KTM 990 Duke
#1

Espera-se mais uma evolução do 2 cilindros de média cilindrada da KTM:

https://www.motorcyclenews.com/news/new-...-990-duke/

As dimensões aparentam ser semelhantes às das 790 e 890 e há indicação de uma derivada sports-tourer para competir com a BMW F900XR e Tracer 9:

[Imagem: KTM-990-Duke-3.jpg]

O insignificante
Responder
#2

Isso terá uns 140/150cv...não?
Responder
#3

Bem podiam era aproveitar o LC8 antigo para fazer este modelo, porque usar o 790/890.... meh.
Responder
#4

(26-07-2021 às 12:41)pedromt07 Escreveu:  Bem podiam era aproveitar o LC8 antigo para fazer este modelo, porque usar o 790/890.... meh.

respondeste à tua questão..."antigo"...já não produzido...

apesar dos japoneses gostarem muito de ir buscar os motores anteriores das superdesportivas para equipar naked...

mas pelos vistos a ktm não gosta disso. E o LC8 vem de outra época...de outra gestão...
Responder
#5

(27-07-2021 às 11:34)midnightblack Escreveu:  
(26-07-2021 às 12:41)pedromt07 Escreveu:  Bem podiam era aproveitar o LC8 antigo para fazer este modelo, porque usar o 790/890.... meh.

respondeste à tua questão..."antigo"...já não produzido...

apesar dos japoneses gostarem muito de ir buscar os motores anteriores das superdesportivas para equipar naked...

mas pelos vistos a ktm não gosta disso. E o LC8 vem de outra época...de outra gestão...


O motor 890 na versão "R" foi altamente elogiado por várias revistas e particulares.

É provável que nesta versão 990 a KTM tenha como objectivo apresentar números superiores aos da Z900, MT-09, F900R e Monster 959.

Com um TFT apetecível e decoração radical, certamente que ficará no topo em termos de preço e imagem.

O insignificante
Responder
#6

(27-07-2021 às 11:34)midnightblack Escreveu:  
(26-07-2021 às 12:41)pedromt07 Escreveu:  Bem podiam era aproveitar o LC8 antigo para fazer este modelo, porque usar o 790/890.... meh.

respondeste à tua questão..."antigo"...já não produzido...

apesar dos japoneses gostarem muito de ir buscar os motores anteriores das superdesportivas para equipar naked...

mas pelos vistos a ktm não gosta disso. E o LC8 vem de outra época...de outra gestão...
Não respondi à questão, porque nem uma fiz. lol

V
Responder
#7

(27-07-2021 às 11:34)midnightblack Escreveu:  E o LC8 vem de outra época...de outra gestão...

E era um v-twin ...algo que representa maior custo de produção.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#8

Por acaso estive há poucas horas a apreciar uma SD 990 das antigas, e numa coloração que é raro de se ver...

[Imagem: U1mzu2F.jpg]

Mas ver esta mota, não deixa logo de me remeter para um saudoso membro desta casa. disapointed

(27-07-2021 às 12:43)dfelix Escreveu:  
(27-07-2021 às 11:34)midnightblack Escreveu:  E o LC8 vem de outra época...de outra gestão...

E era um v-twin ...algo que representa maior custo de produção.

Yep. Basta ver que actualmente os V2, na gama actual, está apenas cingida ao topo da gama... às 1290. O resto tem sido corrido a twins paralelos e monos (que mesmo assim não deixam de ser caras, face à concorrência mais ou menos directa).

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#9

Pois, foi um assunto já referido aqui na altura em que se conversava. Para o mercado de consumo, os números acabam sempre por se sobrepor aos aspectos menos quantificáveis.

O custo de produção de um V aberto ou um Boxer, a maior complexidade mecânica e possivelmente maiores atritos e perdas, acabam por não compensar o maior carácter e nosso gosto pelo exótico.

Isto verifica-se nas gamas baixas e média, claro que Ducati, Aprilia, Guzzi, BMW, etc continuam a fazer V e boxers mas a preços elevados.

Reparem que mesmo os valores de potência e binário dos V e Boxer raramente compensam o exotismo, muito embora se saiba (aqui estou fora) que a entrega de binário possa ser favorável.
Parte desta discussão ocorreu no princípio do Século XX. Sabe-se que o Henry Ford chegou até a ter um protótipo de motor em X e acabou com o famigerado 4-em-linha do modelo T.
Não quero estar aqui a repetir a info do L-76 da Peugeot, porque foi referido noutro local.

Mas reparem no seguinte: será que a KTM vai manter os 1290 (1301cc) na configuração actual? Não terá maior margem de lucro se passar tudo a 2 cilindros paralelos? Não tem existido aumento de binário nas últimas iterações dos 1290.

Na classe das Super-Adventure só há V2, V4 e boxers de 2 cilindros.

O insignificante
Responder
#10

Que eu saiba a ST1200 é 2cil em linha...
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)