Kawasaki GPZ500S VS Yamaha XJ600 Diversion
#1

Bom dia,
Acabado de tirar carta de mota classe A, conduzi uma keeway superlight 125 dos meus 16 anos até ao presente. De momento estou à procura de algo com mais cilindrada, encontrei duas hipóteses que me agradaram, mas estou muito indeciso. Uma Kawasaki GPZ500S de 1985 toda original com 38.000km ou uma Yamaha XJ600 Diversion de 90's com 32.000km toda pintada de verde tropa fosco. A nível de estética a kawasaki parece-me melhor estimada e a nível de motor ambas parecem estar bem. A minha dúvida está nos rendimentos, conforto, vantagens/desvantagens, valorização/desvalorização. Espero que consigam ajudar-me! 
Muito obrigado!
Responder
#2

(03-03-2021 às 11:43)WolfBasto Escreveu:  Bom dia,
Acabado de tirar carta de mota classe A, conduzi uma keeway superlight 125 dos meus 16 anos até ao presente. De momento estou à procura de algo com mais cilindrada, encontrei duas hipóteses que me agradaram, mas estou muito indeciso. Uma Kawasaki GPZ500S de 1985 toda original com 38.000km ou uma Yamaha XJ600 Diversion de 90's com 32.000km toda pintada de verde tropa fosco. A nível de estética a kawasaki parece-me melhor estimada e a nível de motor ambas parecem estar bem. A minha dúvida está nos rendimentos, conforto, vantagens/desvantagens, valorização/desvalorização. Espero que consigam ajudar-me! 
Muito obrigado!

As motas são para voltinhas ao fim de semana? tens boas motas para segunda mota e dessas a kawa poderá ser melhor negócio mas desconheço fiablidade.

Não arranjas nada mais recente? o barato sai caro! Podes ter em linha despesas de manutenção/reparação onerosas.

Terás provavelmente mais peças para a yamaha, mas essa pintura verde fosco...já pode esconder betume no depósito ou algo do género.

Que outras opções tens?

Plafond de gasto? não me digas...1500 euros?
Responder
#3

(03-03-2021 às 11:52)midnightblack Escreveu:  
(03-03-2021 às 11:43)WolfBasto Escreveu:  É exactamente esse o plafond. Em relação a motas mais recentes, vê-se algumas coisas, mas não sou muito fã das linhas mais recentes, gosto muito das linhas das gpz ou até da yamaha fj1200 (apesar de esta já ser uma mota muito grande e comprida). Também gosto de motas transformadas em cafe racer mas grande parte tem componentes ou alterações ilegais. Obrigado pela resposta!
Responder
#4

A GPZ é uma sport-tourer de média cilindrada, dos primórdios e feita à imagem da irmã "maior" de 1100cc. Curiosamente simpatizo bastante com ela e tem um excelente motor de meia centena de cv, que foi usado em vários outros modelos.

A Diversion (da qual também existe a versão de 900cc) por seu lado, é um modelo mais comum e com um sentido mais de moto utilitária, com um maior universo de peças... mas apesar de mais potente, pela sua configuração, é um motor mais sensaborão.

Agora, motos com essa idade, é sempre um risco maior, pois apesar de ambas serem na generalidade, fiáveis, há componentes que com o tempo, tendem a acabar a sua vida útil... e a factura das mesmas pode estar a aguardar um comprador.

Se dizes que a GPZ está de origem, possivelmente também inspirará mais confiança... e isso também se reflecte na questão da (des)valorização. Ainda que em motos com mais de duas 2 décadas isso possa ser relativo. Mas não te cinjas apenas a estas duas e procura por mais unidades e modelos. E se por questões de orçamento, terás de te cingir a utilitárias de média cilindrada, a essas podes ainda juntar as CB500, as Bandit600 ou até as GSXF600.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#5

viva, WolfBasto

entre essas 2 opções pessoalmente iria para a Yamaha XJ 600 Diversion S pois tem um motor de 4 cilindros (ao contrário da Kawasaki GPZ 500 S que tem somente 2), apresentando uma maior suavidade e estabilidade de funcionamento; para mais, com refrigeração a ar a manutenção é muito mais económica e tem menos componentes que podem falhar, ao contrário da refrigeração líquida da Kawasaki GPZ 500 S

[Imagem: YAMXJ600-DIVX501.png]

Kawasaki GPZ 500 S Yamaha XJ 600 Diversion S
motor 4T, L2, DOHC, 8 V c/ corrente interna 4T, L4, DOHC, 8 V, c/ corrente interna
cilindrada 498 cc 599 cc
potência 60 cv @ 9 800 rpm 61 cv @ 8 500 rpm
binário 46.1 Nm @ 8 500 rpm 51.4 Nm @ 8 400 rpm
diâmetro x curso 74 x 58 mm 58.5 x 55.7 mm
compressão 10.8:1 10.0:1
injecção 2x carburadores Keihin CVK34 c/ corpos de 34 mm cada 4x carburadores Mikuni BDS28 c/ corpos de 28 mm cada
refrigeração líquida ar
embraiagem multidiscos em banho de óleo c/ accionamento por cabo multidiscos em banho de óleo + accionamento por cabo
transmissão caixa de 6 velocidades + transmissão final por corrente caixa de 6 velocidades + corrente
quadro duplo-berço em aço duplo-berço tubular em aço
suspensão frontal forquilha telescópica 38 mm c/ curso 130 mm forquilha telescópica 38 mm c/ curso de 140 mm
suspensão traseira mono-amortecedor ajustável c/ curso 100 mm + duplo-braço oscilante mono-amortecedor monocross ajustável c/ curso de 110 mm
travões frontais 1 disco ventilado 270 mm c/ 2 pistões 1 disco ventilado 320 mm c/ 2 pistões
travão traseiro 1 disco ventilado 245 mm c/ 1 pistão 1 disco ventilado 245 mm c/ 1 pistão
pneu frontal 110/70 R 17" 110/80 R 17"
pneu traseiro 130/70 R 17" 130/70 R 18"
distância entre eixos 1 435 mm 1 445 mm
comprimento 2 095 mm 2 170 mm
largura 700 mm 770 mm
altura 1 160 mm 1 205 mm
peso a seco 176 kg 195 kg
depósito de combustível 15.9 L 17 L

já tive uma Yamaha XJ 600 Diversion S mas de 2ª geração e era "honesta" nas suas premissas e prestações, não tentando ser algo que não é; já a Kawasaki GPZ 500 S aparenta ser uma mini-desportiva com "alma" Ninja, mas o "pacote" não acompanha a publicidade

agora os espécimens existentes podem variar muito em termos de apresentação, estima e manutenção; portanto há que ter os olhos bem abertos quando fores ver/testar as motos (não olhes somente para os quilómetros que as motos apresentam, pois isso é facilmente adulterável) - tenta procurar motos o mais originais possíveis sem quaisquer alterações (equipamento, pintura, etc.) pois podem esconder acidentes; além de que se tiverem sido alvo de transformações não homologadas irão chumbar nas futuras inspecções obrigatórias a motociclos; e depois és tu quem fica com o ónus

de qualquer forma, quiçá possas esticar um pouco mais o teu orçamento para ir pelo menos até aos € 3 000, onde podes encontrar algumas motos tri/tetracilíndricas de cilindrada média polivalentes, tais como:

- Honda CB 600 F Hornet
- Honda CBR 600 F
- Honda VFR 750
- Honda VFR 800

- Kawasaki ZZR 600

- Suzuki GSX-F 600 Katana
- Suzuki GSX-F 750 Katana

- Triumph Sprint 900

- Yamaha FZS 600 Fazer
- Yamaha XJ 600 Diversion S (2ª geração)

boas curvas & óptimas rectas

BMW R1150 RT 1130cc-95cv + Yamaha FJ 1100 1097cc-125cv
ex-BMW K 100 RT | Yamaha XJ 600 Diversion S | Suzuki GS 500 E | Suzuki GN 125 | Suzuki AYWR 50 Katana
Responder
#6

A gpz parece que tem um problema comum a uns quantos utilizadores que tem a ver com o alternador. Nao sei ao certo qual o ano de producao desse modelo mais problematico, no entanto aconselho alguma pesquisa. Eu sei desse problema, porque tambem cheguei a considerar comprar uma gpz, antes de ter comprado a cb 500.

Se entre esses 2 modelos, qualquer um deles comprares por mil paus ou menos. Ate entendo que nao consigas expandir a tua lista de opcoes. Se algum deles vai ate aos 1300/1400, ja podes adicionar mais opcoes. Como a gs 500 e mesmo cb500. E a cb 500 acaba por ser a melhor opcao, entre essas todas sem grandes duvidas.
Responder
#7

(03-03-2021 às 14:28)vitorino Escreveu:  Obrigado!! Penso só haver um erro na descrição da kawasaki, o travão traseiro não é de disco, o que também seria um ponto negativo...
Responder
#8

(03-03-2021 às 14:33)Nfilipe Escreveu:  Obrigado!! O único problema da gs500 e da cb500 é não gostar da estética que apresentam, o conjunto quadro/depósito não me agrada muito, pessoalmente claro.. 
Responder
#9

estive a ver no olx e tens algumas kawas zzr 600 que entram no teu plafond...

se ponderares a xj600 escolhe uma que não tenha pinturas inventadas...

uma suzuki dr650 ou xt600 (trail) também são boas opções...a Honda NTV650 também tem um belo motor.
Responder
#10

A zzr é boa opção, a dr 650 e xt já vao por outros valores a nao ser que estejam em estados lastimáveis. E a Ntv é muito parecida com a cb 500 em termos de estéticos, logo se nao gosta da cb 500 também nao vai gostar da ntv.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)