Espírito Motard
#51

Mas ainda melhor é quando usam o singular e lhe chamam o "téni".
Culturas...

[Imagem: zD43YvL.jpg]
Responder
#52

(13-02-2015 às 18:32)dfelix Escreveu:  ...
Se fizerem pendant com o tal dainese aos zig zag's que tantas saudades te deixou...
bigsmile
...

Saudades desses tempos... E nem imaginas as discussões que já havia relacionadas com este tema! lol
Responder
#53

Boas

Aqui encontro muitos com este belo modelo de bota de segurança classe S3 (biqueira e palmilha em aço)...tudo o resto é para os fracos cool

[Imagem: 4yIUmma.jpg?1][/img]
Responder
#54

(10-02-2015 às 12:44)quatropiscas Escreveu:  
(10-02-2015 às 11:45)tarasofia Escreveu:  Eu não tenho o hábito de cumprimentar os condutores de outros motociclos com que me cruzo, mas quando o outro toma a iniciativa, retribuo.

Sinceramente, eu gosto de motas, muito mesmo, mas não sinto qualquer necessidade de frequentar meios relacionados com motociclismo, sejam eles provas ou concentrações. Também nunca me passou pela cabeça pertencer a um mc. A coisa mais positiva que retiro dos ajuntamentos de motociclos é poder «babar-me» a olhar para as motas dos outros.

Gosto de motas, conduzir uma mota dá-me um gozo do caraças, não sinto a necessidade de pertencer a uma «matilha», nem aprecio o elitismo (que embora muitos neguem) existe no meio... ferros só rolam com ferros, plásticos com plásticos, motorrads com motorrads...
Gosto de passear com amigos, que tenham mota, não me interessa que tipos de mota são, ou a cilindrada. Sair com outras motas é pelo convívio com os amigos ( felizmente parece que a maioria dos utilizadores aqui também tem esta visão smile )


Eu não tenho espirito motard

Tens mesmo que vir aos nossos passeios! Aqui o elitismo é de tal forma, que até o Officer já veio a um encontro com a única moto 4 a gasóleo que já vi na vida (não me lembro bem do nome do modelo, mas acho que era qualquer coisa como Opel Vectra  lol ).

EDIT: Aqui está ele  lol :

[Imagem: IMG_6831.jpg]

Foi neste passeio: http://motonliners.pt/showthread.php?tid=2


Rod, mas olha que não foi um caso isolado e nem tão pouco o original! A primeira foto postada pelo KB foi tirada do interior de uma também moto 4 a diesel, conhecida como fã fumoooo! Lolol

Motas velhas é no que dá

E olha que ainda assim, não fosse o stress de ir enlatado, ir agarrado ao volante mas a roer-me por dentro por ter a mota na box vale bem a pena pelo convívio saudável e camaragem que a malta transmite! thumbsup
Responder
#55

Alguém que me corrija, mas tinha ideia que biqueira de aço em mota é má ideia, pela possibilidade de a compressão da biqueira nos esmagar os dedos. As botas de motociclismo que vejo à venda (e as que comprei) são todas em pele e mais reforçadas na zona dos dedos, mas sem aço.
Responder
#56

(16-02-2015 às 15:57)quatropiscas Escreveu:  Alguém que me corrija, mas tinha ideia que biqueira de aço em mota é má ideia, pela possibilidade de a compressão da biqueira nos esmagar os dedos. As botas de motociclismo que vejo à venda (e as que comprei) são todas em pele e mais reforçadas na zona dos dedos, mas sem aço.

Não sei se é por isso. Até porque teoricamente a biqueira em aço aguenta uma carga muito considerável...
Responder
#57

(11-02-2015 às 15:02)rZm Escreveu:  Para mim, pior que o elitismo das bmw é o das ducatis..

E então se falarmos nos preços absurdos que pedem por elas em Portugal em segunda-mão, concordo plenamente!

Em Itália há delas aos pontapés, e a preços bem acessíveis. O pessoal lá anda de Ducati porque gosta, porque é bom e acessível, e porque é produto nacional, pela mesma razão que por cá se comprava muitas motorizadas casal.

E o meu avô é um orgulhoso proprietário de uma Casal com o primeiro motor casal feito em Aveiro bigsmile
Responder
#58

(16-02-2015 às 16:10)devil_lips63 Escreveu:  Em Itália há delas aos pontapés, e a preços bem acessíveis. O pessoal lá anda de Ducati porque gosta, porque é bom e acessível, e porque é produto nacional, pela mesma razão que por cá se comprava muitas motorizadas casal.

Vivo no país errado, estou a ver lol
Normalmente associo mais Itália a scooters

[Imagem: RwtqB8G.gif]
Responder
#59

(16-02-2015 às 16:10)devil_lips63 Escreveu:  Em Itália há delas aos pontapés, e a preços bem acessíveis. O pessoal lá anda de Ducati porque gosta, porque é bom e acessível, e porque é produto nacional, pela mesma razão que por cá se comprava muitas motorizadas casal.

Não é bem pela mesma razão. smile

Por cá compravam-se motorizadas nacionais, não por patriotismo ou por gostar de motos, mas sim porque não havia muito por onde escolher. Motorizadas importadas eram praticamente inexistentes e as que houvesse, suplantavam em muito as portuguesas no preço de aquisição. Ter carro então, era inacessível de todo, pois implicava carta de condução (as habilitações literárias não davam para isso) e um custo incomportável para trabalhadores básicos, pouco especializados e com salários abaixo do medíocre.

Depois aceder às motorizadas acabava por ser mais fácil, apenas se necessitava de uma simples licença camarária, e em qualquer vilazita ou lugarejo de interior, havia uma oficina que as vendia. E assim era o meio de transporte de muitas famílias, entre os anos os anos 50 aos finais dos anos 80. Todos nós tivémos um tio, um avô ou mesmo um pai que andava de motorizada nacional. Quando entretanto a contingência socio-económico-literária se alterou para melhor, rapidamente as motorizadas começaram a ser preteridas pelos automóveis.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#60

Então associei mal, e peço desculpa. Como eu me estava a guiar principalmente por casos de familiares meus, que desde os anos 60 já conseguiam ter carro, mas sempre tiveram duas rodas também, e era derivado também do gosto pelas duas rodas, devo ter associado mal. A verdade é que na minha família este "fraquinho" já vem muito de trás, e aqui pela zona assiste-se muito ao gosto pela Casal.

Desviando um pouco para o offtopic, quem quiser,por carolice, ver alguns preços do OLX Italiano, deixo aqui uma ligação:
http://www.subito.it/annunci-italia/vend...e-scooter/


Para terminar este "Intoppic" anterior, fiquei um pouco admirado com as opiniões em relação a este tema do "espírito motard", e ao mesmo tempo aceito todas estas ideias, afinal as pessoas vivem os sentimentos de maneiras diferentes, e é isso que nos torna indivíduos. Como já referi, na minha família sempre houve este bichinho pelas duas rodas, não só em relação a motas, e sempre me interroguei como as pessoas de fora viam este fenómeno, dado que a maioria das pessoas me apelidam de maluquinho só por não gostar de carros como quase toda a gente.

Obrigado a todos pelas ideias thumbsup
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)