Kawasaki H2 SX
#61

Há quem diga do mesmo da GTS1000 da yamaha ou as Tesi da Bimota...a K1 pode parecer uma ave rara atualmente mas na altura era uma montra tecnológica para a BMW.
Se atualmente se olhar para uma Honda NR750 há-de existir alguém que irá dizer "Que coisa estranha...!"
Responder
#62

(08-11-2017 às 19:00)midnightblack Escreveu:  Há quem diga do mesmo da GTS1000 da yamaha ou as Tesi da Bimota...a K1 pode parecer uma ave rara atualmente mas na altura era uma montra tecnológica para a BMW.
Se atualmente se olhar para uma Honda NR750 há-de existir alguém que irá dizer "Que coisa estranha...!"

A GTS foi, é, um exemplo de como se pode fazer algo diferente, simples, efectivo e barato.
A Tesi era tudo o contrario.

A NR sempre será estranha! bigsmile

Voltando ao topico, a H2 lançada em 2015, parecem um bocado estranhas (pelo menos nas fotos) mas a motos tem caracter proprio e esteticamente vao sendo refinadas!
Eu pessoalmente gosto da contundencia das linhas!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#63

ahaha já sabia que te ias picar oh lone mesmo por isso disse aquilo! Confesso me ignorante e nao sei qual a historia da k1 e do seu cunho na evolução tecnológica ou mecânica no motociclismo mas uma coisa sei, a mota é feia para carai! Jasus!  what

Mas olha la uma cena, sendo eu um ignorante, mesmo a pouco tempo li sobre essa gts por curiosidade e falas em barato? Esse mota por ter uma suspensão fora do normal tinha um custo mega caro de produção e mesmo por isso a yamaha nao expandiu esse tipo de suspensao em mais nenhuma mota que eu saiba. Mesmo por isso quando a mota saiu, custava bem caro e tirando essa suspensao ortodoxa nao se destacava em nada das concorrentes da altura. Epá mas corrige-me se tiver errado.
Responder
#64

(08-11-2017 às 19:41)Nfilipe Escreveu:   nao se destacava em nada das concorrentes da altura. Epá mas corrige-me se tiver errado.

Destacava sim, com o desgaste bastante assimétrico do pneu por causa da sua suspensão  bigsmile

Por acaso não comprei uma há uns 4 anos porque o dono não quis trocar os pneus que estavam completamente degradados e gretados antes de me entregar a mota. sad
Responder
#65

Há motos que ficam para sempre.... Por mais que a poeira do tempo passe sobre elas.

E não precisam sequer de ser motos muito tecnológicas ou evoluídas para o seu tempo, como a GTS, a Tesi ou  NR foram.
Por exemplo, uma mota simples, mas que marca uma viragem no panorama motociclístico mundial... A CB750 four.

Concretamente a GTS não se evidenciou unicamente pela célebre e alternativa suspensão frontal. Outra das coisas foi também o peculiar quadro em alumínio em forma de ómega para albergar o Génesis de 4 cilindros. E foi também das primeiras Yamaha a prever um sistema de injecção, um conversor catalítico de gases e travagem ABS... Tudo características totalmente incomuns na grossa maioria das motos existentes na sua época.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#66

Também começo a ser fã acérrimo desta Gama Sport Touring, e tenho andado a constatar que dou por mim a olhar para motos dos anos 90-00’ , o que faz de mim querer reviver aquilo que vocês viveram .
Não tenho desejo de ter algo recente e tecnológico , mas sim algo a carburadores , que já tenham dado que falar e tenham feito muita gente feliz.
Quero saber o que é a essência de ter uma moto com 17 anos .


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk
Responder
#67

(08-11-2017 às 22:36)IgordeMelo Escreveu:  Também começo a ser fã acérrimo desta Gama Sport Touring, e tenho andado a constatar que dou por mim a olhar para motos dos anos 90-00’ , o que faz de mim querer reviver aquilo que vocês viveram .
Não tenho desejo de ter algo recente e tecnológico , mas sim algo a carburadores , que já tenham dado que falar e tenham feito muita gente feliz.
Quero saber o que é a essência de ter uma moto com 17 anos .


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk

Se ainda tens a Seven Fifty, nao só vais viver essa essencia como teras uma mota cheia de tecnologia.
Valvulas de accionamento hidraulico, um motor de 83cv com o mesmo espirito da visa avó que mudou tudo para sempre no que se refere a motos!

Sobre a GTS, ainda a pouco tempo atras aconselhei um amigo a procurar uma como companheira de viagens.
É , possivelmente, das motos da primeira metade da decada de 90, aquela que melhor oferece ao condutor na relaçao qualidade/preço/tecnologia!
Era uma mota super estavel, facil de manobrar em estradas tecnicas, centro de gravidade muito baixo, grande capacidade de carga (tinha de origem as maior malas da categoria 40L), trabava melhor que qualquer Yamaha (pre pinças monobloco), consumia relativamente pouco.
Tinha defeitos?
Claro que sim, o maior era a tipica gulosice por oleo dos motores Genesis, mas o monobraço limitava a brecagem e as medidas das jantes limitam um pouco a escolha de pneus.
Encontrar hoje um exemplar que esteja em bom estado pode ser dificil, mas estas motas nao chegaram até hoje a andar por obra do espirito santo.
O meu irmao teve uma de 93 e aquilo no IP5 era osso duro de roer.
O falecido Alberto Fogueira (Lobo do Asfalto), que em paz descanse tinha uma e eu via-me aflito para o acompanhar....
A mota podia nao ter (aparentemente) nada de especial, mas andava muito bem e como sportourer era , a par com a CBR1000F, o melhor que se fazia na gama de 1L.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#68

Igor...viste a luz.... E desceu em ti a sabedoria...bemvindo ao clube...brevemente, alem de motas velhas, vais dar contigo a olhar para catalogos de ferramentas...

É muito mais interessante uma senhora voluptuosa, que uma anoretica estérica que nem te faz suar...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#69

(08-11-2017 às 22:36)IgordeMelo Escreveu:  Também começo a ser fã acérrimo desta Gama Sport Touring, e tenho andado a constatar que dou por mim a olhar para motos dos anos 90-00’ , o que faz de mim querer reviver aquilo que vocês viveram .
Não tenho desejo de ter algo recente e tecnológico , mas sim algo a carburadores , que já tenham dado que falar e tenham feito muita gente feliz.
Quero saber o que é a essência de ter uma moto com 17 anos .


Enviado do meu iPhone usando o Tapatalk

Alias até acho que é com essas motas que um gajo realmente aprende a conduzir! 

Da outra vez, tava a ler uma revista de motos actual e a ler sobre gadgets que uma tinha e modos de condução para diferentes tipos de contextos, painel de instrumentos quase mais complexo do que programar em pascal em que me pus a pensar para mim! Tao mas agora é preciso andar a configurar a mota para o tipo de percurso? Oh santa paciência.

Já pareço burro velho que nao quer aprender!  lol mas eu quero me sentar me na mota, liga-la e ir dar uma volta sem ter preocupações sobre o modo configuração, assistência para isto aquilo e o outro! 

Nao estou contra a evolução mas pouco falta para haver tanto gadget que pouco mais se faz que acelerar e até ai terá uma assistência qualquer para dosear o poder de aceleração, nao vá alguém cair. De certo que ha muitas coisas que apareceram que fazem muita diferença, oferece muito mais segurança, mais fluidez mas outras tantas acho que sao exageradas. 

Claro que também haverá uma diferença brutal no que toca ao curvar uma de pista dos anos 90 e por exemplo uma de 2010. Nao tenho essa experiência, ainda assim da-me muito mais gosto de olhar para uma mota dos anos 90. São pancas. Ainda bem para mim, a minhas finanças agradecem!  bigsmile
Responder
#70

O pior das motas atuais, a meu ver, é a falsa sensação de segurança que te transmitem. Com tanto gadget e isto e aquilo, não tens sensação de velocidade, do estado real da estrada. Todas as sensações que os teus sentidos de deveriam transmitir estão completamente filtrados pelas ajudas e pelas eletrónicas. A meu ver a malta que cresceu com as motas dos idos 90/00 ganhou essa experiência, acompanhou essa evolução, coisa que hoje em dia muito dificilmente conseguem obter.

Apesar de tudo sou a favor de alguns "acessórios", como por exemplo o Abs, coisa que nenhuma das minhas motas teve, apesar de já ter sentido falta uma vez ou outra.
As embraiagens deslizantes, por exemplo... Naaaaa gosto de sentir o pneu a agarrar a estrada ou até a deslizar um pouco com uma redução mais à bruta...
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)