Educar os pais/avós
#51

Na minha família só havia um motociclista, um tio que é como se fosse meu pai... Comecei por andar à pendura com ele e um amigo, até que devido a uma mudança de residência tive a necessidade de arranjar um meio de deslocação.

Curiosamente a minha 1ª motorizada foi comprada pela pessoa que sempre jurou que não havia de me comprar uma mota. lol Comprei uma Sprinter com motor Casal de 2V, um modelo raríssimo hoje em dia, por 37,5€ em 2002...

Uns meses depois, com as minha economias, comprei uma DT 50LC. A minha mãe foi um pouco contra, mas o facto de já ninguém ter de me ir buscar todos os dias às 23h, ou levar às 7h, atenuou a reacção.

Depois fui juntando algumas na garagem, a ML Flecha que está actualmente restaurada e uma DTR que está com um amigo.

Como sabia que a transição para as "motas maiores" poderia ser motivo de discussão e "drama" fi-la sem dar cavaco a ninguém, tal como já o tinha feito anteriormente com um carro. Resumidamente, fui com o meu tio ver a YZF 750, comprei-a e só a conduzi depois de a ter dentro da minha garagem. Nesse dia apenas informei a minha mãe que havia uma menina nova na garagem... cool

Como nunca lhe pedi um tusto, também não teve muito por onde dar ordens.

Quanto à existência de filhos... terão a oportunidade de serem ensinados a andar de mota, se assim o quiserem, e haverá pelo menos 5 motas/motorizadas para andarem. Carta e motas para eles? Paguem que eu fiz o mesmo. blink
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)