

Com um bocado fita americana e tal... acho que conseguias fazer uma adaptação altamente!

(para não dizer que valorizavas a mota)

(18-04-2018 às 15:59)marco.clara Escreveu:  Enfim... mais uma obra prima da estatística sobre temas relacionados com a sinistralidade e o motociclismo.

...


Recordo que estamos a entrar no período que antecede a visita anual ao santuário de fátima. Tendo sido uma ideia formulada nesta movimentação, é a chamada: 'Ideia Peregrina'.


Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)