Da bicicleta para um bom motor
#1

Bem, consta que eu ando por aí à pendura numa certa Bandida e que o meu condutor precisa duma wing-woman para o safar quando a azul dele se porta mal.

Conjugando esse factor com o facto que eu sempre quis ter mota. Que as meninas são muito mais bonitas do que uma lata, estou em processo de adicionar mais uma categoria à minha carta de condução.

Pensei em ter uma CB 500, mas quero algo menos comum. Mas não estupidamente caro.

Diz o nosso mecânico, que eu devia começar pelas biclas (só que eu moro em Lisboa, sou preguiçosa e não tenho grande sítio para a guardar). Depois andar numa 50, para saltar para uma 150 e ir por aí.

Só que aos vintes e tais, já vou um bocadinho tarde para esses saltinhos todos, em especial quando o tempo e o dinheiro não abundam. (É a crise, dizem eles.)
E o Saphyr também saltou de uma lata para uma 400.
(Fora o meu colega de trabalho que me propôs começar por uma CBR porque quando quiser puxar, escuso de comprar uma mota nova.)

Será que tenho cara de ser um perigo para mim mesma?
Não sei. Mas gostava de ler a vossa opinião.

"Bom gosto, bom senso e golpe d'asa"
Responder
#2

Eu comecei, depois de vários anos encartado mas sem mota, por uma bandit, mas neste caso a 600 e já de 1998.
É certo que não estava em muito bom estado, mas para me iniciar e para o preço que foi pensei que estava a fazer o correto..engano meu (volto a dizer que o seu estado já não era muito bom), achei-a muito pesadona, pouco manobravel e com pouca capacidade de me permitir alguns erros naturais de iniciante . Depois passei para uma Fazer 600, bastante mais leve, manobravel, nesta já notei que evolui enquanto condutor deste tipo de veículos, que como toda a gente sabe, requer a nossa máxima disponibilidade de atenção etc...entretanto com esta mota tive um acidente provocado por outro condutor que ditou o seu fim. Entretanto veio a R1 parar às minhas mãos e não necessitei de muita adaptação a esta menina de comportamento mais rebelde e exigente, ainda achei esta mais adaptável, mais disponível para fazer face a certas situações do dia a dia.

Em jeito de conclusão, a evolução nas montadas teve as suas benesses, aprendi com as motas anteriores, mas considerei que a minha primeira mota não me trouxe nada de aprendizagem, talvez a ganhar força nas pernas.

Por outro lado há quem tenha começado por motas grandes e não se tenha dado mal.

Eu apontava por um meio termo, cb500, xj600 ou algo do género.

Concerteza que virão por aí mais opiniões.

Então para breve espero haver mais uma mota nos passeios.
Responder
#3

Carta...GS500...Thundercat

Ex Suzuki GS500
Ex Yamaha YZF600R - Thundercat
Ex Yamaha R1
Suzuki GSX-R 750
Responder
#4

A CB500 que tenho foi a minha primeira mota, e tem potência qb, gasta pouco, e mexe-se bem no trânsito

Um amigo meu que começou por uma cb250 trocou agora de mota, e como não queria uma tão comum como a cb500, arranjou uma ntv650. Tem uma posição de condução mais agressiva e motor em V mas a nível de potência é ela por ela, não sei se é boa para primeira mota. Quem sabe que esclareça

[Imagem: RwtqB8G.gif]
Responder
#5

Como já te disse no facebook, compra algo de baixo preço até porque existem boas escolas com pouco dinheiro. Podes optar pelas CB250 ou pelas CB500, GS500, XJ600N, ER-5 thumbsup
Responder
#6

Olá. Sou nova por aqui e estou na mesma condição que tu....Já chegas-te a alguma conclusão?
Adorei o que li em resposta a esta mensagem tua.

Boas curvas para todos

(25-11-2014 às 14:00)Lynx Escreveu:  Bem, consta que eu ando por aí à pendura numa certa Bandida e que o meu condutor precisa duma wing-woman para o safar quando a azul dele se porta mal.

Conjugando esse factor com o facto que eu sempre quis ter mota. Que as meninas são muito mais bonitas do que uma lata, estou em processo de adicionar mais uma categoria à minha carta de condução.

Pensei em ter uma CB 500, mas quero algo menos comum. Mas não estupidamente caro.

Diz o nosso mecânico, que eu devia começar pelas biclas (só que eu moro em Lisboa, sou preguiçosa e não tenho grande sítio para a guardar). Depois andar numa 50, para saltar para uma 150 e ir por aí.

Só que aos vintes e tais, já vou um bocadinho tarde para esses saltinhos todos, em especial quando o tempo e o dinheiro não abundam. (É a crise, dizem eles.)
E o Saphyr também saltou de uma lata para uma 400.
(Fora o meu colega de trabalho que me propôs começar por uma CBR porque quando quiser puxar, escuso de comprar uma mota nova.)

Será que tenho cara de ser um perigo para mim mesma?
Não sei. Mas gostava de ler a vossa opinião.
Responder
#7

Epa.... uma moto muito interessante, pequena, "mansinha" e completamente diferente do habitual...e que assenta optimamente bem num elemento do sexo feminino, para mim, é uma Monster 6xx (seja a 600, a 620, a 695 ou mesmo a mais recente 696).

[Imagem: 026.jpg]

O ano passado, numa viagem que fiz à Suiça com a minha "cara metade", aonde ficámos alojados, na garagem estava uma 620.... e ela todos os dias quando descíamos, reparava que aquela Duc lhe despertava o interesse. E chegámos "mesmo a olho", a tirar medidas, de como lhe poderia assentar muito bem. Todas elas têm inclusivé uma altura de assento bem abaixo dos 80cm, que facilita muito, para as (geralmente) menores estaturas femininas (77cm).

O que me levou a prometer, caso ela finalmente se decida a tirar a carta (coisa que diz há tanto tempo que irá fazer desde), a oferecer-lhe uma Ducati Monster. proud

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#8

Ora bem, acho que mais do que tudo depende de ti. Se te desenrascares bem com uma mota diria que entre uma 250 e 600 como primeira mota não será assim tão mau. Mas lembra-te que qualquer mota 600 facilmente anda pelos 200kgs. E isso é sempre um desafio para quem começa nestas coisas, pois as maçariquices típicas de quem começa acontecem muitas vezes derivadas ao peso, ou complicam-se mais por causa disso. Em termos de potência dependerá muito de ti, mas não te aconselhava nada de desportivas, não são tão simples de manobrar em cidade, não são as mais confortáveis, e tirando que elas gostam é de altas rotações, coisa que ainda não vais dominar. Diria que entre uma a faixa dos 250 aos 500 seria o mais apropriado. Eu comecei pela Fazer como sabes e não me arrependo, mas sei que em alguns momentos não fosse ter corpinho para a segurar, teria caído.
Responder
#9

(02-04-2015 às 16:08)michelfpinto Escreveu:  Mas lembra-te que qualquer mota 600 facilmente anda pelos 200kgs.

Olhe que não.... olhe que não....

Make Model -Ducati Monster 600
Engine - Four stroke, 90°“L”twin cylinder, SOHC, desmodromic 2 valve per cylinder.
Capacity - 583cc
Bore x Stroke - 80 x 58 mm
Cooling System - Air cooled,
Compression Ratio - 10.7:1
Lubrication - Wet sump
Engine Oil - Synthetic, 10W/40
Induction - 2 x 38 mm Mikuni Carbs
Ignition -Analogue CDI (Capacitive Discharge Ign.)
Spark Plug - Champion, RA6HC
Starting - Electric
Max Power - 53 hp / 38.7 kW @ 8250 rpm
Max Torque - 48.00 Nm / 4.9 kgf-m @ 7000 rpm
Clutch - Wet, cable operated
Transmission - 5 Speed
Final Drive - Chain
Frame - Steel, Trellis frame
Front Suspension - 40mm Inverted telescopic forks
Front Wheel Travel - 120 mm
Rear Suspension - Monoshock, preload and rebound adjustment.
Rear Wheel Travel - 136 mm
Front Brakes - Single 320mm discs  4 piston caliper
Rear Brakes - Single 245mm disc  2 piston caliper
Front Tyre - 120/60 VR17
Rear Tyre - 160/60 VR17
Wheelbase - 1395 mm
Seat Height - 770 mm
Dry Weight -175.0 kg
Fuel Capacity -16 Litres
Consumption Average - 19.7 km/lit
Braking - 60 - 0 / 100 - 0
12.9 m / 39.3 m
Standing ¼ Mile  
12.5 sec / 164.2 km/h
Top Speed -191.9 km/h

Sublinhei as specs que podem ser mais importantes.... Uma 600 pequena, baixa, muito leve, potência contida... e exclusiva!
Qualquer utilitária de iniciante, tipo CB500, GS500 ou XJ600, acaba por ser maior, mais potente e mais pesada, e incontestavelmente mais feias!

(E a minha "cara metade" que nunca mais se decide a tirar a carta de moto, para ter mesmo um pretexto para ter uma beldade destas na minha garagem!  lol  shy )

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#10

Fica com a Fazer do Michel! blink lol

Ex Suzuki GS500
Ex Yamaha YZF600R - Thundercat
Ex Yamaha R1
Suzuki GSX-R 750
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)