Desabafos de principiante
#61

Tenho de falar nisso quando lá for.

Por acaso achei mesmo que fosse normal, como se fosse a posição normal da roda apontada para a frente.

Entre tanto hoje enchi-me de coragem e agarrei na mota e vim pelo trânsito fora... Que não era muito por sinal.

Sempre que vinha de mota vinha pela A16 crel e cril hoje vim pela IC19 e 2ª Circular, tudo tranquilo até chegar à curva de Queluz ai com o trânsito a apertar deixei um companheiro com uma mota maior que a minha passar e fui atrás dele até correu bem, houve alturas que achei mesmo que ia levar um ou outro espelho à frente mas tudo tranquilo.

Depois da primeira etapa de transito passada veio a 2ª junta perto da escola de comunicação tive de ir sozinho e lá fui achando que era desta que o seguro ia ser activo mas sem problemas e ao meu ritmo.

O Problema foi na 2ª Circular perto do estádio do sporting, ai ainda me meti no meio das faixas a olhar para o espaço que tinha e achei que não ia dar, passou por mim algum pessoal de mota mas sinceramente não tive coragem para ir atrás deles fiz um pouco de para a arranca com algum pessoal de mota a olhar para mim naquela de o que se passa com este gajo mas tranquilo.

Provavelmente com um rolamento a pedir reforma e a suspensão a precisar de ser reparada foi a pior decisão que podia ter tomado mas tinha de aproveitar o rasgo de determinação.
Responder
#62

Assim é que é, tens de "ir à luta " como se diz, e enfrentar as tuas dificuldades, sair da zona de conforto, em breve estás mais habituado e com mais prática. Quanto aos outros, deixa passar, e pensarem o que quiserem. Eu também, por vezes, deixo passar.

O respeito pela máquina e pela tua condição física não se deve impor às vontades dos outros, e um pouco de medo também é saudável para não haver excessos de confiança que podem originar coisas menos boas.

Tens de vir a um passeio nosso, dá uma vista de olhos nos tópicos das crónicas  thumbsup
Responder
#63

Fizeste exactamente o que devias fazer. Ir ao teu ritmo, 'arriscar' um pouco, sempre com cabeça. Se achas que consegues, segue em frente, se achas que não, faz para-arranca.

E já te digo que temos é muita sorte nas estradas que temos. Quer dizer, agora estamos a pagar essa factura, mas adiante. O que eu queria dizer é que temos sorte em ter óptimas estradas, já os londrinos não têm tanta sorte. Ruas apertadas até mais não, em que não há espaço quase nenhum entre faixas.
Responder
#64

(15-07-2015 às 09:45)Rod Escreveu:  Tens de vir a um passeio nosso, dá uma vista de olhos nos tópicos das crónicas  thumbsup

Rod vou estar atento ainda por cima somos ambos de sintra por isso o mais provável é já ter visto a tua R1

(15-07-2015 às 09:56)Cloud Escreveu:  E já te digo que temos é muita sorte nas estradas que temos. Quer dizer, agora estamos a pagar essa factura, mas adiante. O que eu queria dizer é que temos sorte em ter óptimas estradas, já os londrinos não têm tanta sorte. Ruas apertadas até mais não, em que não há espaço quase nenhum entre faixas.

Cloud tens toda a razão e isso foi outra das coisas que me fez sentir menos confiante a 2ª Circular já precisava de uns arranjos valentes., mas reconheço que em comparação com outros países temos essa sorte.
Responder
#65

Voltando ao tópico para fazer um resumo e confirmar algo que todos já sabíamos.

1º A mota já foi à oficina reparar a suspensão, sobre os rolamentos da direcção a pequena resistência que encontrei tem mesmo a ver com os cabos.
82€ depois a mota está completamente diferente não afunda tanto nas travagens e depois de meter o descanso já tenho de levantar mais a perna para sair bigsmile 

2º Sim o que todos sabiam eu posso confirmar, a culpa não era da mota mas sim minha, desde a semana passada que tenho andado com a mota só segunda e terça é que não a trouxe para não ter de encher o deposito e levar à oficina.
É verdade que o trânsito não tem estado nada do outro mundo mas o sentimento que tinha de trazer a mota durante a semana está a dar espaço ao sentimento de satisfação que sentia quando dava umas voltinhas ao fim de semana.
Hoje confesso que foi duro quando chego á 2ª Circular e vejo tudo parado, com mais alguns Kilometros e mais descontraído achei que era agora ou nunca, meti a primeira e lá vim eu entre carros e camiões sinceramente pareceu uma eternidade mas no fim depois de passar o trânsito senti-me orgulhoso  proud
A mota propriamente dita tem-se portado lindamente o consumo foi um pouco alto, mas culpa minha e da minha inexperiência 4.9L, bastante estável, e parece que perdeu uns 40 Kg(provavelmente era o peso que trazia às costas com o receio), só sinto mesmo falta de alguma protecção aerodinâmica.

Obrigado a todos de certa forma foi depois deste tópico que decidi dar o passo em frente e sentir mais confiante.   clap
Responder
#66

Quem me dera não trabalhar a 5 minutos de casa e poder "passar por isso" todos os dias.. principalmente agora que as escolas estão de férias..
Qt à experiência, é mesmo assim.. ao teu ritmo.. e vais sentir que de dia para dia te vais sentir mais confiante.. qt aos outros, esquece-os.. há-de haver sempre alguém com mais pressa que tu.. com uma mota mais rápida.. ou apenas que seja mais maluco.. as estradas não são pistas.. segue o teu caminho e à velocidade que te apetecer e que te dizer sentir bem e confortável..

Um conselho: daqui a uns tempos, qd achares que já és um grande cromo das motas, que a dominas e tal.. pensa que existem muitas variáveis para além de nós.. pensa que é nessa fase que corremos maiores riscos..

Aproveita essa fase.. tem o encanto e a magia de quem arranja uma namorada nova.. blink
Responder
#67

Ah fico feliz por ti! É assim mesmo, já estás a entrar na onda da tua moto e isso é essencial para te sentires à vontade em cima dela. Vais ver que, a fazer isso, daqui a 2 meses olhas para trás e nem queres acreditar que não querias andar de moto ;D

É como te digo, no início já cheguei a fazer uma VCI (é uma via rápida aqui do porto, larguinha, 3 faixas para cada lado, 90 km/h de velocidade máxima, mas que está sempre cheia de trânsito em hora de ponta) atrás dos carros, e como tu via as outras motos pelo meio dos carros e até sentia vergonha, hoje em dia não só passo pelo meio dos carros como normalmente já nem é em 1ª, nem 2ª, a maior parte das vezes é em 3ª ou 4ª. E sim, custa sentires a confiança para o fazer, mas no final até vais é ter confiança a mais. Tens é que ter cuidado e ires fazendo questão que estás a ser visto, eu vou quase o caminho todo a dar gasadas (com a embraiagem a fundo) para me ouvirem, e sempre a olhar pelos espelhos a ver se o condutor está atento, ou a olhar para o rádio.
Responder
#68

(22-07-2015 às 10:05)Karlytus Escreveu:  Quem me dera não trabalhar a 5 minutos de casa e poder "passar por isso" todos os dias.. principalmente agora que as escolas estão de férias..

Isso não é desculpa! Sais mais cedo 20 minutos e já podes fazer uma viagem de 25 minutos para o trabalho!
Responder
#69

(22-07-2015 às 10:05)Karlytus Escreveu:  Um conselho: daqui a uns tempos, qd achares que já és um grande cromo das motas, que a dominas e tal.. pensa que existem muitas variáveis para além de nós.. pensa que é nessa fase que corremos maiores riscos..

Isso mesmo, os excessos de confiança são perigosos.
Responder
#70

(22-07-2015 às 10:15)Rod Escreveu:  
(22-07-2015 às 10:05)Karlytus Escreveu:  Um conselho: daqui a uns tempos, qd achares que já és um grande cromo das motas, que a dominas e tal.. pensa que existem muitas variáveis para além de nós.. pensa que é nessa fase que corremos maiores riscos..

Isso mesmo, os excessos de confiança são perigosos.

Já somos três.
Muitos não estão cá para contar.
Tanto é mau a falta como o excesso de confiança.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)