Escape CBF600SA
#11

(26-09-2019 às 18:12)Jfcmoreira Escreveu:  
(26-09-2019 às 17:04)pmp Escreveu:  
(26-09-2019 às 16:29)Jfcmoreira Escreveu:  Mas mesmo homologados os senhores azuis chateiam?

Se ultrapassar o limite de DB's mencionado no livrete podem chatear. Homologado ou não. Já se tem meios para fazer essa medição, é outra conversa.

A minha duvida neste assunto ainda se mantem porque já soube de operações STOP com medidor de DB's, o escape estava conforme as normas de DB's no entanto para darem a volta a situação acabaram por dizer que como não está no livrete não adianta. E a multa foi de 250€ e inspeção B.
A questão é que mesmo que se tente colocar no livrete isto ainda anda um mito porque ninguem sabe informar o que isso envolve.

Deixa o Félix vir contar-te uma história...

Velasquez87
Responder
#12

Olha... acho que ainda nunca se tinha falado aqui no fórum sobre a (i)legalidade dos escapes aftermarket... bom tópico! thumbsup lol
Responder
#13

Mete o escape que gostares mais. Já me mandaram parar muitas vezes, nunca me disseram nada sobre o escape que tenho.
Responder
#14

(26-09-2019 às 22:22)Fz1000 Escreveu:  Mete o escape que gostares mais. Já me mandaram parar muitas vezes, nunca me disseram nada sobre o escape que tenho.

Nem um "ah e tal sim senhor, é bonito"? Ou um "eh lá, g'anda abufadeira"!
Porra... então para quê um aftermarket? lol
Responder
#15

Já me pediram para fazer barulho ao pé deles porque gostavam por acaso. 
Eles se quiserem implicar implicam com qualquer coisa, o escape é só mais uma. Até agora tenho tido sorte, tenho apanhado policia porreira.
Responder
#16

Akrapobicho e nunca tive problemas.
Relação preço/qualidade - Mivv, arrow ou leo vince.
Qualidade top - akrapovic

Enviado do meu SM-G935F através do Tapatalk

V
Responder
#17

SC-Project nice
Responder
#18

Tenho escape aftermarket em todas as minhas motos.
Mas já fui multado com um escape de origem numa moto que tinha prai 3 meses de uso.

Isto em 2004, na N8 junto à Malveira.
Uma espécie de operação stop em que mandavam parar tudo o que é motos.
Estavam a experimentar um brinquedo novo. Um daqueles aparelhos portáteis para medir db's.
Enquanto lá estive nenhuma moto escapou! Nem a minha que ainda cheirava a novo. Nem uma scooter que mal fazia barulho.

Nunca mais vi ou tomei conhecimento de acções do género.
Até porque medições de db's na rua é estúpido, pois deve ser feito em condições próprias para que seja medido o som do veículo e não a soma do som do veículo com o barulho envolvente.

E a questão do homologado vs não homologado parece ter surgido recentemente.
Pelo menos já se falou por aqui casos em que houve malta multada por independentemente de ser homologado ou não, não estar devidamente descrito nas observações do DUA.
O que até faz sentido, pois é muito fácil passar uma "receita genérica" de alteração ás características do veículo sem que seja sequer necessário andar com medições e afins.

Na minha humilde opinião, um escape aftermarket poderá trazer problemas se os senhores agentes na sua habitual máxima preocupação pela segurança rodoviária estiverem praí virados. Seja porque têm de fazer cumprir os objectivos mínimos de receita. Ou porque a malta se arma em esperta ignorando que são eles que têm a faca e o queijo na mão.

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#19

A resposta à pergunta "quem é que tem a faca e o queijo na mão?" é a primeira parte da solução para todos os problemas.
Responder
#20

Boas pah ... eu na minha cbf600sa de 2009 tinha um escape da ixil, tinha db killer removível, e trazia o papel a suposta homologação para aquele modelo. Nunca me deu problemas, era slip On, é bonito e tinha um som muito bonito (pelo menos aquele). da ixil existem vários modelos. Em termos qualidade/preço considero que seja bom! inclusive era vendida pela Honda, pelo menos na altura. Quanto ás multas, epá é sempre um risco de encontrar algum agente que queira implicar com o facto de não estar averbado no Livrete.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)