Fuelly
#71

(04-08-2015 às 12:11)nelsonajm Escreveu:  8 litros é muita fruta... essa moto não pode gastar isso quando usada em estrada ou auto estrada.... em circuito a coisa é outra... mas em nacionais e AE isso não pode acontecer...

Algo se passa com ela...

Eu é que me passo com ela...

Em caso de dúvida, acelere...
Responder
#72

(04-08-2015 às 13:52)Furras Escreveu:  
(04-08-2015 às 12:11)nelsonajm Escreveu:  8 litros é muita fruta... essa moto não pode gastar isso quando usada em estrada ou auto estrada.... em circuito a coisa é outra... mas em nacionais e AE isso não pode acontecer...

Algo se passa com ela...

Eu é que me passo com ela...

É pá Furras 8l não é nada!
A tua mota conhece a Maria das Curvas de certeza!
Devem ter estado ja varias vezes no MAA (Motas Alcoolicas Anonimas). A minha Maria das Curvas tem uma media global de 7l porque eu a castiguei e não vou alem das 4000 rpm nas 4 primeiras mudanças.
Mesmo assim, medias de 8l e 8,5l é mato!

Agora a serio.
Para alem da possibilidade de estar desadinada eu aconselhava que revesses a tua forma de conduzir.
Quero com isto dizer que a forma de conduzir pode contribuir muito para os consumos da coisa.
Uma dica!
Paras em muitos semaforos?
Desliga a mota e é garantido menos uma ou duas décimas na media.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#73

(04-08-2015 às 18:09)LoneRider Escreveu:  
(04-08-2015 às 13:52)Furras Escreveu:  
(04-08-2015 às 12:11)nelsonajm Escreveu:  8 litros é muita fruta... essa moto não pode gastar isso quando usada em estrada ou auto estrada.... em circuito a coisa é outra... mas em nacionais e AE isso não pode acontecer...

Algo se passa com ela...

Eu é que me passo com ela...

É pá Furras 8l não é nada!
A tua mota conhece a Maria das Curvas de certeza!
Devem ter estado ja varias vezes no MAA (Motas Alcoolicas Anonimas). A minha Maria das Curvas tem uma media global de 7l porque eu a castiguei e não vou alem das 4000 rpm nas 4 primeiras mudanças.
Mesmo assim, medias de 8l e 8,5l é mato!

Agora a serio.
Para alem da possibilidade de estar desadinada eu aconselhava que revesses a tua forma de conduzir.
Quero com isto dizer que a forma de conduzir pode contribuir muito para os consumos da coisa.
Uma dica!
Paras em muitos semaforos?
Desliga a mota e é garantido menos uma ou duas décimas na media.

Acredito que esteja um pouco desafinada, está a fazer 36000km o manual manda afinar válvulas aos 40000km...
Os escapes "livres" também devem ajudar a aumentar os consumos... (não sei se tem mais alguma alteração que não seja visível, tipo repro)...
Relativamente há minha condução, mais contido só se entrar em hypermiling extremo...

Em caso de dúvida, acelere...
Responder
#74

É pá podia deixar-te por aqui mais umas dicas sobre eco condução que eu nunca utilizei nas motas porque gosto de queimar gasolina!

Uma delas é o aproveitamento das inercias.
Houve uma altura em que em cidade a Dulcinea fazia os ultimos 20m antes dos semforos ao relanto e em neutro.
As saidas das autovias igual, chegava a fazer mais de 500m assim.
O resultado viu-se e as medias baicaram um litro, chegando mesmo a fazer 2l baixos por cada centena de km.

Sobre as valvulas....
Não acredito que seja isso.
Acredito mais que seja admissão como os niveis de CO ou uma mostura muito vitaminada.
Esses escapes nao ajudam nada assim como a temperatura da mota parece-me baixa. Os motores modernos gostam de trabalhar quentes o que ajuda a uma melhor combustão. Normalmente os sistemas de gestão do motor tendem a enriquecer a mistura tendo em conta factores como a humidade do ar, a temperatura do ar, a pressão do mesmo na caixa do filtro e a temperatura do motor. Ora se o motor trabalha a uma temperatura que não é a ideal pode haver uma má gestão do mesmo.
Tenta descubrir quantos sensores tem o sistema e tenta verficar visualmente se estão todos.
Por exemplo, no sistema de escape deve haver a famosa sonda lambda que mede o CO, dentro da caixa de ar deve haver outro e por aí fora.
Se te falta algum pode ser que venha daí o problema. Se estão todos falta verificar se estão a trabalhar com os parametros de origem ou correctos.
Por fim, contacta com os aprilianos que conheças para que te recomendem um mecanico que trabalhe bem as Aprilias e põe-te em contacto com ele!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#75

(04-08-2015 às 18:09)LoneRider Escreveu:  A tua mota conhece a Maria das Curvas de certeza!
Devem ter estado ja varias vezes no MAA (Motas Alcoolicas Anonimas). A minha Maria das Curvas tem uma media global de 7l porque eu a castiguei e não vou alem das 4000 rpm nas 4 primeiras mudanças.
Mesmo assim, medias de 8l e 8,5l é mato!

Tendo em conta o motor que tem e de onde deriva.... ah pois! proud
Tive um "boss" (não confundir com uma Boss lol ), que se queixava de por vezes a sua XX carburada mandar-se para cima dos 10 aos 100 (sim, lts./Km) bigsmile !

Partilhando a X11 um propulsor equivalente, é natural que seja também e sim, uma verdadeira gasólica. smile

(05-08-2015 às 09:53)LoneRider Escreveu:  Por exemplo, no sistema de escape deve haver a famosa sonda lambda que mede o CO, dentro da caixa de ar deve haver outro e por aí fora.

A sonda lambda não mede CO (monóxido de carbono), mas sim o nível de O2 (oxigénio), para, entre outros dados obtidos por outras variáveis, regular a qualidade e quantidade da mistura combustível.
Mas sim.... é verdade que problemas na sonda lambda podem-se traduzir num incremento notório ao nível dos consumos. smile

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#76

(05-08-2015 às 10:44)carlos-kb Escreveu:  
(04-08-2015 às 18:09)LoneRider Escreveu:  A tua mota conhece a Maria das Curvas de certeza!
Devem ter estado ja varias vezes no MAA (Motas Alcoolicas Anonimas). A minha Maria das Curvas tem uma media global de 7l porque eu a castiguei e não vou alem das 4000 rpm nas 4 primeiras mudanças.
Mesmo assim, medias de 8l e 8,5l é mato!

Tendo em conta o motor que tem e de onde deriva.... ah pois!  proud
Tive um "boss" (não confundir com uma Boss  lol ), que se queixava de por vezes a sua XX carburada mandar-se para cima dos 10 aos 100 (sim, lts./Km)  bigsmile !

Partilhando a X11 um propulsor equivalente, é natural que seja também e sim, uma verdadeira gasólica. smile

(05-08-2015 às 09:53)LoneRider Escreveu:  Por exemplo, no sistema de escape deve haver a famosa sonda lambda que mede o CO, dentro da caixa de ar deve haver outro e por aí fora.

A sonda lambda não mede CO (monóxido de carbono), mas sim o nível de O2 (oxigénio), para, entre outros dados obtidos por outras variáveis, regular a qualidade e quantidade da mistura combustível.
Mas sim.... é verdade que problemas na sonda lambda podem-se traduzir num incremento notório ao nível dos consumos.  smile

A Maria das Curvas dentro do Inferno, a pleno pulmão, fez quase 12l.
E não é que gaja gostou?


A falha tecnica do CO invalida o meu raciocínio? mad


E, já agora....













Obrigado pela correcção! thumbsup

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#77

(05-08-2015 às 10:57)LoneRider Escreveu:  A falha tecnica do CO invalida o meu raciocínio?  mad
E, já agora....
Obrigado pela correcção!  thumbsup

Não foi propriamente uma correcção, mas mais um "acerto".
Farias o mesmo se eu viesse dizer, por exemplo, que um odómetro mede graus celsius! blink

Quanto ao teu raciocínio.... completamente válido e correctíssimo, daí eu ter referido «Mas sim.... é verdade que problemas na sonda lambda podem-se traduzir num incremento notório ao nível dos consumos.».

Não querendo no entanto dizer que a "gulodice" da SL1000 seja isso.... pois pode advir de imensas variáveis. smile

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#78

(05-08-2015 às 09:53)LoneRider Escreveu:  Uma delas é o aproveitamento das inercias.
Houve uma altura em que em cidade a Dulcinea fazia os ultimos 20m antes dos semforos ao relanto e em neutro.
As saidas das autovias igual, chegava a fazer mais de 500m assim.
O resultado viu-se e as medias baicaram um litro, chegando mesmo a fazer 2l baixos por cada centena de km.

Não enganes o rapaz, pá!  lol

As medias baixaram porque provavelmente andavas com uma condução mais contida na altura.
Esse procedimento que referes não é suposto ser mais económico...a não ser que desligues mesmo o motor!  blink

Um motor em neutro consome combustivel para se manter em funcionamento ao ralenti.
Já enquanto embalada se a mantiveres engatada... é suposto o combustivel cortar quando largas o punho. Nas injecções electrónicas é mesmo suposto injectar ZERO nessa condição.

(05-08-2015 às 09:53)LoneRider Escreveu:  Normalmente os sistemas de gestão do motor tendem a enriquecer a mistura tendo em conta factores como a humidade do ar, a temperatura do ar, a pressão do mesmo na caixa do filtro e a temperatura do motor.  Ora se o motor trabalha a uma temperatura que não é a ideal pode haver uma má gestão do mesmo.

A ideia de alterar a riqueza da mistura consoante humidade (ou querias dizer densidade?), temperatura e etc é tudo menos má gestão!
Ao adaptar a mistura às condições do momento, estás a aumenta a eficiência!

Repara,
Se tens muita humidade no ar, significa que o ar é menos denso. Uma parte do considerável do volume que deveria ser ocupado por oxigénio passou a ser ocupado água (vapor). Logo, a EFI é suposto empobrecer a mistura.

A ideia que enriquecer a mistura é a cura para todos os males só se aplica ao diesel.  smile


(05-08-2015 às 10:44)carlos-kb Escreveu:  Mas sim.... é verdade que problemas na sonda lambda podem-se traduzir num incremento notório ao nível dos consumos.  smile

Mais ou menos...
Acredito que nestas ultimas gerações de EFI a lambda já tenha uma maior influencia na gestão do combustivel a injectar.
Mas na esmagadora maioria das motos que há no mercado, ela serve sobretudo para disparar o AIS (air induction system).

[Imagem: forsale019.jpg]

Basicamente uma gadget que os construtores recorreram para baixar as emissões.
A ideia é injectar ar fresco nos colectores para que os gases sejam totalmente queimados e posteriormente procesados no catalizador.

Esta é uma das razões porque as motos hoje em dia tendem a fazer o que chamamos de "pipocas" nas desacelarações mais agressivas...

E o que não falta por aí é malta a eliminar este sistema, tal como a lambda.
Porém, é preciso fazer um bypass da mesma para que não acenda a luz de erro da EFI.






Quanto á Falco, apesar o consumo acima do expectável mas não tão exagerado como fazem querer parecer.
Acredito que possa ser apenas por ter levado escapes de rendimento sem que fosse afinada para o efeito.
Responder
#79

(05-08-2015 às 11:42)dfelix Escreveu:  
(05-08-2015 às 10:44)carlos-kb Escreveu:  Mas sim.... é verdade que problemas na sonda lambda podem-se traduzir num incremento notório ao nível dos consumos.  smile
Mais ou menos...

Não é mais ou menos.... é mesmo! A não ser que se esteja a "tapar o sol com a peneira".
Um dos sintomas de falhas na sonda lambda, podem ser precisamente consumos exagerados, entre outros sintomas, (percas de potência, "poços" na aceleração, etc.)

Poderia pesquisar "n" exemplos pela net afora.... mas chagam-me o exemplos reais e práticos que tenho conhecimento, entre pessoas próximas.

A ser anomalia na sonda, não sei é se a Falco se queixaria, através da luz avisadora (se é que a tem).

Mas foi uma das hipóteses, entre muitas outras, para consumos altos, que pode ter razão de ser.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#80

oftopic

minha rica dax, com 8€ fazia mais de 200km tong

Load ""
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)