Estacionamento Motociclos
#71

22-02-2017

A Câmara do Porto vai alterar os preços dos parques de estacionamento municipais, fomentando a sua utilização por parte de moradores e comerciantes que verão as avenças reduzidas. Os motociclos vão deixar de pagar e os carros elétricos terão descontos. No Silo Auto a redução da avença de morador baixa de 75 para 30 euros.

Estas medidas e outras medidas relacionadas com os parques de estacionamento municipais no Porto serão sujeitas a votação na próxima quarta-feira, em reunião de executivo. Visam fomentar a utilização dos parques por moradores e comerciantes, deixando a via pública para a rotação e estacionamento ocasional. Promover a utilização de meios suaves de transporte e veículos elétricos é outro dos objetivos da autarquia.

No conjunto de medidas a aprovar, inclui-se o ajuste dos preços praticadas no universo dos parques municipais, de acordo com a sua localização e características.

Assim, quanto ao estacionamento de rotação, o parque da Trindade mantém os preços existentes ao público. O Parque da Alfândega terá um aumento de 38% no preço de estacionamento 24 horas, verificando-se aumentos nas primeiras 3 horas e em todo o período nocturno por forma a equilibrar a tarifa de rotação com os preços praticados nas zonas de estacionamento de duração limitada.

No Parque de Duque de Loulé, haverá um acréscimo de 11% no preço 24 horas, que resulta exclusivamente de um aumento dos preços noturnos de 0,15€ para 0,20€. O Parque dos Caminhos do Romântico baixará de preço em 29% a partir da 2.ª hora de estacionamento.

Em todos estes parques, o estacionamento passa a ser gratuito para motociclos, ciclomotores e bicicletas.

Diário Porto.pt
Responder
#72

Juntando a isto o projeto experimental de utilização das vias Bus por parte de motociclos é de louvar.

Em Lisboa, mesmo sem haver esse projeto, já há muito tempo que os motociclistas usam a via do Bus, embora sempre sujeitos aos Segismundos ou Segisnandos que possam aparecer.
Responder
#73

(24-02-2017 às 20:01)Rod Escreveu:  Juntando a isto o projeto experimental de utilização das vias Bus por parte de motociclos é de louvar.

Em Lisboa, mesmo sem haver esse projeto, já há muito tempo que os motociclistas usam a via do Bus, embora sempre sujeitos aos Segismundos ou Segisnandos que possam aparecer.

No caso das vias de BUS já há projecto piloto a decorrer em Lisboa também. Já há algumas Avenidas\Ruas de Lisboa com permissão de circulação de motociclos na via para BUS. Uma delas é a Avenida de Berna, sei que há mais, mas não me recordo agora quais. Acredito que seja para generalizar, já que pelos vistos a experiência vingou no Porto e em Lisboa não há relatos de problemas até ver.
Responder
#74

Desconhecia, infelizmente há muito tempo que já não vou para o centro de Lisboa, seja de mota ou outro meio qualquer.
Era de esperar que desse bons resultados.
Responder
#75

(24-02-2017 às 20:27)Rod Escreveu:  Desconhecia, infelizmente há muito tempo que já não vou para o centro de Lisboa, seja de mota ou outro meio qualquer.
Era de esperar que desse bons resultados.

Ir ao centro de Lisboa de carro ou mesmo mota não tem muito de agradável... E agora com as obras "acabadas" (o conceito de acabado realmente é muito amplo, tipo o irrevogável...) um pouco melhor, mas até agora era um caos...

Em Lisboa existem algumas sim, ainda à dias passei por uma nem sei onde já. Eu uso com frequência, e espero que a policia não chateia até ser em todas. bigsmile

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#76

A minha atividade laboral implica muitas deslocações ao centro de Lisboa, seja de mota ou de carro.
Por isso o infelizmente há muito tempo não voi ao centro de Lisboa sad
Responder
#77

(24-02-2017 às 22:35)Rod Escreveu:  A minha atividade laboral implica muitas deslocações ao centro de Lisboa, seja de mota ou de carro.
Por isso o infelizmente há muito tempo não voi ao centro de Lisboa sad

Ok, ai é outra conversa... Não sabia desse pormenor especificamente.

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#78

(25-02-2017 às 02:16)michelfpinto Escreveu:  
(24-02-2017 às 22:35)Rod Escreveu:  A minha atividade laboral implica muitas deslocações ao centro de Lisboa, seja de mota ou de carro.
Por isso o infelizmente há muito tempo não voi ao centro de Lisboa sad

Ok, ai é outra conversa... Não sabia desse pormenor especificamente.

Espero em breve voltar ao "normal" , ainda esperam dois ou três meses de fisioterapia.
Responder
#79

(19-11-2015 às 13:23)Diogo Soares Escreveu:  Achei este tópico fixe e, de forma a "ressuscitá-lo" decidi criar um MAPA no google, acessível e editável para todos.

Já coloquei os que conheço ali na baixa. Apenas um tenho a certeza que é reservado a motociclos e coloquei isso na descrição. Os outros não sei, mas costumam ter motos.

A ideia agora é o pessoal contribuir com os que souber e daqui a uns tempos pode ser que isto se torne útil.

Como se inserem novos locais de estacionamento no mapa? Fiz várias tentativas e ainda não consegui.

Obrigado
Responder
#80

A propósito deste tópico questionei a EMEL referente ao estacionamento para motociclos.

Passados sei lá....2 meses, chega a resposta: 


" Em resposta ao pedido que V.Exa nos dirigiu e que mereceu a nossa melhor atenção, vimos informar que as motas não pagam nos parques de estacionamento geridos pela EMEL uma vez que não consta no regulamento.

 
Nas zonas de estacionamento de duração limitada, as motas não pagam estacionamento. No entanto devem estacionar nos locais sinalizados para o efeito (Parque de Motas).
 
 
Com os melhores cumprimentos,
Fátima Vaz  "




Espero que ajude bigsmile

[Imagem: images?q=tbn%3AANd9GcT4XLIkYtQDw11iDiKFM...g&usqp=CAU]


Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)