KAWASAKI H2 2019
#1


  1. [Imagem: kawasaki-h2-2019.jpg]

  2. Quando foi lançada há três anos, a Kawasaki H2 era como uma obra de arte, em simultâneo elegante e agressiva, a debitar uns explosivos 207 CV, mais potência do que qualquer uma das superbikes em competição na época. Claro que as restantes marcas tiveram que reagir e entrar na guerra dos CVs, com a mais recente Ducati V4 a conseguir 215 cv. No entanto a Kawasaki ainda não “atirou a toalha”

  3. [Imagem: 2019-kawasaki-ninja-h2-3.jpg]

  4. E para 2019 decidiram aumentar a potência do motor sobre alimentado da H2 com 998cc para uns incríveis 230 cv, e uns exorbitantes 300 CV para a mais exclusiva H2R. Para além da potência aumentada a pintura é agora auto-regenerativa e monta novas pinças de travão, novos pneus, painel de informação TFT e uma nova App de ligação via Bluetooth.

  5. [Imagem: 2019-kawasaki-ninja-h2-7.jpg]

  6. Nos anos 30 a BMW foi a primeira marca a desenvolver uma moto com motorização sobre-alimentada, que foi batizada como o BMW Type 255 Kompressor, e montava um compressor de aletas deslisantes Zoller fixado na frente do motor boxer DOHC .

  7. Muitas motos com turbocompressor surgiram entretanto, mas a Kawasaki Ninja H2, Carbon e a H2R marcaram definitivamente o início de uma nova era .

  8. [Imagem: 2019-kawasaki-ninja-h2-5.jpg]

  9. Mesmo passados quatro anos desde a sua estreia, ainda é a única moto a sair de fábrica com indução forçada. Co-desenvolvida pela divisão de motos e a divisão aeroespacial da Kawasaki, esta hiper-desportiva “única do mundo” recebe agora um motor ainda mais potente, graças a um novo filtro de ar, uma nova câmara de admissão e novas velas de ignição.

  10. [Imagem: 2019-kawasaki-ninja-h2-6.jpg]

  11. Novos mapas de motor foram programados na ECU, que permitem elevar a potência para os 230 hp. A aceleração da Ninja H2 2019 vai estabelecer novas referências no segmento das hiper-desportivas e elevar ainda mais a fasquia. Surpreendentemente, este novo motor mantém uma eficiência admirável nos consumos, em tudo semelhante aos modelos anteriores, com a ajuda da “tecnologia Balanced Supercharged” que já conhecemos na Ninja H2 SX. Aletas de admissão variável contribuem para alterar o fluxo de ar no turbo compressor. O novo motor é também cerca de 3Kg mais leve que o motor H2 / H2R anterior.

  12. [Imagem: 19zx1002j-205gy2fmec1cg-a-10high-770x433.jpg]

  13. O anterior painel de informação em LCD é agora substituído por um novo TFT que também já vimos na H2 SX SE. O écran tem agora a possibilidade de selecionar quatro modos diferentes de mostrar a informação e inclui ajuste do brilho automaticamente com base na luz ambiente.

  14. A nova App Smartphone Connectivity – um aplicativo que permite o acesso a informações da moto, registos de condução, notificações e configuração, tudo transmitido via Bluetooth.

  15. [Imagem: 2019-kawasaki-ninja-h2-4.jpg]

  16. Se as Kawasaki H2s anteriores tiveram um acabamento com uma solução de íons de prata, formando uma camada de prata pura para dar uma imagem escura e futurista, a versão de 2019 recebe pintura auto-regeneradora que faz desaparecer pequenos risco da superfície apenas com a ajuda de um pouco de calor. Mas há limites pois apenas “permite que certos tipos de arranhões se auto-reparem”, e não aqueles mais profundos feitos por uma moeda ou prego ou chave, como refere a Kawasaki.

  17. [Imagem: 081018side2.jpg]

  18. Os dois discos Brembo semi-flutuantes de 330 mm recebem agora novas pinças dianteiras Brembo Stylema de alta qualidade e vêm equipados com ABS KIBS. Os novos pneus desportivos Bridgestone Battlax RS11 contribuem para melhorar o comportamento das H2 de 2019. Também novo para 2019 são as riscas nas jantes, um novo emblema “Supercharged” com detalhes em vermelho e novos piscas e lâmpada de matrícula de LEDs.

[Imagem: images?q=tbn%3AANd9GcT4XLIkYtQDw11iDiKFM...g&usqp=CAU]


Responder
#2

E o mais importante.... mudar aquela estética estranha??? Não???

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#3

Continuo com a sensação agridoce relativamente a esta mota.

Tanta coisa certa... e tanta coisa errada.


Responder
#4

O escape tb não vai bem com a minha vista.

[Imagem: images?q=tbn%3AANd9GcT4XLIkYtQDw11iDiKFM...g&usqp=CAU]


Responder
#5

O pior mesmo é o preço descabido... ainda por cima para não dar grande avanço a uma zx10r ou equivalente.


Boas curvas! 
Responder
#6

Aqui mais que o aspecto é a máquina em si e as sensações que pode proporcionar. Não é de todo a mota mais bonita, mas quem a experimenta diz maravilhas do motor!

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#7

(14-08-2018 às 09:15)michelfpinto Escreveu:  Aqui mais que o aspecto é a máquina em si e as sensações que pode proporcionar. Não é de todo a mota mais bonita, mas quem a experimenta diz maravilhas do motor!

Não diria tanto maravilhas do motor... mas sim da "ajuda" que aquele motor tem, para conseguir os números que anuncia (não tanto na H2, mas especialmente na versão de pista H2R).

Ainda que continue a achar que o "calcanhar de Aquiles" da Kawasaki actual é a sua estética, acho que nas H2 (sejam as sport, como mesmo nas SX) a coisa peca ainda mais por excesso.
De qualquer modo, não deixa de ser um bom conteúdo, com um péssimo invólucro, que acredito que poderia ser perfeitamente melhorável.

E apesar de adepto do conceito da sobre-alimentação (e achar que o mesmo deveria ser extensível a outras marcas e produtos), jamais compraria uma mota que achasse feia, como é o caso das H2, por melhores prestações que as mesmas tenham.

Olho um pouco para as H2, como olhava para as Busa, em finais de 90. Uma mota estranhíssima, com uma estética muito discutível mas com uns números de impressionar.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#8

(14-08-2018 às 10:04)carlos-kb Escreveu:  Não diria tanto maravilhas do motor... mas sim da "ajuda" que aquele motor tem, para conseguir os números que anuncia (não tanto na H2, mas especialmente na versão de pista H2R).

Não faço distinção como não se faz num carro por exemplo, no fundo o turbo/compressão faz parte do todo. Obviamente que é o que permite os valores que atinge, mas penso que não faz muito sentido separar as coisas.

(14-08-2018 às 10:04)carlos-kb Escreveu:  Ainda que continue a achar que o "calcanhar de Aquiles" da Kawasaki actual é a sua estética, acho que nas H2 (sejam as sport, como mesmo nas SX) a coisa peca ainda mais por excesso.
De qualquer modo, não deixa de ser um bom conteúdo, com um péssimo invólucro, que acredito que poderia ser perfeitamente melhorável.

E apesar de adepto do conceito da sobre-alimentação (e achar que o mesmo deveria ser extensível a outras marcas e produtos), jamais compraria uma mota que achasse feia, como é o caso das H2, por melhores prestações que as mesmas tenham.

Olho um pouco para as H2, como olhava para as Busa, em finais de 90. Uma mota estranhíssima, com uma estética muito discutível mas com uns números de impressionar.

Embora não goste do aspecto desta mota SX não me chateia tanto. Mas o que para uns é feio, para outros é a uma beleza... Senão como se vendiam tantas GS... Por isso prefiro falar da mota em si que referir-me ao seu aspecto.

A Kawasaki no geral segue esta estética agressiva e na H2 para a distinguir penso eu levou o conceito para um novo nível, que realmente não +e o mais apelativo à maioria... Nesse aspecto os Italianos costumam ser mais consensuais... blink

Mas estou ansioso para saber que novas motas vão sair com este motor... E o começarem a reduzir o peso do motor são muito boas noticias, que para mim é um dos grandes problemas da séria H2, o seu peso.

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#9

Carlos-kb, utilizando as palavras de um companheiro que ambos conhecemos, a estética das H2/H2R/H2SX foram desenhadas e aperfeiçoadas através de computador e estudo feito em túnel de vento para garantir a melhor aerodinâmica.
A estética como sabes é algo subjectivo e como dizes, para uns uma maravilha mas para a maioria as acha horrorosa.

MAS nestas motos o que interessa é realmente as sensações que dela podemos retirar e o melhor lugar é estarmos mesmo a pilotá-las e não aqui a debater se é menos ou mais bonita ou se é mais rápida ou mais lenta que uma Ducati paingale v4 speciale e se a H2SX afinal só tem cerca de 170cv e não os 200cv anunciados…
Portanto...estas motos não são feitas para serem comentadas porque se fosse por isso a Kawasaki as teria desenhado e produzido com uma estética bem mais cativante…

resumo:
"a moto é minha, é para eu gostar e estou a cagar-me se não gostas de vê-la… mas consegues vê-la? jurava que tinhas ficado bem para trás… ahhh só a viste quando estava a abastecer e quando estava estacionada/desligada…"
Responder
#10

(14-08-2018 às 10:14)michelfpinto Escreveu:  Não faço distinção como não se faz num carro por exemplo, no fundo o turbo/compressão faz parte do todo. Obviamente que é o que permite os valores que atinge, mas penso que não faz muito sentido separar as coisas.

Mas a questão passa precisamente por aí... ver como se comportaria este motor, na condição de atmosférico?!
E por outro lado, motores atmosféricos que andam por aí, e que já declaram números impressionantes (e até próximos desta H2), como seria, caso adoptassem um sistema de sobre-alimentação?

(14-08-2018 às 10:14)michelfpinto Escreveu:  Senão como se vendiam tantas GS...

O facto de ser moda e se verem tantas e tantas, a coisa acaba a deixar de se estranhar e acaba por se entranhar.
Ainda assim, a linha estilística da GS acaba a ser mais consensual que as H2... e pior... goste-se ou nãao, impõe um estereotipo que muitos outros tentaram seguir, com melhores ou piores resultados.

(14-08-2018 às 10:14)michelfpinto Escreveu:  A Kawasaki no geral segue esta estética agressiva e na H2 para a distinguir penso eu levou o conceito para um novo nível, que realmente não +e o mais apelativo à maioria... Nesse aspecto os Italianos costumam ser mais consensuais... blink

Eu não lhe chamaria agressiva... mas sim, feia. Porque simplesmente é isso que eu acho... que a mota é simplesmente feia. E já vi várias H2 e mesmo H2R ao vivo.
Aliás, na gama actual das superdesportivas, não faltam modelos dotados de agressividade estética... uma R1 ou uma V4, são bons exemplos e no entanto não deixam de me cativar.

(14-08-2018 às 10:31)2low Escreveu:  Carlos-kb, utilizando as palavras de um companheiro que ambos conhecemos, a estética das H2/H2R/H2SX foram desenhadas e aperfeiçoadas através de computador e estudo feito em túnel de vento para garantir a melhor aerodinâmica.

Ainda nem tu sabias o que era andar de mota... e já havia motos a "venderem a ideia" de serem desenhadas em túnel de vento. Um dos exemplos eram as RF... um pouco mais tarde as XX... e logo a seguir as Busa.

Podes desenhar um dos teus edifícios com as melhores ferramentas tecnológicas que tenhas ao dispôr, dotá-lo da melhor eficiência estrutural, construtiva, energética e funcional... mas se do ponto de vista estético, for feio... é feio! E tens bons exemplos disso.

(14-08-2018 às 10:31)2low Escreveu:  A estética como sabes é algo subjectivo e como dizes, para uns uma maravilha mas para a maioria as acha horrorosa.

Já a velha sabedoria popular apregoa desde há muito que "quem feio ama, bonito lhe parece".

(14-08-2018 às 10:31)2low Escreveu:  "a moto é minha, é para eu gostar e estou a cagar-me se não gostas de vê-la…

Da mesma forma como eu me estarei a cagar para o teu gosto. Se a acho feia... para mim é feia e ponto final.
O que no caso das H2 até parece ser uma opinião generalizada.

(14-08-2018 às 10:31)2low Escreveu:  mas consegues vê-la? jurava que tinhas ficado bem para trás… ahhh só a viste quando estava a abastecer e quando estava estacionada/desligada…"

Mas continua a ser feia... E por mais que andes, não deixará de o ser! tong

Faz lembrar aquela anedota de um bêbado e de uma senhora, no autocarro:
Bêbado: - Epa... a senhora é feia.... mas tão feia.... mas tão feia...
Senhora: - Cale-se. E o senhor é um bêbado.
Bêbado: - Pois sou.... mas amanhã já me passou! lol

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)