Hypermotard
#21

Agradeço a todos as opiniões mas nao vou avancar para nenhuma dás Hypermotard.

Testei hoje a 1100 e apesar de ter um torque absurdo não senti confortável na mota, tem uma posição de condução esquisita.

Quanto à 821, não senti confiança, e também achei a mota muito seca, dura.

Fiquei desiludi comigo mesmo, criei expectativas mas infelizmente a Hypermotard não é mota para mim.

Amanhã vou tentar experimentar uma superduke 990 de 2011, mas desta vez sem expetativas exageradas.

Não conheço nada da KTM, apenas sei que tem 22000km, pneus novos e todas as revisão feitas na marca

A ver se é desta que junto uma naked na garagem.
Responder
#22

(04-08-2021 às 09:28)marco.clara Escreveu:  Concordo que a capacidade do depósito não devia ser um "show stopper" por si só se a mota for mesmo aquilo que queremos. Mas... não é um aspeto assim tão pouco relevante.

Não é preciso ser um estradista "bunda de aço" para sentir a falta de autonomia numa mota com uma capacidade de depósito de 12,5 litros.

Eu sei do que falo, já que a minha F900R tem um depósito de 13 litros e nas voltinhas que faço em grupo, normalmente sou dos que andam "à rasca" quando se chega aos 200 kms rodados com um depósito, e começo a olhar para a berma da estrada à procura de uma bomba para abastecer. Com frequência tenho chegado às bombas com o indicador de autonomia restante nos 0 kms ou lá perto...

Agora, como tudo, e considerando que estamos num país pequeno em que estamos a meia dúzia de kms de tudo e bombas de combustível não faltam, é uma questão de hábito e de não arriscar tanto chegar ao limite da capacidade no que diz respeito ao momento de abastecer.

6.5 L/100KM ?? Andas a dar-lhe muito forte. A F900R é das naked médias mais comedidas em consumo. Numa Street ou numa MT09 farias 150 km.

O insignificante
Responder
#23

A Hypermotard, pelo menos a 1100, apesar de ter um banco estofado com gel e cenas, tem uma posição de condução que não é para ser confortável, é para andar "ao ataque" numa estrada de serra.

A 990 que vais ver não conheço bem, mas conheço muito bem a Super Duke 1290, e essa consegues fazer um Lés-a-Lés nela - facilmente!!! É só comprar o banco de conforto.

E é uma BESTA completamente diferente. Se pudesse ter duas motos, essa seria a segunda na minha garagem. Cada vez que pego numa, tenho 17 anos outra vez!!!!

E desiludido porquê??? Antes esclarecido que arrependido!

Boa sorte!
Responder
#24

Deixar o V2 Sucati para adoptar o V2 KTM é a evolução natural de um motociclista, eu passei por ela bigsmile

[Imagem: 3a28d74fcda810d6526bb56e69702394.jpg]
Responder
#25

(06-08-2021 às 11:04)Liquid_Fire Escreveu:  Deixar o V2 Sucati para adoptar o V2 KTM é a evolução natural de um motociclista, eu passei por ela bigsmile

Só posso concordar contigo... esse érealmente o caminho natural até chegar ao L4 duma suzette...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#26

(06-08-2021 às 13:45)nelsonajm Escreveu:  
(06-08-2021 às 11:04)Liquid_Fire Escreveu:  Deixar o V2 Sucati para adoptar o V2 KTM é a evolução natural de um motociclista, eu passei por ela bigsmile

Só posso concordar contigo... esse érealmente o caminho natural até chegar ao L4 duma suzette...

Ja que falamos de V2. E o V2 da suzette que tiveste? A suzuki TL, tiveste uma nao foi Nelson? Conta coisas! Lol devia ser um motor bastante interessante.
Responder
#27

(06-08-2021 às 21:15)Nfilipe Escreveu:  
(06-08-2021 às 13:45)nelsonajm Escreveu:  
(06-08-2021 às 11:04)Liquid_Fire Escreveu:  Deixar o V2 Sucati para adoptar o V2 KTM é a evolução natural de um motociclista, eu passei por ela bigsmile

Só posso concordar contigo... esse érealmente o caminho natural até chegar ao L4 duma suzette...

Ja que falamos de V2. E o V2 da suzette que tiveste? A suzuki TL, tiveste uma nao foi Nelson? Conta coisas! Lol devia ser um motor bastante interessante.

O Nelson acabou por vender todas aas motas que teve com dois escapes porque não conseguuia determinar por qual dos escapes deitava mais fumo! devil

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#28

(06-08-2021 às 21:15)Nfilipe Escreveu:  
(06-08-2021 às 13:45)nelsonajm Escreveu:  
(06-08-2021 às 11:04)Liquid_Fire Escreveu:  Deixar o V2 Sucati para adoptar o V2 KTM é a evolução natural de um motociclista, eu passei por ela bigsmile

Só posso concordar contigo... esse érealmente o caminho natural até chegar ao L4 duma suzette...

Ja que falamos de V2. E o V2 da suzette que tiveste? A suzuki TL, tiveste uma nao foi Nelson? Conta coisas! Lol devia ser um motor bastante interessante.
Esse motor na Vstrom 1050 está fraquinho. lol

V
Responder
#29

Com o avanço tecnológico e com as limitações das normas euros, e tendo em conta também que é uma mota diferente da Suzuki TL\R que tem um quadro diferente e com um propósito diferente. As Tl/R que iniciaram produção no finais dos anos 90, apesar de o motor ter a mesma base de certo tem uma configuração completamente diferente, e sendo assim uma performance completamente distinta, desde a saída das suas jurássicas antecessoras! lol
Responder
#30

A TLS, para terem uma ideia, era uma 1000 125cv, e uns 180kg a seco... Isto em 1997... Era uma moto sempre cheia de pulmão... Mesmo até ao fim... Até parecia que aquilo tinha muito mais para dar....
So dava vontade de fazer asneiras com aquilo... Tal não era a forma como subia de regime....
Curvava belíssima mente... Falavam mal da suspensão traseira... Eu na realidade nunca senti nada de anormal...
Grande parte das tampas do motor por exemplo, eram de um material compósito, não eram de metal, o motor estava bem desenhado, com muita sofisticação...
Para mim, que tenho 184cm, mesmo assim, era uma moto comprida, ia muito esticado, não gostava muito daquela posição...
A TLR... Era outro campeonato... Era uma máquina que de fábrica vinha já muito bem prepara para competir, e tinha ainda uma vasta gama de níveis de preparação para competição....
Comparando-a com a Ducati que tenho, era uma moto polida, suave, a Ducati é muito mais rude, e com arestas muito mal polidas... Embora tenha um encanto diferente.

Estas v2 de litro dos idos 90... Davam raptadas a qualquer ducati da época... Eram bem superiores, tecnicamente, qualitativamente e muito mais fiáveis... Os italianos... Davam 100 a zero quando se falava em design

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)