Ficheiro velocidade/rotações
#11

(20-05-2016 às 19:07)cabs Escreveu:  
(20-05-2016 às 18:23)carlos-kb Escreveu:  Cabs... preciso de uma sugestão.... como é que faço no caso da transmissão da minha, em relação ao nº de dentes?
Como sabes, a minha não tem nem pinhão de ataque nem cremalheira.... E o número de dentes das polias do motor e da roda acabam possivelmente for não se ajustar ás variáveis que contemplaste nas fórmulas de cálculo.  smile

Depende. Se a correia for trapezoidal e funcionar por atrito será a relação de diâmetros, que deveria ser afectada por um factor de escorregamento. Se a correia é dentada e as polias tem dentes onde ela encaixa, em teoria é a mesma coisa das transmissões por corrente.

Cabs.... a correia da minha mota é dentada. Mas coloquei a questão, primeiro pelo dimensionamento dos dentes de ambas as polias, que em comparação com um vulgar pinhão e cremalheira, é muito menor (não sei se isso irá interferir nas variáveis de cálculo).

E depois também pelo diâmetro bem maior da polia da roda, quando comparada com uma cremalheira. A polia de eixo secundário, pela sua vez, aparenta ser mais aproximada ao tamanho de um pinhão de ataque, ainda que com muitos mais dentes, e também estes de muito menor dimensão.

[Imagem: 2006-bmw-f-800-st-13_600x0w.jpg]


(20-05-2016 às 19:07)cabs Escreveu:  O melhor é veres se no manual (ou noutro sitio) se encontras a relação final e substituis directamente no campo a verde. (Por acaso tenho ideia de ja ter feito estas contas para a F800GT e vi essa relação algures na net, mas não me lembro onde  disapointed No manual acho que não estava.)

Isso eu tenho. Para além de que está descrito no manual do proprietário, e tenho também o manual técnico dela. Não é assim difícil obter esses dados.
A transmissão da GT parece ser exactamente a mesma (a olho nú) que a ST. Mas só vendo mais em pormenor. De qualquer modo, não sei se existirão discrepâncias sobre os valores das relações da caixa. É que elas acabam por ter valores de binário e potência algo diferentes (por exemplo, a GT discrimina mais 5 cv de potência máxima, em relação à ST).

Outra coisa que me lembrei, foi usar como base a transmissão secundária da R, dado já ser de corrente e tudo o resto ser muito idêntico à ST.

Amanhã quando tiver um tempinho já testo na folha de cálculo.... quer com os dados da ST, como da R.

Outra questão (de leigo nestas matérias).... nestes dados não deverias ter em conta também a variável "peso"?

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#12

(20-05-2016 às 23:21)carlos-kb Escreveu:  Outra questão (de leigo nestas matérias).... nestes dados não deverias ter em conta também a variável "peso"?

Não, porque isto é a velocidade real teórica, que é uma coisa que só depende do diâmetro e da velocidade de rotação da roda traseira, que por sua vez só depende da rotação do motor afectada pelas relações entre a roda e a cambota.
Ou seja não depende de mais nenhum factor externo.

Pegando no exemplo do nelson (que ja está aqui no tópico), se a marreca dele dá 208.8km/h as 8000rpm em 5ª, a não ser que haja deslizamento da roda traseira ele às 8000rpm em 5 vai sempre aquela velocidade necessariamente, quer vá sozinho ou leve um elefante à pendura.
O que pode acontecer é com mais peso ela não consiga atingir as 8000 rpm em 5ª e por isso não dar os tais 208,8...

Por exemplo a minha cbf 125 com pendura não andava tanto, mas era porque não chegava lá. Se ela conseguisse chegar ao redline em quinta com esse peso, dava na mesma os cerca de 125-130km/h, mas nem comigo sozinho chegava, a não ser a descer e com vento a favor lol

No fundo a coisa funciona como um relógio, uma volta dos ponteiros dos minutos (60) equivale sempre a uma hora...

-----------------------------------------------------------
Quanto ao resto, se tem dentes mais pequenos não é relevante, nem é relevante as dimensões, mas sim as dimensões relativas.
Para efeitos de calculo é indiferente teres um cremalheira com 80 dentes e um pinhão com 20, ou teres 40 dentes com 10.
No caso das polias é igual, na duvida podes usar a relação de diâmetros primitivos das polias (zona onde encosta a correia sensivelmente).

Blog com fotos de passeios de mota em: http://naosougajodefazerblogs.blogspot.pt/
Cumprimentos "V"!
--Cláudio A. B. Silva--
Responder
#13

[Imagem: mariazinha.jpg]

Muito similar, com diferenças mesmo muito ligeiras provavelmente causadas por arredondamentos nas casas decimais, a estes:

[Imagem: mariazinha_2.jpg]

Que se obtêm aqui:

Gearing Commander

onde fui buscar alguns dos dados técnicos que não vêm no Manual do Utilizador. (Owner's Manual em "Caroçês"  devil  blink )

Bom trabalho!  thumbsup  blink

[Imagem: wrong-bike.jpg]
Responder
#14

Cabs.... realmente..... esquece a pergunta parva. Facilmente percebi o porquê da variável peso não entrar. Quanto muito com mais peso, não atinge determinado regime de rotação, que se traduz em velocidade menor. Mas como esta resulta das variáveis relações da caixa / relação final da transmissão / dimensões da roda / regime de rotação, o seu resultado final acaba por variar em função apenas destes. Diminuindo a rotação (que aí sim pode derivar do peso), vamos então ter a consequente redução da velocidade final. Dahhhhhh.....  lol

Ora bem.... aqui fica a minha tabela. A dificuldade foi conseguir encontrar a relação final de transmissão, mas que consegui pelo nº de dentes (que desconhecia) de cada polia. Lá fui vasculhar no manual técnico e encontrei.... Sendo assim, na minha mota tenho 80 dentes na polia da roda e 34 dentes na polia do eixo secundário = a relação final de transmissão de 2,35294 (e diferente daquele que tinhas indicado para a GT de 2.6). Até fiquei a saber que a correia é de 173 dentes.

Entretanto, e visto que a minha tem o red-line às 8500 rpm com marcação do tacómetro até às 10 mil, fiz uma ligeira "alteração" na tua tabela, para conseguir perceber até onde vai cada velocidade e as que já se encontram no "vermelho".

[Imagem: IuOezwd.png]

E pelo que vejo dos dados obtidos, mesmo pelas velocidades mais elevadas de que aproximei, realmente não deve fugir muito a estes resultados. Quer isto dizer que até "cortar", em 6ª, irei sensivelmente a 230 Km/h reais.  thumbsup

Obrigado! bigsmile

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#15

Nem a descer por um penhasco!!!!
Então isso nem três cilindros tem!!!
Vais com sorte se chegares aos 200...

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#16

Folha de cálculo meio aborrecida para a malta das rr's devil devil devil devil devil devil


Responder
#17

(22-05-2016 às 01:21)vindaloo Escreveu:  Folha de cálculo meio aborrecida para a malta das rr's devil devil devil devil devil devil

Por só ir as 13000? É só selecionar essa coluna e arrastar pelo canto inferior direito para a direita.
Só não está para mais porque ainda não me interessei por nenhuma mota que fizesse mais que isso...até para cima das 9000-10000 já é raro. :blush:

Sent from my GT-S7500 using Tapatalk 2

Blog com fotos de passeios de mota em: http://naosougajodefazerblogs.blogspot.pt/
Cumprimentos "V"!
--Cláudio A. B. Silva--
Responder
#18

(21-05-2016 às 23:14)LoneRider Escreveu:  Nem a descer por um penhasco!!!!
Então isso nem três cilindros tem!!!
Vais com sorte se chegares aos 200...

Acredita  que irias ter uma enorme surpresa... ai ias..... ias! E já  foi comprovado por muita gente aqui do fórum!!!!! lol



Só já não brinco é quando mete R1's a duzentos e cinquent... bigsmile


Erhhhhh... mas toda a gente sabe que eu nunca passo dos 120 kbs/h, Right? shy

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#19

[Imagem: cYodJgI.png]

Os valores que aparecem segundo este site estão muito próximos dos testados por mim... Digamos que descobri que quando pensei ter atingido os 273 kms/h (segundo o computador de bordo) pouco teria passado dos 265 porque ia ás 9500 rpm +/- e também não vou saber se o erro aumenta porque a mota não dá mais lol (só a descer com o vento a favor etc etc etc lol).

Mas já agora, a título de informação, o regime confortável (tendo em conta a minha reduzida altura, 170 cm) para fazer uma boa tirada de kms (500 / 700) é entre as 5.000 rpm e as 6500 rpm. Neste regime em 6a o consumo ronda os 6.3 lts /100 kms, e a protecção aerodinâmica permite não ficarmos com o pescoço a doer, e o pendura consegue ver a paisagem smile.

...
Responder
#20

O Broly tinha uma ferramenta deste género no site dele...
A apresentação era fantástica, mas penso que já não está online e faz parte agora dum pack de ferramentas que comercializa.
disapointed

(25-05-2016 às 10:12)jpsimoes Escreveu:  Os valores que aparecem segundo este site estão muito próximos dos testados por mim... Digamos que descobri que quando pensei ter atingido os 273 kms/h (segundo o computador de bordo) pouco teria passado dos 265 porque ia ás 9500 rpm +/- e também não vou saber se o erro aumenta porque a mota não dá mais lol


As Triumph são bastante honestas no que diz respeito ao indicado no velocímetro.
Por isso nas conversas de café costuma ser as mais lentas!  lol

Isto é foto do top speed registado na S3 que tive...

[Imagem: bikepics-2060465-800.jpg]

Que bate certo com o calculado nessas ferramentas.

Momento Kodak:

Nos tempos do antigo Motonline lá me conseguiram convencer a fazer uma curta passagem na concentração de Alverca antes de ir para o ponto de encontro n' "O Francês".
Então quando decidimos bazar dali, já que a outra moto era a ZX10 dum mítico elemento desse fórum... a Speed foi espremida e deu tudo o que tinha a dar naquela A1/IP1...

Quando chegámos ao destino, o comentário foi que fez boa parte do percurso a 280 colado a mim... lol
Certo... como se a speed desse isso!

Espero que 10 anos depois os velocímetros da kawasaki estejam menos mentirosos.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)