Gasolina low-cost
#1

ouvi na tv sobre a obrigatoriedade das estações de serviço terem pelo menos uma bomba low-cost.
espero que com a finalidade de desmoralizar não aldrabem contribuindo para tal.
faltar sei que será sempre uma das desculpas, claro que com fiscalização esta parte ficaria resolvida, digo eu.

[Imagem: Qfzl0I1.png]
Responder
#2

pior que dizerem que não ter e depois ter , é venderam low cost ao preço de normal , Em Setúbal, tem uma Galp de um lado da estrada e a Galp Base ( suposta Lowcost) do lado oposto da estrada, e à uns anos fizeram uns testes à gasolina de ambas , e disseram que não poderiam afirmar por não ser dos mesmos depósitos e ter uma série de variantes , mas que para ai mais de 90% segundo testes quimicos diriam que era a mesma gasolina vendida nos dois lados.
Responder
#3

Aldrabarem nao acho que vá acontecer, corria logo mal e depois começavam a perder em todos os aspectos, ha sempre gente que abastece no mesmo sitio e guardam os taloes todos, assim que alguem provasse uma avaria por causa do combustivel e isso acabava quando fizessem testes nao anunciados ao combustivel.

É capaz de ser tudo igual menos o preço e os aditivos. E talvez alguns carburadores se queixem. Eu é sempre low-cost para o dia a dia.

....... :grin: .......
Responder
#4

Eu low-cost não gosto, pois já tive várias experiências que provaram que não são o mesmo. A ultima que tive foi por no Jumbo de Carnaxide o depósito cheio (levou sensivelmente 15/16lts) e fez 260kms a andar bem na reserva.... No depósito seguinte pus 10lts na Cepsa e fiz 210kms a andar bem na reserva também. De forma muito groceira com a do jumbo andei mais 50kms gastando mais 5 a 6lts... Tive um andamento semelhante ao de sempre, além de que um depósito em média só entra em reserva aos 320kms.
Responder
#5

Era muito interessante um estudo independente e a sério em laboratorio completamente imparcial.

....... :grin: .......
Responder
#6

(11-12-2014 às 09:21)FulioJaria Escreveu:  Era muito interessante um estudo independente e a sério em laboratorio completamente imparcial.


Sim, era sem dúvida... Mas até lá, a minha experiência mostrou-me que existe diferença e não só em termos de rendimento... A rede energia na minha experiência está mais próxima das ditas "premium".
Responder
#7

Eu quero acreditar que é tudo o mesmo! Aliás, já existem estudos e experiências laboratoriais de entidades supostamente idóneas e imparciais.

No entanto....

Na mota, como meto 98 (mais cara), lá vou alternando entre Repsol e Jumbo, e não noto diferenças significativas, nem em consumos, nem em comportamento... aliás, a diferença é mesmo na hora de pagar, em que a diferença na 98, entre Jumbo e as "premium" chega a 21 cêntimos / litro. Noto sim diferença da 95 para a 98, o que num motor como o meu, com uma taxa de compressão alta (12.0:1), é capaz de ser benéfico.

Já no carro (diesel), deve ser mais esquisito... possivelmente pelo FAP. Quando meto diesel normal de hiper/supermercado, e se lhe der um "apertão" em AE (+ 140 Km/h), acende a luz amarela de anomalia (que acaba por apagar ao final de umas horas) e no painel aparece logo o aviso "anomalia - verifique".
As primeiras duas vezes fui à oficina ver o que se passava, e depois de ligarem o carro à máquina, deu como resultado algo do tipo "anomalia fugidia - excesso de emissões". Ainda me disseram que poderia ser coisa motivada por gásoleo que tivesse produzido emissões em demasia ou mais "poluentes". Entretanto já voltou a acender mais umas quantas vezes, e julgo que será mesmo derivado do gasóleo. Mas como passado algum tempo, apaga, nem noto falta ou quebras de potência, nunca mais me preocupei.
Mas no diesel, abasteço normalmente na Repsol de Alverca, pois tem desconto toda a semana de 6 cêntimos, ao qual acrescento o desconto do cartão da Seguro Directo, perfazendo 11 cents, de desconto total. Como a diferença no diesel, para os hiper é quase sempre de 10 cents., acaba por compensar ainda abastecer na Repsol.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#8

Convido-vos a ver por exemplo a PRIO. Têm um TOP Diesel e um Diesel, supostamente o Top diesel será o premium deles. Por curiosidade fui consultar as fichas técnicas que têm dos dois combustiveis. E são exactamente iguais...

http://www.prioenergy.com/produtos-e-ser...bustiveis/

http://www.prioenergy.com/ficheiros/loja...14_zod.pdf

http://www.prioenergy.com/ficheiros/loja...14_tzc.pdf

No caso das gasolinas S\chumbo 95 e Top gasolina 95 acontece exactamente o mesmo. A S\chumbo 98 é necessariamente diferente da 95.
Responder
#9

Se os low cost estragassem, o carro da minha mulher já tinha ido para o lixo. Em 15 anos e 11 meses de vida, meteu mais de 90% das vezes nas ditas low-cost. Desde que estou com ela, nem me lembro de o carro abastecer numa gasolineira "tradicional" e continua a rolar sem piar.
Responder
#10

(11-12-2014 às 12:28)quatropiscas Escreveu:  Se os low cost estragassem, o carro da minha mulher já tinha ido para o lixo. Em 15 anos e 11 meses de vida, meteu mais de 90% das vezes nas ditas low-cost. Desde que estou com ela, nem me lembro de o carro abastecer numa gasolineira "tradicional" e continua a rolar sem piar.

É bem verdade!
O GPunto "gasosas" da minha mulher SÓ abastece em low cost (Jumbo, Intermarchè, Prio, etc.).... tem quase 85 mil kms!

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)