Ir á praia de mota
#41

(19-05-2015 às 18:18)dfelix Escreveu:  ...
MAS TENS MONTANHA E NEVE, c******!!!!!!!!!!!

Boas;
Mas como só muito raramente vou à praia de moto, prefiro ter uma postura descontraída e não pensar muito em certas coisas. Se assim não for, mais vale desistir da ideia e ficar em casa com receio de que algo pode acontecer.
Na Serra corro o risco de partir o focinho com força e o material perde-se na mesma. E se só for material posso me considerar um gajo com sorte.
Responder
#42

(19-05-2015 às 17:17)Johnny_1056 Escreveu:  Como não tenho praia ao pé, não tenho problemas desse tipo. confused
Para ir dar um mergulho ao rio, há imensas ocasiões em que até dá para entrar na água de moto. lol

Mas província não quer dizer necessariamente interior.

Se o problema são as praias, olha que há excelentes praias fluviais, que de várias formas envergonham muitas outras praias marítimas. Os meus pais, por exemplo moram bem próximo a uma que é considerada das mais interessantes praias fluviais do país, e uma das poucas a ostentar o estatuto de bandeira azul... e que tu, como bom beirão, deves conhecer, que é a praia fluvial do Mondego em Aldeia Viçosa, entre Celorico da Beira e a Guarda. No Verão adoro lá ir passar um dia.
Ainda nesta voltinha do passado domingo, estivémos também numa outra bonita praia fluvial, na Lousã.
E quanto ao andar de moto.... na água, mesmo aqui na "minha província" a 20 kms de Lisboa, tenho a possibilidade de, caso queira, dar umas gazadas em moto de água... em pleno Tejo. lol

E o que não faltam, são zonas de características bem provincianas, e bem perto de Lisboa e do mar.... Basta subir, como o Rod diz ali à chamada zona saloia.... Por exemplo, vais à Póvoa da Galega, ali próximo da Malveira, e parece que estás no mais profundo Portugal! bigsmile lol

Tomara eu poder morar e trabalhar num local mais pequeno (e não desisti ainda dessa ideia). Muitas vezes olho à sede do Concelho, aonde os meus pais moram, que é Fornos de Algodres, como uma grande mais valia em termos profissionais, por exemplo. O trabalho lá, na minha área é certamente menos.... mas também terei pouca concorrência, dá para me estabelecer de forma barata, e ir criando uma carteira de clientes e um nome. Deixar de vez a confusão, o stress.... e se quero confusão, uma qualquer Auto-estrada, em pouco tempo e em menos de meia centena de kms, mete-me numa qualquer cidade mais movimentada. É uma aposta que ainda estarei disposto a fazer.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#43

(19-05-2015 às 22:05)carlos-kb Escreveu:  ...
Mas província não quer dizer necessariamente interior.

Se o problema são as praias, olha que há excelentes praias fluviais, que de várias formas envergonham muitas outras praias marítimas. Os meus pais, por exemplo moram bem próximo a uma que é considerada das mais interessantes praias fluviais do país, e uma das poucas a ostentar o estatuto de bandeira azul... e que tu, como bom beirão, deves conhecer, que é a praia fluvial do Mondego em Aldeia Viçosa, entre Celorico da Beira e a Guarda. No Verão adoro lá ir passar um dia.
Ainda nesta voltinha do passado domingo,  estivémos também numa outra bonita praia fluvial, na Lousã.
E quanto ao andar de moto.... na água, mesmo aqui na "minha província" a 20 kms de Lisboa, tenho a possibilidade de, caso queira, dar umas gazadas em moto de água... em pleno Tejo.  lol

E o que não faltam, são zonas de características bem provincianas, e bem perto de Lisboa e do mar.... Basta subir, como o Rod diz ali à chamada zona saloia.... Por exemplo, vais à Póvoa da Galega, ali próximo da Malveira, e parece que estás no mais profundo Portugal!  bigsmile   lol

Tomara eu poder morar e trabalhar num local mais pequeno (e não desisti ainda dessa ideia). Muitas vezes olho à sede do Concelho, aonde os meus pais moram, que é Fornos de Algodres, como uma grande mais valia em termos profissionais, por exemplo. O trabalho lá, na minha área é certamente menos.... mas também terei pouca concorrência, dá para me estabelecer de forma barata, e ir criando uma carteira de clientes e um nome. Deixar de vez a confusão, o stress.... e se quero confusão, uma qualquer Auto-estrada, em pouco tempo e em menos de meia centena de kms, mete-me numa qualquer cidade mais movimentada. É uma aposta que ainda estarei disposto a fazer.

Boas;
Claro que não precisas de vir para o Interior para chegar à província. Foi exactamente por esse motivo que fiquei ligado à zona onde vives.
Aldeia Viçosa?? Conheço perfeitamente e vou lá regularmente, nem que seja só para beber uma água e fazer as curvas da E.N. 16. Tenho lá alguns bons amigos.
Vê se te lembras de avisar quando vieres à zona!! blink
Responder
#44

(19-05-2015 às 19:08)Johnny_1056 Escreveu:  Na Serra corro o risco de partir o focinho com força e o material perde-se na mesma. E se só for material posso me considerar um gajo com sorte.

Pois é...
A serra realmente é extremamente aborrecida, sobretudo no verão...

[Imagem: manteigas2_zpszpkplruh.jpg]

Não se faz nada...
Estou totalmente solidário contigo! lol

(19-05-2015 às 22:05)carlos-kb Escreveu:  Por exemplo, vais à Póvoa da Galega, ali próximo da Malveira, e parece que estás no mais profundo Portugal!  

Hey!!! A Póvoa da Galega é uma metrópole! bigsmile
Responder
#45

(20-05-2015 às 11:04)dfelix Escreveu:  Hey!!! A Póvoa da Galega é uma metrópole!  bigsmile

lol Eheheheheh..... esta teve "maldade"!  bigsmile

Mas come-se bem lá....

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#46

(19-05-2015 às 11:06)dfelix Escreveu:  
(18-05-2015 às 22:36)7pires Escreveu:  quando tive cbr nova de 2002a2005 nunca dormiu um dia na rua, ficou sempre dentro de casa

[Imagem: ef87e564f4b2b2ff7bf0b19eb517ffebd88ad2c0...314256.jpg]

(19-05-2015 às 03:51)Lusitanian Escreveu:  Sim sei disso, mas podem roubar só por acharem que é um "motão", ou que é muito bonita e pimba.
(...)
E quem é que pensa em roubar uma mota economica, com acabamentos modestos, sem qualquer valor em comparação com outras? É o mercado das peças...

Lá se vai a teoria de que podem roubar só por acharem que é um "motão"...
Quem rouba motos sabe perfeitamente o que quer!
disapointed

que mau feitio bro

Load ""
Responder
#47

(20-05-2015 às 11:04)dfelix Escreveu:  
(19-05-2015 às 19:08)Johnny_1056 Escreveu:  Na Serra corro o risco de partir o focinho com força e o material perde-se na mesma. E se só for material posso me considerar um gajo com sorte.

Pois é...
A serra realmente é extremamente aborrecida, sobretudo no verão...

[Imagem: manteigas2_zpszpkplruh.jpg]

Não se faz nada...
Estou totalmente solidário contigo!  lol

Boas;
Também já tens as recomendações do que fazer quando visitares a zona.
Responder
#48

Felix, costumas ir para a (autointitulada) "capital nacional do parapente".... Linhares da Beira?

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#49

(20-05-2015 às 12:54)Johnny_1056 Escreveu:  Também já tens as recomendações do que fazer quando visitares a zona.

Não faltará muito para que aconteça! thumbsup

(20-05-2015 às 13:06)carlos-kb Escreveu:  Felix, costumas ir para a (autointitulada) "capital nacional do parapente".... Linhares da Beira?

Sim, durante o verão quando não é possível voar no litoral.  thumbsup
Responder
#50

(20-05-2015 às 14:07)dfelix Escreveu:  
(20-05-2015 às 13:06)carlos-kb Escreveu:  Felix, costumas ir para a (autointitulada) "capital nacional do parapente".... Linhares da Beira?
Sim, durante o verão quando não é possível voar no litoral.  thumbsup

Conheço bem.... mas "terrenamente"!
Lá das alturas deve dar para ver muito bem a aldeola aonde moram os meus pais. Até porque Linhares fica precisamente no Vale do Mondego, na margem ocidental.... e todo o concelho de Fornos se situa exactamente em frente, na outra vertente do vale (margem oriental).

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)