Corrente de transmissão com início de gripagem.....aos 15000Km??
#21

A mania das limpezas de correntes...
Responder
#22

(18-04-2019 às 15:46)FerroH Escreveu:  
(18-04-2019 às 12:01)Tiago Rosado Escreveu:  Na minha VFR800F, quase a completar 1 ano e com 15000Km feitos, reparei que a corrente estava com mais folga do que o normal. Hoje fui trocar o pneu e eles realmente tocaram no assunto que a corrente estava com inicios de gripagem. Epá, ao fim de 15000Km estou a achar muito cedo, demasiado! Admito que gosto de uns bons arranques, e andar com a mota em altas, adoro o Vtec angel ...mas não é sempre, nem nunca me considerei um condutor muito agressivo. Farto-me de olear a corrente, uso lubrificantes supostamente de qualidade, Costumo usar Motorex (uma espécie de cera branca) e nos ultimos Km usei Motul C4. A corrente também nunca me pareceu estar demasiado esticada. Antes desta só tive a CBF600 que fez 40000Km com cada Kit de transmissão...(usou 2)...
Está dentro do que é normal? para este tipo de mota?


Pode relativo... pode ser tanga deles ou não... não sei só a ver.
tudo tem a ver com a utilização de cada um ou o chamado "kit d`unhas" no sentido de mesmo a dar pau... saber poupar uma corrente ou o kit completo.

Mas não, não está dentro do normal para essa moto com esses kms.


Depois... tb convém verificar e se necessário ajustar a afinação da corrente de tempos a tempos... e não só quando se muda de pneu.

Vê lá tb é como tens tido e se continuas a ter, o ajuste correcto da corrente, se é o que o fabricante diz.

Eu sei ver e fazer... explicar por aqui nem por isso... mas aqui vai:

No entanto no caso desse modelo, podes tentar fazer o seguinte:

Coloca a moto no descanso central:

Primeiro verifica se a folga da corrente está normal e depois:

Vai rodando a roda a mão lentamente... tipo um quarto de volta de cada vez ou bem menos menos, depende... e pára:
Verificas "cá em baixo aí a meio da corrente, empurra a corrente para cima" se a folga está muito larga ou se está mais para o esticada, ou muito esticada... voltas a rodar a roda mais um pouco... e voltas a verificar, e continuas a pouco e pouco... a parar e verificar "se por exemplo voltou a ficar mais larga"... sempre a verificar até que tenhas dado uma volta completa a corrente.

Se estiver uniforme e com a folga correcta, a corrente está boa.
Se estiver larga e depois de rodar um pouco,estiver mais esticada... já não está muito boa... ou já não está boa mesmo. Depende só a ver.
Verifica tb os "dentes" da cremalheira e do pinhão se já estão "comidos" ou não.

Mais alguma duvida, só ao vivo e a cores e beber umas eu explico... devil

Agradeço a explicação ! sim, fiz essa verificação, Os meus olhos leigos não detectaram nada fora do normal à excepção da folga que a corrente vai ganhando com rapidez.... os dentes não estão novos mas não parecem gastos ou danificados...

[Imagem: ibVN1KS.jpg]
Responder
#23

Eu aperto a minha de 4 em 4, que é quando mudo a borracha, ficaste até aos 12 sem apertar ou foi quando o fizeste pela última vez? E antes dos 12 qual o registo?

Só tens uma alternativa, aperta novamente, tem a certeza que está bem feito, verifica se fica com o mesmo nível em toda a sua extensão, que é logo um red flag se não ficar. Outra red flag é ela fazer mais barulho que o normal, e verifica se ainda tens os o-ring intactos.
Não laves a corrente que nenhum produto nos próximos 3k, lubrifica apenas.
Responder
#24

(18-04-2019 às 19:31)Tiago Rosado Escreveu:  Agradeço a explicação ! sim, fiz essa verificação, Os meus olhos leigos não detectaram nada fora do normal à excepção da folga que a corrente vai ganhando com rapidez.... os dentes não estão novos mas não parecem gastos ou danificados...

Se notaste o aparecimento dessa folga em apenas 3000 kms... estará/estaria tudo devidamente montado e bem apertado? Não terá o mecânico feito asneira na visita anterior à oficina, quando ajustou a tensão da corrente?
Responder
#25

(18-04-2019 às 19:47)marco.clara Escreveu:  
(18-04-2019 às 19:31)Tiago Rosado Escreveu:  Agradeço a explicação ! sim, fiz essa verificação, Os meus olhos leigos não detectaram nada fora do normal à excepção da folga que a corrente vai ganhando com rapidez.... os dentes não estão novos mas não parecem gastos ou danificados...

Se notaste o aparecimento dessa folga em apenas 3000 kms... estará/estaria tudo devidamente montado e bem apertado? Não terá o mecânico feito asneira na visita anterior à oficina, quando ajustou a tensão da corrente?

Pois se haveria alguma folga nos apertos não sei dizer...não quero acreditar nisso, sendo o sistema de ajuste muito simples, mesmo para mim (apesar de ainda não ter ajustado por mim mesmo)

[Imagem: ibVN1KS.jpg]
Responder
#26

(18-04-2019 às 19:43)Fz1000 Escreveu:  Eu aperto a minha de 4 em 4, que é quando mudo a borracha, ficaste até aos 12 sem apertar ou foi quando o fizeste pela última vez? E antes dos 12 qual o registo?

Só tens uma alternativa, aperta novamente, tem a certeza que está bem feito, verifica se fica com o mesmo nível em toda a sua extensão, que é logo um red flag se não ficar. Outra red flag é ela fazer mais barulho que o normal, e verifica se ainda tens os o-ring intactos.
Não laves a corrente que nenhum produto nos próximos 3k, lubrifica apenas.

Ela foi ajustada na altura da revisão da rodagem aos 1000km...

[Imagem: ibVN1KS.jpg]
Responder
#27

O power brutal do V4 VTEC até estica a corrente! Parece um elástico!
Responder
#28

(18-04-2019 às 21:42)pareias Escreveu:  O power brutal do V4 VTEC até estica a corrente! Parece um elástico!

hahahaha epáh visto assim até parece giro...(not) lol

[Imagem: ibVN1KS.jpg]
Responder
#29

Quanto a correntes... denoto um enorme decréscimo de qualidade face ao que eram há uma década atrás.
Sobretudo os da DID.
Recordo-me de trocar kits em que pinhão e cremalheira já tinham os dentes inclinados e as correntes ainda estarem bastante decentes.
Agora esticam que nem elásticos.
pervert

(18-04-2019 às 13:38)vindaloo Escreveu:  É preferível trocar de corrente de 15k em 15k do que ter um veio de transmissão!

Caramba... parece que afinal já não sou o único!
Mas cada 15 mil... epá... também não exageremos. Isso é quase um kit por revisão.
smile

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#30

(19-04-2019 às 01:56)dfelix Escreveu:  Quanto a correntes... denoto um enorme decréscimo de qualidade face ao que eram há uma década atrás.
Sobretudo os da DID.
Recordo-me de trocar kits em que pinhão e cremalheira já tinham os dentes inclinados e as correntes ainda estarem bastante decentes.
Agora esticam que nem elásticos.
pervert
(18-04-2019 às 13:38)vindaloo Escreveu:  É preferível trocar de corrente de 15k em 15k do que ter um veio de transmissão!

Caramba... parece que afinal já não sou o único!
Mas cada 15 mil... epá... também não exageremos. Isso é quase um kit por revisão.
smile  

Pois, as correntes têm a vantagem de: Se estiverem perfeitamente alinhadas, com a folga óptima, limpas, lubrificadas em condições óptimas, induzem menores perdas por atrito do que as transmissões por veio (ou por correia). A vantagem mais óbvia nem é essa. É o custo.

Obviamente que as correntes de origem nas motos mais baixo-de-gama são o que são.

Logo que seja necessário, aconselho a substituirem por um Kit em condições. No meu caso vai ser rápido, já há elos a encavalitar.

Uma boa fonte de informação sobre os kits a adquirir são os "fóruns" dedicados aos modelos.
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)