GPS OU SMARTPHONE
#11

(30-05-2019 às 16:17)LoneRider Escreveu:  
(30-05-2019 às 15:49)Jfcmoreira Escreveu:  
(30-05-2019 às 15:42)dfelix Escreveu:  Nos dias de hoje não vejo grande vantagem em ter um GPS dedicado.
A generalidade dos que existem a preços atractivos têm actualizações pouco frequentes dos mapas e não dispõem de quaisquer informações de tráfego em tempo real. E os que têm são tão ou mais caros que um smartphone.
Além de que é mais uma coisa para na chegada ao destino e guardar tirar da moto e pesar na mochila.
Tal como há a probabilidade de se precisar dele num dia que ficou em casa.

Já o smartphone é aquela coisa que anda sempre no bolso.
O único problema poderá ser a autonomia. Mas nada que não se resolva com uma puxada da bateria para uma tomada usb. Algo que cada vez mais até já vem de série.
A maioria das aplicações até funciona offline, pelo que o consumo de dados só será problema para quem pretenda usufruir das informações em tempo real.

O problema que eu vejo é que a fazer uma viagem de 5 horas no verão a levar com calor, ele se desligue ou comece a dar problemas

Bingo!

Ficar apeado no meio de uma cidade como Nápoles as 3 da tarde em Julho sem saber em que direção seguir porque o telemóvel atingiu a temperatura crítica e mandou-te lamber a cona de um boi é no mínimo frustrante.
Atender uma chamada que te chega e ficar sem o ecrã do GPS para teres referencias é outra treta, o mesmo para os SMS, WhatsApp, Telegram e Messenger (tudo aplicações que servem para fazer precisamente o mesmo mas que os teus amigos não se põem de acordo em utilizar todos a mesma)....

Ter um GPS para viagens ocasionais é um investimento quase capricho.
Se viajas com frequência ou tens que ir a uma cidade que não conheces numa viagem de trabalho (ou outro assunto qualquer) o GPS é uma plus valia.
Além disso, o meu GPS pode perfeitamente ficar na mota que para ser vítima de roubo tem que forçar muito.
É óbvio que não pernoita na mota, até porque convém ver no GPS a rota do dia seguinte, mas já ficou várias vezes nos centros comerciais agarrado a moto. Também paguei bem pelo sistema que tenho... (no pain, no gain)

Assim de repente, se me fizessem essa pergunta....

GPS....



....e depois de refletir um bom bocado....




GPS! V

Pois é isso, eu tenho la para casa este gps que é dos primordios na navegação xD
[Imagem: 51WY1vSNGqL._SX355_.jpg]

Vou tentar encontrar o cartão de memoria para ver se ele esta a funcionar. para depois tomar a decisão de comprar um ou usar o telemovel

CBF600SA
______________________

[Imagem: hmcSPs3.jpg]
Responder
#12

Atenção com esses Tom Tom antigos. Parece que a 6 de abril deste ano uma limitação no GPS faz com que GPS mais antigos possam deixar de funcionar.

Vide aqui: https://www.tomtom.com/pt_pt/updates/

Diz qualquer coisa como:
Citar:VERIFIQUE O ESTADO DO SEU EQUIPAMENTO DE NAVEGAÇÃO
O seu equipamento de navegação orientou-o sempre que precisou e agora está na altura de retribuir o favor.
A 6 de abril de 2019, o evento GPS Week Number Rollover (Reposição do número de semanas do GPS) poderá afetar o seu equipamento de navegação. Ligue o seu equipamento de navegação ao computador para verificar se tem a versão mais recente do software.´ Se ainda não tiver o MyDrive Connect nem o TomTom HOME no computador, estamos aqui para o orientar ao longos dos próximos passos. Para começar, introduza o seu número de série abaixo.
Responder
#13

(30-05-2019 às 16:44)cconst Escreveu:  Atenção com esses Tom Tom antigos. Parece que a 6 de abril deste ano uma limitação no GPS faz com que GPS mais antigos possam deixar de funcionar.

Vide aqui: https://www.tomtom.com/pt_pt/updates/

Diz qualquer coisa como:
Citar:VERIFIQUE O ESTADO DO SEU EQUIPAMENTO DE NAVEGAÇÃO
O seu equipamento de navegação orientou-o sempre que precisou e agora está na altura de retribuir o favor.
A 6 de abril de 2019, o evento GPS Week Number Rollover (Reposição do número de semanas do GPS) poderá afetar o seu equipamento de navegação. Ligue o seu equipamento de navegação ao computador para verificar se tem a versão mais recente do software.´ Se ainda não tiver o MyDrive Connect nem o TomTom HOME no computador, estamos aqui para o orientar ao longos dos próximos passos. Para começar, introduza o seu número de série abaixo.

Hmm ok obrigado eu vou verificar então

CBF600SA
______________________

[Imagem: hmcSPs3.jpg]
Responder
#14

Por norma, e como não faço viagens grandes e para sítios "desconhecidos" com uma regularidade tão grande, quando tinha a BMW sempre me ia safando com um GPS de automóvel, da Garmin.

[Imagem: KqPYHMi.png]

Comprei um suporte e bolsa universal e servia adequadamente o intuito básico (obter ao momento as direcções e rotas pretendidas). Tinha apenas os inconvenientes de estar dependente da duração da bateria (que inicialmente durava até 4 horas) e de não conseguir ouvir o som (indicações sonoras).
Cheguei de igual forma a usar esta bolsa também com o smartphone, como navegador.

Andei até para comprar uma ficha USB específica para ligar directamente a uma slot livre no CanBus da mota, mas entretanto acabei a vender a mota e até entreguei o suporte / bolsa com a mota, ao novo dono.

Com a VFR, ando também para ver que tipos de suporte compatíveis existem, de preferência que dê igualmente para usar ambos os aparelhos (GPS e/ou smartphodas).
Entretanto vou metendo outras prioridades na frente, e como também o viajar de mota desde há 1 ano e pouco se tem tornado mais escasso, a questão do GPS vai ficando.

(Ainda e por norma, me faça sempre acompanhar do velhinho mapa em papel, dentro da bolsa de deposito... o tal mapa que já serviu para traçar umas quantas RIM).

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#15

(30-05-2019 às 15:49)Jfcmoreira Escreveu:  
(30-05-2019 às 15:42)dfelix Escreveu:  Nos dias de hoje não vejo grande vantagem em ter um GPS dedicado.
A generalidade dos que existem a preços atractivos têm actualizações pouco frequentes dos mapas e não dispõem de quaisquer informações de tráfego em tempo real. E os que têm são tão ou mais caros que um smartphone.
Além de que é mais uma coisa para na chegada ao destino e guardar tirar da moto e pesar na mochila.
Tal como há a probabilidade de se precisar dele num dia que ficou em casa.

Já o smartphone é aquela coisa que anda sempre no bolso.
O único problema poderá ser a autonomia. Mas nada que não se resolva com uma puxada da bateria para uma tomada usb. Algo que cada vez mais até já vem de série.
A maioria das aplicações até funciona offline, pelo que o consumo de dados só será problema para quem pretenda usufruir das informações em tempo real.

O problema que eu vejo é que a fazer uma viagem de 5 horas no verão a levar com calor, ele se desligue ou comece a dar problemas

Sim, é bastante comum durante o verão se andares muito com ele que aqueça tanto que se acabe por desligar. Mas muitas vezes também não é necessário ir sempre com indicações, é usar quando realmente necessário e o resto ir seguindo as direcções para a próxima cidade/vida.

Vê a cima de tudo que tenhas mapas actualizados, pois caso contrário muitas vezes nas cidades é muito pior que não ter nada.

Quanto ao GMaps, de todas as que posso usar é de longe a pior aplicação...

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#16

(30-05-2019 às 17:51)michelfpinto Escreveu:  Sim, é bastante comum durante o verão se andares muito com ele que aqueça tanto que se acabe por desligar.

Há apps de navegação que desligam o ecrã quando não estão a ser dadas indicações e voltam automaticamente a activar o ecrã antes da indicação seguinte. Bastante útil para prevenir maior desgaste da bateria e sobreaquecimento.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#17

Também é uma opção obviamente! blink Eu uso com frequência mas tento não ser dependente da navegação.

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#18

(30-05-2019 às 15:49)Jfcmoreira Escreveu:  O problema que eu vejo é que a fazer uma viagem de 5 horas no verão a levar com calor, ele se desligue ou comece a dar problemas

Nunca me aconteceu.
Embora nunca usei durante tantas horas seguidas.
Até porque acabo por só sentir necessidade de GPS quando faço percursos em que me dá jeito o waze (por causa dos radares) ou quando preciso de encontrar ruas que não conheço dentro de cidade.
E nessas condições de cidade, pico do verão e com paragens recorrentes em semáforos não é muito difícil levar maiores escaldões do que em andamento.

Mas... recordaste-me que no tópico das RAM Mounts há quem se tenha queixado disso.
Só que o smartphone viaja embalado nas bolsinhas baratas que além de estanques têm um plástico que a torna numa estufa.

Já tive uma e sem grandes queixas.
Mas... poderá a ter ver com os telemóveis também serem mais ou menos propícios a aquecer.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#19

Ja fui de ferias para a zona centro e norte do pais, em que usei durante uma semana toda precisamente esse tom tom one. E nao tenho razoes de queixa. Mas nao se compara a um google maps por exemplo num smartphone. Acho bem melhor. Mas ainda assim vais ver que se a viagem durar 5h nao precisas de ter o gps ou smartphone ligado esse tempo td. Por vezes apanhas estradas que é sempre em frente mais de 50km. Nessas alturas desligava smp e tornava a ligar mais tarde quando precisava.
Responder
#20

Eu as últimas e já com o intercomunicador e por causa da questão do aquecimento até costuma ir no bolso do casaco, ecrã desligado mas navegação activa e as indicações por voz para o intercomunicador.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)