Elétricas o futuro chegou para ficar
#11

O gasoleo agricola, o gasoleo rodoviário ou o de aquecimento também é todo igual... no entanto os preços são bem diferentes...

O mesmo vão fazer com as "electricidades"... eles logo arranjam maneira de o fazer... hoje tu pagas a eletricidade a um determinado preço o Kw, no entanto a mesma eletricidade para uma empresa por exemplo tem um preço muito diferente....

Nunca me debrucei muito sobre isto das "elétricas"... mas duvido muito que nas oito horas do ciclo de carga completo dumas baterias, estas consumam tão pouco... é colocar um medidor de consumo na tomada onde as carregam para ver se realmente é assim... vou ler mais sobre isto... os construtores dizerem que gasta 1€/100km é uma coisa... a realidade costuma ser sempre muito diferente.

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#12

Estes da "ZERO" dão para a parte elétrica, 5 anos de garantia/160000km.... excelente...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#13

Sou completamente a favor disto. Gosto de motas com mecânica básica, sem eletrónica e catalisadores, o que é impossível de ter numa mota moderna hoje em dia, por isso mais vale dar o salto em frente para o futuro e começar um novo paradigma! thumbsup

Honda CX 400 '83 Eurosport
Responder
#14

Como já tinha referido no tópico sobre as elétricas da Ilha de Man, estas em 5 anos deram um salto brutal em termos de velocidade de ponta, sendo bem notória a rápida evolução das "zero":

(06-12-2015 às 19:56)MagJet Escreveu:  As motas elétricas da competição TT Zero na Ilha de Man continuam a evoluir. Depois do seu início, em 2010, a volta mais rápida ter sido feita a uma média de 155,8 km/h (96,8 milhas/hora), em 2012 ultrapassou a marca das 100 milhas/hora (167,5 km/h) e, em 2015, foi fixado o recorde da volta mais rápida à média de uns estonteantes 191,9 km/h, por John McGuiness, pela equipa Mugen Shinden.

Em 2010, a volta mais rápida completou-se em 23:23:89, e em 2015 esse tempo desceu para 18:58:74.

Que vos parece esta evolução da velocidade média da volta mais rápida entre 2010 (155,8 km/h) e 2015 (191,9 km/h)?

Aqui fica o vídeo da volta que estabeleceu a volta mais rápida até ao presente - John McGuiness em 2015:


Honda CX 400 '83 Eurosport
Responder
#15

Mesmo actualmente, conheço quem tem 2, 3, 4 motos diferentes, para diferentes usos... e esta era uma valente moto para ir para o trabalho diariamente... por exemplo, andar na cidade... para fazer viagens maiores... levava-se uma a "zargolina"...

Será que estas trabalham bem com muita humidade... debaixo de chuva e tal... Lol...

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#16

(29-01-2016 às 18:59)nelsonajm Escreveu:  Mesmo actualmente, conheço quem tem 2, 3, 4 motos diferentes, para diferentes usos... e esta era uma valente moto para ir para o trabalho diariamente... por exemplo, andar na cidade... para fazer viagens maiores... levava-se uma a "zargolina"...

Será que estas trabalham bem com muita humidade... debaixo de chuva e tal... Lol...

Exactamente. Motas diferentes para diferentes utilizações. Seria o melhor de dois mundos...

Honda CX 400 '83 Eurosport
Responder
#17

Eu mesmo, como só ando de Mota, se tivesse que fazer deslocações diárias, está seria uma excelente alternativa.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#18

(29-01-2016 às 17:13)n00b1e Escreveu:  
(29-01-2016 às 16:28)nelsonajm Escreveu:  Numa coisa elas devem levar muita vantagem... manutenção... que teoricamente deveria ser "ZERO"... tirando pastilhas e transmissão...
E baterias!... Convém não esquecer... ;-)

E é aqui que a porca torce o proverbial rabo... Porque ou entretanto há um salto tecnológico sem precedentes na vida útil delas ou toda e qualquer vantagem em termos de valores para a manutenção desaparece se é que não é mesmo ultrapassada ... ;-)

Segundo o vídeo são bem melhores que as convencionais que mais se usam. Se é verdade já não sei... Neste momento o tempo de carga de uma bateria e a sua capacidade são os maiores obstáculos. Esta aparentemente já tem quase a autonomia, só precisa carregar rápido. Mas com as ultimas noticias que tenho lido estão a conseguir reduzir o tempo de carga numa grande percentagem.

A minha máquina (e ex):
KTM 1290 SuperAdventure S
KTM 1290 Super Duke GT
Kawasaki Versys 1000
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]
Responder
#19

https://www.youtube.com/watch?v=UyYAJgEblrA

https://www.youtube.com/watch?v=WypZvsIj8-k

https://www.youtube.com/watch?v=Lz1aTLBKIoQ

https://www.youtube.com/watch?v=1nN1q2ihw2Y

https://www.youtube.com/watch?v=vuhPZTrSmBw

Ex Suzuki GS500
Ex Yamaha YZF600R - Thundercat
Ex Yamaha R1
Suzuki GSX-R 750
Responder
#20

Depois temos de meter um sistema de som no capacete para "ouvir" um escape barulhento, o motor a cortar e rateres. bigsmile 

E passamos a andar todos de aceleras! dead 




Só de ouvir isto já me apetece ir acelerar! bigsmile

Boas curvas! 
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)