Correntes e cremalheira
#51

@Carlos: Eu vi o vídeo na 'diagonal', se calhar foi isso, percebi que tinham dito que havia perdas de potência comparativas às transmissões, assim faz mais sentido.

@fz: Por vezes é assim que vejo o kok.
Responder
#52

Mas isto da potência e respectivos números tem muito que se lhe diga. Possivelmente o Cabs é que saberá explicar isto melhor que ninguém.

Em teoria, a potência máxima produzida por um motor atmosférico deveria ser sempre medida na cambota, e apenas o motor em si, que será esse o valor mais real possível. Quando começas a aplicar "apêndices" ao mesmo, como bomba de água (se for LC), estator / alternador, etc.... começas a ter perdas de potência.

E quanto mais essa potência for transmitida, mais perdas ocorrerão. Até simples variações de temperatura, localização geográfica, altitude, gravidade, etc., podem influir nos resultados.

A potência de um motor montado, em bancada, é assim medida na transmissão primária, por ser a forma mais fácil e "próxima" à potência real. Mas aquilo que acabamos por usar, no fundo, é a potência final à roda, pois é aquela que é a utilizável.... e sempre menor, por razões lógicas, aos valores declarados.

Era comum nos ensaios e comparativos jornalísticos serem referidos estes valores finais, medidos em banco de ensaio.

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder
#53

Em banco de potência consegue-se saber-se isso de uma maneira mto simples do que sei.

Ao fazer o teste de potência os rolos medem a energia que a roda passsa. ( potência à roda ). Quando acaba o teste, deixam de acelerar e apertam a embraiagem deixando a mota abrandar os rolos desde essa velocidade a seguir por "matemática" a maquina consegue saber qual a energia extra está a ser usada entre o rolo abrandar daquela velocidade sem atrito da mota e com o atrito da mota.

Essa energia eles chamam de potência dissipada e genericamente é a diferença entre a potencia motor e potência à roda.

Um abraco e mto boas curvas!!
[Imagem: assinaturaSD.jpg]
Responder
#54

(13-06-2016 às 18:17)KOK Escreveu:  Da próxima vez compra Honda.

A minha tem 27600 e tem as borrachas todas...

Ah e tal, é a mota mais barata do segmento... vem com material chinês, pudera.

Honda nunca mais para as bainhas da suspensão ganharem ferrugem   haha e não andarem nada nunca mais
Responder
#55

(18-10-2018 às 23:12)Coboiadas Escreveu:  
(13-06-2016 às 18:17)KOK Escreveu:  Da próxima vez compra Honda.

A minha tem 27600 e tem as borrachas todas...

Ah e tal, é a mota mais barata do segmento... vem com material chinês, pudera.

Honda nunca mais para as bainhas da suspensão ganharem ferrugem   haha e não andarem nada nunca mais

Bem vindo coboiadas... Apesar de teres uma entrada logo à cão, não posso deixar de te dar as boas vindas.

Mas acho que te deverias apresentar antes ao pessoal, tal como a tua Honda CG125 de 1979 que continuas a guardar num celeiro. devil proud

[Imagem: zX4Kq81.png]

Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)