Curso de Condução Defensiva de Motos
#1

Olá a todos.

Aproveitei o feriado para ir até ao Kartódromo Internacional de Palmela fazer um curso de condução defensiva de motos. Sim, como alguns de vós devem saber não tenho sido muito "feliz" na minha experiência motociclista no que diz respeito a acidentes, o que também me motivou a procurar este tipo de formação... Resolvi vir até aqui deixar alguma informação que possa ser útil a quem estiver interessado em fazer algo semelhante, assim como a minha opinião sobre o curso.

O curso em questão tem a duração de 4 horas (no meu caso até durou mais cerca de 30m), divididas em teoria e prática. O formador é o Nuno Barradas, da Escola de Pilotagem da Honda. A formação pode ser feita em grupo ou individualmente.

A formação começa com uma sessão em sala, com alguma teoria que inclui temas diversos como as caraterísticas básicas de uma moto, a atitude que devemos optar durante a condução, de que forma nos podemos tornar mais visíveis aos automobilistas, a escolha do equipamento mais adequado às nossas necessidades, etc. Tem ainda uma parte realizada em simulador (aprovado e homologado para utilização das escolas de condução - e que inclusivamente pode substituir algumas das aulas de condução - mas que nenhuma escola tem), onde podemos testar várias situações limite durante a condução, como peões que surgem do nada, situações inesperadas em ultrapassagem, cães a correr na estrada, piso escorregadio, situações climáticas adversas, etc. Toda esta parte teórica dura pouco menos de 1 hora.

As restantes cerca de 3 horas são passadas em pista, tendo a escola várias motos ao dispor dos formandos. No meu caso comecei por fazer alguns exercícios com uma CBF125 (por acaso já tive uma), terminando com uma CB500F novinha (uma moto que nunca tinha conduzido mas me agradou bastante). De resto vi por lá umas Zoomer, Vision, PCX e CBR250. A primeira parte da formação prática consiste na aprendizagem de algumas técnicas de travagem. Começa-se por analisar o efeito da utilização dos travões da frente e de trás em separado e em conjunto. São depois efetuados exercícios de travagem de emergência com recurso a várias técnicas. Segue-se um circuito e um slalom feito em diferentes velocidades com recurso ao uso do travão de trás e do travão de motor. Por fim treina-se a utilização do centro de gravidade, com maior ou menor inclinação do corpo e distribuição do peso, para uma condução mais eficaz da moto.

À primeira vista as 4 horas de duração do curso podem parecer pouco, e o preço de 105 euros (com mota própria) ou 130 euros (com mota da escola, como foi o meu caso por ainda ter a F800R no estaleiro) pode parecer elevado (ainda existe a opção da formação individual que fica por 150 euros). No entanto em relação ao preço posso dizer que não encontrei nada mais económico na oferta que existe por aí (que já de si é pouca). Quanto à duração, posso dizer que ainda assim e mesmo para alguém que já anda de mota há alguns anos, é uma boa oportunidade para adquirir, aperfeiçoar ou simplesmente experimentar algumas técnicas interessantes. A verdade é que aprendi e pratiquei algumas técnicas que me podem ajudar a ter um maior controlo sob duas rodas, pelo que o meu objetivo foi cumprido, e recomendo este curso por isso.

Abraço a todos!

[Imagem: f800r_long.jpg?raw=1]
Suzuki GSX1300R * BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder
#2

Ainda ontem tive a ver o twist of the wrist, na parte final fala em escolas de pilotagem e fui ver exactamente este curso, fui inclusive ao google maps ver como é que ia de minha casa ao kartodromo lol
Fizeste o curso de iniciado ou avançado?
Ja tinha pensado em depois dos exames ir a este curso, o teu feedback positivo só reforça essa minha ideia, muito obrigado pela partilha da experiência thumbsup

Tudo o que nós montamos, nós amamos
Responder
#3

(11-06-2015 às 07:43)Bad Attitude Escreveu:  Ainda ontem tive a ver o twist of the wrist, na parte final fala em escolas de pilotagem e fui ver exactamente este curso, fui inclusive ao google maps ver como é que ia de minha casa ao kartodromo  lol
Fizeste o curso de iniciado ou avançado?
Ja tinha pensado em depois dos exames ir a este curso, o teu feedback positivo só reforça essa minha ideia, muito obrigado pela partilha da experiência  thumbsup

O curso não tem a designação de iniciado ou avançado, sendo o nível ajustado de acordo com os conhecimentos e experiência dos participantes. No meu caso o "grupo" foi de apenas 2 pessoas, eu e uma rapariga sem experiência. O que aconteceu foi que na parte prática estivemos a fazer exercícios diferentes ou com níveis de execução distintos, com o acompanhamento individualizado pela parte do formador. Acredito que se por exemplo fores com um grupo em que todos já tenham bastante experiência, a formação possa ser ainda mais interessante.

[Imagem: f800r_long.jpg?raw=1]
Suzuki GSX1300R * BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder
#4

Marco a coisa tocou fundo a nivel de auto estima?

Mas, se é o caso, estas a ter uma actitude bastante construtiva e positiva.
Esses cursos no fundo o que fazem é criar bases para o conhecimento da moto e das suas características. Servem para facilitar o teu relacionamento com ela, conhecer as suas inercias e aprender como trabalha-las.

Este tipo de cursos seria uma optima actividade aqui do forum, assim como uma forma bastante interessante de passar um bom bocado na companhia aqui do pessoal.
Fica a dica.

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#5

será mesmo necessario este tipo de curso? com o dia a dia não se aprende?
sempre fui um bocado critico neste tipo de opcoes

Load ""
Responder
#6

(11-06-2015 às 09:37)7pires Escreveu:  será mesmo necessario este tipo de curso? com o dia a dia não se aprende?
sempre fui um bocado critico neste tipo de opcoes

Encara isto como um complemento ao que já sabes.
Alem disso o que vais fazer serve tambem para que te divirtas com isso!

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder
#7

faz lembrar o curso antes do parto e pos parto, e já agora tambem o de tratar dos "neinês!

modernices! no meu tempo dos 20 anos não me lembro destas coisas, nem de haver internet tong

Load ""
Responder
#8

É uma coisa que sempre quis fazer, qualquer dia será o dia thumbsup
Responder
#9

(11-06-2015 às 09:37)7pires Escreveu:  será mesmo necessario este tipo de curso? com o dia a dia não se aprende?
sempre fui um bocado critico neste tipo de opcoes

Na minha opinião que vale o que vale, sim. Faço habitualmente cerca de 60 a 80 km diários de mota maioritariamente em trânsito de cidade, portanto a mota faz parte do meu dia a dia. Posso dizer que muitas vezes esta "habituação" pode funcionar contra nós, tornando-nos um pouco desatentos e desligados de algumas boas práticas que deveríamos ter sempre em mente, para as quais este curso funciona como uma reciclagem. Em relação a técnicas específicas de travagem ou condução em geral da mota, basta ver alguns tópicos aqui no fórum para constatar que mesmo entre pessoas com muita experiência, as opiniões sobre essas técnicas divergem bastante (sendo algumas delas incorretas). Mas como a experiência leva tempo a adquirir, penso ainda que o conteúdo deste tipo de formação deveria ser OBRIGATÓRIO mais cedo, durante as aulas de condução, em vez de andar com um tipo de carro, atrás de nós, a dizer "vira para a esquerda/vira para a direita".

[Imagem: f800r_long.jpg?raw=1]
Suzuki GSX1300R * BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder
#10

(11-06-2015 às 09:35)LoneRider Escreveu:  Marco a coisa tocou fundo a nivel de auto estima?

Mas, se é o caso, estas a ter uma actitude bastante construtiva e positiva.
Esses cursos no fundo o que fazem é criar bases para o conhecimento da moto e das suas características. Servem para facilitar o teu relacionamento com ela, conhecer as suas inercias e aprender como trabalha-las.

Este tipo de cursos seria uma optima actividade aqui do forum, assim como uma forma bastante interessante de passar um bom bocado na companhia aqui do pessoal.
Fica a dica.

Nos últimos 6 anos tive 3 acidentes de mota, o que é algo difícil de digerir psicológicamente. Quem me conhece sabe que sou uma pessoa responsável e que não me "estico" em manobras perigosas ou velocidade. Sei também que pelo facto de conduzir diariamente em cidade tenho uma exposição probabilística a ter acidentes maior que alguém que só usa a mota para passeios ao fim-de-semana. Por isso resolvi fazer algo que me ajude a conduzir mais numa base de antecipação daquilo que pode acontecer, que é o cerne deste tipo de formações: melhorar a nossa capacidade de ANTECIPAR o que pode vir, para evitar o acidente. E é isto.

Concordo que poderia ser algo a organizar no âmbito do fórum. Tal como disse, com um grupo porreiro e com um nível de conhecimento e experiência mais ou menos comum, a coisa pode ser ainda mais interessante. Quanto mais não seja pela partilha!

[Imagem: f800r_long.jpg?raw=1]
Suzuki GSX1300R * BMW F800R * ex-Kawasaki ZZR 1100 * ex-Honda Hornet 600 * ex-Honda CBF 125 * ex-Yamaha DT 50 LC (x2)
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)