Informação de Emergência para Motociclistas
#1

Olá pessoal.

Lembrei-me de criar este tópico para partilharmos algumas ideias sobre a forma como podemos ter "à mão" informação útil numa situação de emergência, enquanto circulamos.

Em 2013 foi criada uma iniciativa apoiada pelo INEM, denominada cartão de emergência do motociclista. Este cartão é algo que qualquer pessoa pode imprimir em casa e que deverá ser preenchido com informação relevante sobre o motociclista, para depois ser colocado entre o forro e a calota do capacete. A sua existência deve ser assinalada no exterior do capacete com um pequeno autocolante, para que em caso de emergência o INEM possa facilmente saber que pode obter essa informação.

[Imagem: 20130117104406965865.jpg&WM_WIDTH=500&WM_HEIGHT=324]

Não obstante as vantagens que o cartão de emergência representa, não é muito prático. Quanto mais não seja porque tem de se remover o capacete da cabeça do motociclista para chegar ao cartão. Recentemente vi algo que torna tudo mais fácil. Chama-se Silincode e é um QR code que se pode colocar sob a forma de um pequeno autocolante no capacete. Também está disponível sob a forma de pulseiras de silicone e desportivas. Tem a desvantagem de a produção do autocolante com o QR code ter um custo associado (cá em Portugal por exemplo, está à venda por 15 euros na Maxymotos...). Mas considerando que hoje em dia qualquer pessoa tem um smartphone, a leitura dos dados relevantes é simplificada e o objetivo alcançado.

[Imagem: stocktina3.jpg]

Dêem as vossas preferências, opiniões ou ideias sobre qual é (ou poderia ser) o melhor sistema para este fim.
Responder
#2

Chip, como os cães.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#3

Ainda ontem vi um casaco que tinha uma bolsinha com um qrcode com essa informação. Parece-me uma boa ideia.

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#4

se o chip for a borla, tudo bem... lol
afinal os cães não pagam pelo deles.

[Imagem: Qfzl0I1.png]
Responder
#5

(19-06-2016 às 18:25)rruella Escreveu:  se o chip for a borla, tudo bem... lol
afinal os cães não pagam pelo deles.

Paga o dono! blink

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#6

Eu não sei mas ando sempre com a minha carteira, acho que tem lá todas as informações possíveis necessárias..
Responder
#7

(20-06-2016 às 09:41)Cloud Escreveu:  Eu não sei mas ando sempre com a minha carteira, acho que tem lá todas as informações possíveis necessárias..

É um ponto de vista.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#8

Epá a ideia do chip até pode ser bonita, mas seria colocado onde? Num braço? E se o braço desaparecer? thumbsdown
Responder
#9

(20-06-2016 às 10:07)OFFICER Escreveu:  Epá a ideia do chip até pode ser bonita, mas seria colocado onde? Num braço? E se o braço desaparecer?  thumbsdown

Se é por aí...na cabeça...porque se desaparecer...bom é sinal que já não faz muita falta.
Responder
#10

(20-06-2016 às 09:41)Cloud Escreveu:  Eu não sei mas ando sempre com a minha carteira, acho que tem lá todas as informações possíveis necessárias..

Em determinada altura, há uns anos valentes atrás, também surgiu uma recomendação que era colocar a referência ao tipo sanguíneo no telemóvel. Também é uma possibilidade.
Resta saber se, hoje em dia, em relação a qualquer uma destas (carteira + telemóvel), alguém vai lá procurar a ver se encontra esse tipo de informação.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)