Contribuir para a Gigafactory da Tesla vir para Portugal
#1

Fábrica da Tesla em Portugal? Sim, é possível

Assinar a petição online (carta aberta) para Elon Musk

Todos querem a fábrica de carros e baterias da Tesla: AICEP, Ministério da Economia, diversas autarquias e até um grupo informal criado no Facebook.

Há muitos portugueses empenhados em convencer o patrão da Tesla de que Portugal é a melhor escolha para instalar a Gigafactory 2

O anúncio de que a marca norte-americana de veículos eléctricos Tesla pretendia ter uma fábrica de baterias em solo europeu pôs tudo a mexer: do Ministério da Economia à agência que capta investimento para Portugal, o AICEP, passando ainda por um grupo informal que foi criado no Facebook no sábado e que, hoje, conta já com mais de 55.000 membros.

[Imagem: EKDSQLA.jpg]

O patrão da Tesla, Elon Musk, é conhecido por ser extremamente activo nas redes sociais. Em particular, no Twitter. E é justamente por esse canal que o grupo designado “Bring Tesla Gigafactory to Portugal!” quer convencê-lo a instalar no nosso país a segunda Gigafactory da marca. Como? Enviando-lhe o seguinte tweet: “@elonmusk, 100.000 Portuguese are welcoming you to Portugal”.

A Tesla deverá escolher o local que irá receber a Gigafactory 2 no primeiro trimestre de 2017. Ao que se sabe, estão na corrida, para além de Portugal, Espanha, França, Holanda e também alguns países da Europa de Leste. “Podemos oferecer à Tesla inúmeras vantagens”, sustenta André Marquet, um dos fundadores do grupo, sublinhando que uma delas passa, desde logo, por “não existir nesses países, até agora, nenhum movimento” semelhante ao“Bring Tesla Gigafactory to Portugal!” Isso será decisivo para convencer Elon Musk? “É possível. Pode não ser determinante, mas a dinâmica que entretanto se gerou e que está a crescer de dia para dia só pode ajudar”, opina André Marquet.

O Governo português já estabeleceu conversações com a marca norte-americana, que se aprofundaram aquando da visita a Portugal de uma delegação da Tesla Motors, liderada por Douglas Alfaro e que incluía o responsável pelas Infra-estruturas de Carregamento na Europa. De acordo com a nota de agenda do Ministério do Ambiente, um dos tópicos do encontro foi “a possibilidade de atracção de projectos de investigação e desenvolvimento da Tesla, tirando partido da infra-estrutura rodoviária de classe mundial existente em Portugal”.

Em Sparks, no estado norte-americano do Nevada, onde foi instalada a primeira Gigafactory, foram investidos mais de 5.000 milhões de dólares com a previsão de criar 6.500 postos de trabalho directos e 11 mil indirectos, avança a imprensa americana. Números impressionantes, mas que deverão adquirir ainda maior expressividade no caso da Gigafactory 2, já que esta unidade industrial não irá produzir apenas baterias de iões de lítio, mas também os modelos da marca.

Honda CX 400 '83 Eurosport
Responder
#2

Com tanta euforia em torno deste assunto... ainda vamos ser nós a pagar a construção da fábrica com dinheiro dos nossos impostos.
Responder
#3

(11-12-2016 às 16:08)dfelix Escreveu:  Com tanta euforia em torno deste assunto... ainda vamos ser nós a pagar a construção da fábrica com dinheiro dos nossos impostos.

É algo assustador porque se o projeto der para o torto há muita gente a perder dinheiro e ainda acabamos a pagar algum desse prejuízo...
Responder
#4

Vamos ver no que vai dar. Temos alguns argumentos para que seja cá feita, a ver vamos se são os mais importantes.
Responder
#5

Tanto argumento e nem o que considero o mais importante: temos exploração de lítio e em excesso ao ponto de se estarem a ceder esses contratos a estrangeiros.

Proximidade e preço na aquisição de matéria prima para mim seria mais atractivo que o 'querer' de uma série de portugueses.


Responder
#6

Os contratos de exploração são cedidos a quem tem capacidade para isso.
Sempre foi assim.
Até com o vinho do Porto.

Hoje em dia nenhuma matéria prima se pode considerar "excedente". Sobretudo quando existem milhares de leis e regras castradoras da extracção em detrimento da reciclagem.

A Tesla teria vantagens em ter a fábrica perto de uma fonte de lítio? Sim...se realmente precisar dele e se o custo mesmo sendo ali ao lado continue competitivo.

Montar uma gigafactory num país com cuja fiscalidade saca a maior parte do lucro? Não faz sentido...

Uma fábrica só para baterias já não era mau...

Muito provavelmente o que escrevi foi gerado automágicamente através do Moto Lero
Responder
#7

(13-12-2016 às 21:36)dfelix Escreveu:  Uma fábrica só para baterias já não era mau...

Assino já por baixo!

Honda CX 400 '83 Eurosport
Responder
#8

Excedente no sentido que cumpre as necessidades da nossa indústria de processamento.

[Imagem: L%C3%ADtio+Consumo.png]

Existindo uma procura, é sempre melhor estar do lado da oferta. Por princípio económico.

Mas eu ficava mais satisfeito que tivéssemos mais indústria e se criasse então mais procura interna. shy


Responder
#9

(11-12-2016 às 16:08)dfelix Escreveu:  Com tanta euforia em torno deste assunto... ainda vamos ser nós a pagar a construção da fábrica com dinheiro dos nossos impostos.

Ora bem!
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 1 Visitante(s)