Dúvida - Pastilhas + Piscas
#1

Boas maltinha, venho aqui para vos chatear com duas questões.

1ª - Hoje ao chegar a casa faço o pisca para entrar na garagem e reparei que os piscas para o lado esquerdo estão a piscar bastante rápido, comparando com os do lado esquerdo, os piscas são em LED e de salientar que o pisca atrás do lado esquerdo está com uns 2/3 leds fundidos mas quando comprei a mota esses mesmos leds do pisca já estavam fundidos e tenho ideia que não fazia com que os piscas do lado esquerdo piscassem mais rápido que os do lado direito, pode ser disso ou o que será?

2ª - Numa visita ao mecânico em que tive que trocar a corrente, ele alertou-me para que as minhas pastilhas estão a comer o disco e que deveria mudar para umas mais macias. Quando comprei a mota foi logo para a revisão ( num mecânico diferente do que tenho agora e que me alertou para esta situação ) e foram colocadas as pastilhas novas ( que vieram com a compra da mota ) à cerca de 2000km. Custa-me um pouco estar a trocar umas pastilhas com 2000km, no entanto talvez a despesa mais tarde de estar a comer o disco seja maior não ?
Responder
#2

(12-12-2019 às 05:34)boltini Escreveu:  2ª - Numa visita ao mecânico em que tive que trocar a corrente, ele alertou-me para que as minhas pastilhas estão a comer o disco e que deveria mudar para umas mais macias. Quando comprei a mota foi logo para a revisão ( num mecânico diferente do que tenho agora e que me alertou para esta situação ) e foram colocadas as pastilhas novas ( que vieram com a compra da mota ) à cerca de 2000km. Custa-me um pouco estar a trocar umas pastilhas com 2000km, no entanto talvez a despesa mais tarde de estar a comer o disco seja maior não ?

Boas,

relativamente a esta questão, todas as pastilhas comem o disco sejam elas "moles" ou não. A cada tipo de pastilha de travão está associado um coeficiente de fricção, a que estão associadas 2 letras (a primeira a frio e segunda a quente já que o coeficiente de fricção varia com a temperatura). As pastilhas mais "moles" têm letras anteriores, ou seja, umas pastilhas HH têm coeficiente de fricção superior a umas GG. Quanto maior o coeficiente de fricção, maior o poder de travagem, maior o desgaste do disco. Quer isto dizer que precisas sempre de pastilhas com maior coeficiente de fricção? Não necessariamente. Num uso citadino/turistico, um menor coeficiente de fricção proporciona uma travagem mais meiga e doseável, além de dar maior duração às pastilhas e aos discos. Por outro lado num uso mais desportivo, quanto maior poder de travagem melhor.

Posto isto, a primeira ação no teu caso é:
- Consultar o manual da tua mota e tentar encontrar qual o coeficiente de fricção que traz de origem
- Ver qual o coeficiente de fricção que têm as tuas pastilhas atuais

Por aqui ficas logo com uma ideia se te estão a vender banha da cobra ou não, pois se o coeficiente de fricção for o mesmo então as pastilhas que tens são exatamente iguais às que o fabricante recomenda para o teu tipo de mota. No caso de ser um coeficiente de fricção mais elevado, fica ao teu critério perceber se te incomoda assim tanto ter uma mota que trava melhor à custa de um maior desgaste dos discos. Tendo em conta que se devem trocar os discos "regra geral" a cada 4/5 trocas de pastilhas de travão (não dispensando inspeção visual do próprio disco), se esse set de pastilhas ter der "apenas" para 20 mil kms, estamos a falar em trocar discos aos 100 mil km que é mais kms numa mota que 99.9999% dos utilizadores fazem com a mesma mota.

Espero ter ajudado e vai participando mais no forum e não apenas para tirar duvidas.

Ditadura dos Flocos de Neve
Responder
#3

Existe pessoal que sabe ler bem os manuais... cool
Responder
#4

Deixa isso andar, quando tiver na altura de trocar de disco, aproveitas e trocas é de mota! lol

Até as pastilhas darem cabo do disco, tens muito que andar, muito mesmo. Isso dura anos.
Responder
#5

Fiquei bastante esclarecido malta, vou continuar com estas pastilhas. Quanto à questão dos piscas têm alguma dica? 

Já agora, se quiserem dar uma vista de olhos na mota bigsmile -> https://motonliners.pt/topico-hyosung-gd...#pid133593
Responder
#6

(12-12-2019 às 11:06)dmanteigas Escreveu:  
(12-12-2019 às 05:34)boltini Escreveu:  2ª - Numa visita ao mecânico em que tive que trocar a corrente, ele alertou-me para que as minhas pastilhas estão a comer o disco e que deveria mudar para umas mais macias. Quando comprei a mota foi logo para a revisão ( num mecânico diferente do que tenho agora e que me alertou para esta situação ) e foram colocadas as pastilhas novas ( que vieram com a compra da mota ) à cerca de 2000km. Custa-me um pouco estar a trocar umas pastilhas com 2000km, no entanto talvez a despesa mais tarde de estar a comer o disco seja maior não ?

Boas,

relativamente a esta questão, todas as pastilhas comem o disco sejam elas "moles" ou não. A cada tipo de pastilha de travão está associado um coeficiente de fricção, a que estão associadas 2 letras (a primeira a frio e segunda a quente já que o coeficiente de fricção varia com a temperatura). As pastilhas mais "moles" têm letras anteriores, ou seja, umas pastilhas HH têm coeficiente de fricção superior a umas GG. Quanto maior o coeficiente de fricção, maior o poder de travagem, maior o desgaste do disco. Quer isto dizer que precisas sempre de pastilhas com maior coeficiente de fricção? Não necessariamente. Num uso citadino/turistico, um menor coeficiente de fricção proporciona uma travagem mais meiga e doseável, além de dar maior duração às pastilhas e aos discos. Por outro lado num uso mais desportivo, quanto maior poder de travagem melhor.

Posto isto, a primeira ação no teu caso é:
- Consultar o manual da tua mota e tentar encontrar qual o coeficiente de fricção que traz de origem
- Ver qual o coeficiente de fricção que têm as tuas pastilhas atuais

Por aqui ficas logo com uma ideia se te estão a vender banha da cobra ou não, pois se o coeficiente de fricção for o mesmo então as pastilhas que tens são exatamente iguais às que o fabricante recomenda para o teu tipo de mota. No caso de ser um coeficiente de fricção mais elevado, fica ao teu critério perceber se te incomoda assim tanto ter uma mota que trava melhor à custa de um maior desgaste dos discos. Tendo em conta que se devem trocar os discos "regra geral" a cada 4/5 trocas de pastilhas de travão (não dispensando inspeção visual do próprio disco), se esse set de pastilhas ter der "apenas" para 20 mil kms, estamos a falar em trocar discos aos 100 mil km que é mais kms numa mota que 99.9999% dos utilizadores fazem com a mesma mota.

Espero ter ajudado e vai participando mais no forum e não apenas para tirar duvidas.
Obrigado pela explicação detalhada, fiquei a entender e vou optar por ficar com estas, tenho ideias de vender a mota ( é a 1ª) ainda antes de precisar do próximo set de pastilhas ( não tinha ideia que elas duravam tantos km )
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)