Kit de Viagem
#1

Olá Pessoal Amigo!

Sempre que se inicia uma viagem de mota surgem dúvidas sobre o que levar.
A regra é levar só o essencial e não cair na tentação do "se for necessário".

No entanto existem algumas áreas em que o "se for necessário" se torna indispensável, como por exemplo em caso de averías ou uma queda para o lado, aquele kit de ferramentas que trouxemos no caso de "ser necessário" salva-nos de um gasto maior, ou então, aquele kit de primeiros socorros que "se for necessário" nos impede de morrer no caso de cortarmos a mudar uma lâmpada partida.

Deixo aqui uma pequena lista dos essenciais e "se for necessário" que devem sempre viajar em nossa companhia :

Documentos

BI/Passaporte - o passaporte é o supra sumo dos documentos de identificação pessoal, é imperativo tê-lo à mão se pensas em sair do espaço Schengen. Existem países que não te deixam passar se faltarem menos de 6 meses para que este caduque.

Livrete/Registo de Propriedade - é essencial porque convém demonstrar e eliminar qualquer dúvida sobre a propriedade do veículo.

Seguro de Responsabilidade Civil - a carta verde deve estar visível e em bom estado, assim como, dentro da validade.

Manual de Proprietário da Mota - indispensável para um rápido acesso aos elementos da mota, dados técnicos e métodos de desmontagem /montagem.

As Ferramentas são o "se for necessário" mais indispensável que existe. Ao estojo de ferramentas da mota podemos juntar mais algumas que também considero pertinente levar.

Estojo de ferramentas da mota - normalmente as ferramentas contidas no estojo permitem desmontar/montar a mota para que possas reparar a maior parte das averías de pouca exigência técnica que possam surgir.

Fita cola americana (da boa) - resistente aos elementos, à fricção e versátil, esta fita cola é muito boa, por exemplo a adaptar uma chave L num pedal de mudanças. Permite uniões flexíveis mas resistentes.

Abraçadeiras de plástico - leves e fáceis de transportar, são excelentes para amarrar e fixar cabos e plásticos.

Fita isoladora (da boa) - menos resistente mas super flexível, tem a vantagem de assegurar o isolamento e a impermeabilidade.

Arame - 1m de arame de 1mm pode ajudar a criar uma união resistente e duradoura que nos permite seguir viagem.

Alicate de corte - para cortar arame, cabos eléctricos, abraçadeiras de plástico, plástico, etc

Tesoura de Electricista - versátil, pequena e leve.

Lubrificante de Corrente - para quem tem corrente de transmissão.

Kit Anti-Furos - adaptado ao tipo de rodas da mota

Compressor - para as exigências do todo terreno.


Kit de Primeiros Socorros, essencial no caso de uma ferida aberta, desinfectar e deter hemorragias, proteger e isolar feridas de pouca gravidade. Além disso é importante levar um cinto, vital para fazer um torniquete e evitar que um companheiro sangre até à morte.
Não esquecer os medicamentos para as doenças crónicas (alergias, diabetes, cardio vascular, etc), assim como um aprovisionamento necessário para a viagem.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#2

Mais um tópico interessante e sempre útil.
thumbsup
Mas o que é uma tesoura de electricista?


O colete também se insere no conjunto?
E uma lanterna para situações nocturnas, faz parte do "e se for necessário"?
Responder
#3

(20-01-2018 às 11:24)Macavenco Escreveu:  Mais um tópico interessante e sempre útil.
thumbsup
Mas o que é uma tesoura de electricista?


O colete também se insere no conjunto?
E uma lanterna para situações nocturnas, faz parte do "e se for necessário"?

Macavenco pá, tens toda a razão.
Fiz o tutorial de memoria e claro, um gajo esquece-se sempre de algo!

O colete reflector é excelente para sinalizar a nossa presença no caso de avería. EM França, dando-se esse pressuposto é mesmo obrigatório usar.

Uma lanterna faz sempre jeito, mas das que se usam na cabeça, com o devido arnés para deixar livres as mãos.

A tesoura de electricista é uma tesoura de lâminas bicuda e curtas.
No Aki vendem, assim como no Leroy Merlin.

Decidi completar o tópico com fotos assim que este vai estar em obras até ficar devidamente completo.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#4

Eu sei que não mencionaste porque já "obrigatório", mas eu juntava telefone com carga e power bank se não tiver tomada USB na mota.
Não só é imprescindível em casos de emergência como pode ser muito útil com a assistência em viagem, dispensando tudo o resto cool

"Viver a vida não é esperar que a tempestade passe, é aprender a andar à chuva"
Responder
#5

2 cool pá!

Se tiveres um furo e não tiveres kit de reparação de furos não digas ao gajo da assistência em viagem que furaste, caso contrário ele deixa-te a pé....

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#6

Lone pá

Segundo sei, o torniquete ou garrote é considerado um acto médico pelo que não pode ser feito pelo "comum" dos mortais. O que podemos fazer é telefonar para o 112 e exercer pressão sobre o ferimento.

Sempre que um garrote é realizado, existe a necessidade de anotar a hora a que o mesmo foi feito e aliviar o mesmo de x em x minutos e o que acontecia na realidade é que se esqueciam de fazer isso o que levava à perda dos membros afectados.
Estou a vender o peixe que me venderam, nada mais. Mas se estiver incorrecto, corrigam-me por favor.

De resto, acho que se devem complementar os medicamentos com analgésicos (ben-u-ron, aspirina), antipiréticos (brufen), diarreia (ultralevur) - os medicamentos do dia-a-dia.

Kit de luzes - adequado para o veículo em questão
Responder
#7

(20-01-2018 às 14:03)Beavis Escreveu:  Lone pá

Segundo sei, o torniquete ou garrote é considerado um acto médico pelo que não pode ser feito pelo "comum" dos mortais. O que podemos fazer é telefonar para o 112 e exercer pressão sobre o ferimento.

Sempre que um garrote é realizado, existe a necessidade de anotar a hora a que o mesmo foi feito e aliviar o mesmo de x em x minutos e o que acontecia na realidade é que se esqueciam de fazer isso o que levava à perda dos membros afectados.
Estou a vender o peixe que me venderam, nada mais. Mas se estiver incorrecto, corrigam-me por favor.

De resto, acho que se devem complementar os medicamentos com analgésicos (ben-u-ron, aspirina), antipiréticos (brufen), diarreia (ultralevur) - os medicamentos do dia-a-dia.

Kit de luzes - adequado para o veículo em questão


Beavis pá!

Correctíssimo.

Mas no caso de uma amputação por um rail pode significar salvar a vida de uma pessoa.
Os torniquetes ou garrote é uma solução drástica só aplicável no caso de risco de vida.
Deixarias morrer uma pessoa por teres medo de não saberes fazer correctamente essa manobra!?
Eu não!
Eu até era gajo de fazer algum no pescoço de alguém, mesmo sem corte nenhum!
Isso sim....
Aliviando de tempos a tempos! devil

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#8

Lone Pá

Correctissimo, no caso de decepação de um membro, o que disse não se aplica pois já perdeste o mesmo. Já não existe nada a salvar. Mas em casos de corte profundo (e que ainda existe o membro a juzante), não o deves fazer pois podes ser responsabilizado por isso.

E sim, garrotes a pescoços existe a vontade de os fazer a muitos bigsmile, mas neste caso sem os aliviar  devil .
Responder
#9

Alivia de vez em quando pá!

Assim sofre um bocadinho mais! devil

Alivia de vez em quando pá! blink

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#10

Score pessoal: 4 / 16

Epa, falhei o exame de mototurista...!


Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)