Lavagem automática Lisboa
#1

Tenho uma Hornet e sempre que tenho que a lavar fico a desejar haver um sistema automático para lavagem cá em Lisboa como há para carros (às centenas).

Lembrei-me de fazer um estudo sobre a necessidade de um sistema destes implementado em Lisboa pelo que vinha pedir a vossa ajuda para responderem ao seguinte inquérito apenas com 3 perguntas rápidas:

https://docs.google.com/forms/d/163yBoDG...0/viewform

Obrigado pela ajuda thumbsup
Responder
#2

(22-07-2015 às 15:01)JPMP Escreveu:  ...fico a desejar haver um sistema automático para lavagem cá em Lisboa como há para carros (às centenas).

Qual a dificuldade de lavar a moto nesses sistemas que existem para carros às centenas?

[Imagem: 002.jpg]
Responder
#3

Há quem não goste que seja com pressão. Se for um sistema bem feito e realmente apropriado para motas, venha ele. Até porque se fizer como nos carros, a mota sairá seca, o que é também uma mais valia, dependendo do preço claro.

Nessas de pressão com 1.50€ faz-se a festa, pelo que a automática não poderia ser muito mais cara.
Responder
#4

Não consigo imaginar forma de lavar moto sem ser com pressão...
disapointed
Responder
#5

(22-07-2015 às 17:27)dfelix Escreveu:  Não consigo imaginar forma de lavar moto sem ser com pressão...
disapointed

Esponja, detergente e balde(s) de agua!?

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#6

(22-07-2015 às 17:27)dfelix Escreveu:  Não consigo imaginar forma de lavar moto sem ser com pressão...
disapointed

Se fosses "detalhista", é um método que bem podes dispensar!

Por acaso já vi ninhos de radiador "amolgados" por jacto de pressão.... e autocolantes a esvoaçarem à passagem da agulheta.... coisas que acontecem em oficinas, quando quem as lava, por pressão, é o estagiário ou o puto que arranjou emprego de férias! lol

Depois a água é perita em encontrar caminhos para locais pouco dados a humidades.... especialmente se tiver a ajuda de ar comprimido.

Por isso gosto de ser eu a lavar a minha... com todos os preceitos e cuidados exígiveis por moi même!

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#7

@dfelix Eu também já a lavei assim como nessa foto que meteste, mas além dessa lavagem com pressão depois ainda tive que limpar os discos de travao, escape, etc em especifico com paninhos.

Fica-me em 40min/1 hora todo o processo e não me dá jeito nenhum porque como moro num prédio tenho que levar baldes e produtos para a estação de serviço (ou elefante azul).

Se houver um sistema específico para as motas que lave logo tudo bem numa questão de minutos e sem tu teres que fazer nada, não acredito que não vejas vantagem..
Responder
#8

Só não vejo é uma forma eficiente, barata, nem mercado suficiente para isso. De resto sim, também não gosto nada de lavar a moto à pressão, já o carro só vai à pressão porque tem que ser, se tivesse o tempo também ia sempre ao balde, aliás, como ia antes de começar a trabalhar.
Responder
#9

Mas as lavagens de pressão tipo "elefante azul" não lavam.... mascaram apenas uma lavagem.... ainda mais quando temos aquela sujidade seca da água/lama proveniente dos salpicos da estrada!
Tanto que muitas das vezes chegava a casa e tinha de passar tudo novamente a esponja.

Desisti e prefiro mesmo fazê-lo na garagem, com toda a calma, com uma esponjinha de micro-fibras, shampoo e balde. Mangueirada, sempre e só sem pressão e em modo de "aspersão" (chovisco).

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#10

Lavagem a alta pressão pode danificar alguns vedantes e forçar água para onde ela não é querida.
Além disso, lavar a pressão a corrente danifica os O-Rings. Para piorar as coisas, gorduras incrustadas são bem resistentes à pressão.

No entanto também lavo a minha mota com uma máquina de pressão mas não uso nenhum dos bocais de pressão. Apenas o dispensador de detergente e depois a esfregona para limpar a sujidade.
O resto do trabalho, é feito com baldes de água, panos, esponjas e muita parafina devil.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)