Comportamentos nos passeios Motonliner's
#31

E há mais... Irganizam passeios com o objectivo de comer peixe grelhado em Setubal, e deoois acabam a comer McChoco... Ouvi dizer... Que eu não percebo nada disto.

[Imagem: SM4eYt9.png]
Responder
#32

É impossível agradar a toda a gente. Quanto maior for o grupo maior é a probabilidade de haver descontentamento.

O importante é todos saberem ao que vão e conhecerem o itinerário, com pontos de reagrupamento definidos.

Numa caravana grande o ideal é haver 2 ou 3 elementos que conheçam o trajeto e que consigam juntar toda a gente nos pontos de reagrupamento.

Os mais rápidos param e aproveitam para dar dois dedos de conversa, fumar uns cigarros ou degustar uma mini enquanto aguardam os que preferem um ritmo mais lento.

O importante é que no final toda a gente ache que valeu a pena e que não haja nenhum azar a marcar o dia.

Dentro das cidades, é importante manter sempre a vigilância ao companheiro que vem atrás para parar a caravana sempre que alguém fique retido num semáforo.
Responder
#33

Como em tudo na vida nem sempre corre super bem e nem sempre ficamos contentes.

Por vezes o grupo separa-se logo ao arrancar, pois arranca-se sem todos estarem prontos... Foi o que aconteceu quando eu e o Caroço arrancamos um pouco depois ao nos despedirmos do Rui. São coisas que acontecem, o importante é aprendermos todos como grupo para ter isso em conta nos futuros passeios.

Outras vezes alguém se entusiasma um pouco ( shy ) e acaba por alguém se perder como aconteceu no passeio das pontes...

No caso especifico do último NS, e sendo que o grupo era muito grande e heterogéneo, os ritmos eram muito diferentes. Embora super bem organizado pelo Nuno e com a ajuda do Paulo (que não está aqui no fórum), existiram pequenos desencontros que se resolveram. Penso que aqui por vezes existiram alguns exageros que comentei logo no momento, algumas ultrapassagens desnecessárias por o pessoal estar com muita pica.
A heterogeneidade do grupo podia levar a isso, mas nesse aspeto sou defensor de um ritmo mais homogéneo em grupo, ou talvez criar subgrupos que tenham andamentos mais equivalentes para as coisas serem mais fluidas e não existir frustração em uns ou pressão/desconforto em outros. É algo que podemos aprender para o futuro, pois só fazendo esses convívios se percebe o que possa ter corrido menos bem.

No geral, acho importante quando se viaja em grupo este ser coeso e ter um mesmo objetivo em termos de andamento, forma de o fazer, etc. Dessa forma tudo se torna mais fácil e a probabilidade de todos se sentirem bem no final aumenta. Em grupos heterogéneos como referi, acho que deve existir um esforço dos mais lentos de acompanharem (em segurança e dentro do que se sintam confortáveis) o grupo, e dos mais rápidos não estarem constantemente a "desaparecer" do grupo. Existirá espaço para tirar o carvão do motor e para apreciar a paisagem/viagem e manter um grupo mais coeso na maioria do tempo.

Acho que a abertura deste tópico foi uma ótima ideia e espero para que sirva de meio a todos colocarem a sua opinião e que se possa melhorar a coordenação e organização de próximas voltas, pois estamos sempre a aprender e a ter oportunidade de melhorar.

Por fim, que isto já vai longo, concordo com o que a maioria referiu, normalmente os passeios organizados por cá correm bem, as pessoas ficam contentes e não existem incidentes assinaláveis. Não são uma corrida nem são uma selvajaria. Por vezes podem ter andamentos mais vivos ou mais relaxados, depende sempre das pessoas que vão, do espirito do dia, etc etc

PS: Por acaso a pessoa da CB500 que referem foi um amigo do Francisco que tinha a mota sem o médio? Se foi esse ele foi para Inglaterra, por isso não apareceu mais nos passeios, não por algo correr mal.
Responder
#34

(03-10-2017 às 23:35)michelfpinto Escreveu:   



Acho que a abertura deste tópico foi uma ótima ideia e espero para que sirva de meio a todos colocarem a sua opinião e que se possa melhorar a coordenação e organização de próximas voltas, pois estamos sempre a aprender e a ter oportunidade de melhorar.

'espírito motonliner'  é isto : 'Um por todos, Todos por um !'  lol lol lol lol
Responder
#35

(03-10-2017 às 21:38)Pianoman Escreveu:  Algumas citações (OFFICER, aqui funcionam!) que achei interessantes.
Atenção, que, como é óbvio, falo do ponto de vista empírico, pois nunca participei num passeio deste fórum.

(03-10-2017 às 14:03)OFFICER Escreveu:  A meu ver um passeio é para se desfrutar da estrada, cada um à sua maneira, no entanto é também para conviver, para desfrutar das paisagens e locais por onde se passa.

Este ponto não tem existido praticamente, sendo tudo feito muito à pressa porque se fica demasiado tempo parado ou porque simplesmente a maioria pensa que foi para um track day.

Isto é que deve ser definido. Ou antes do evento, ou de uma forma geral para a "filosofia" do forum.
Se um evento é marcado por aqui, deve respeitar a dita "filosofia". Assim só vai  a quem quer e já sabe com o que conta.

(03-10-2017 às 14:20)hjjs Escreveu:  Desde que não se ponha a segurança de ninguem em causa e se esteja disposto a esperar pelos outros mais à frente, cada um é livre, a meu ver de fazer o que lhe der na gana.

Claro que, se é um passeio em grupo, quer dizer.....há que haver um pouco de ponderação, caso contrário é cada um por si encontrando-nos em pontos pré-determinados. Isso já não é um passeio.

Estes dois parágrafos são contraditórios.
Para mim, se se vai em grupo, respeitam-se as regras e o grupo. Se assim não for, combinem fora do fórum ou vão sozinhos.

Num passeio em grupo não há liberdade e há que interiorizar isso.

Contraditórios?

Não acho. Em grupo, na minha opinião pode haver diferenças de ritmo diferentes. Volto a referir o ultimo NS como um bom exemplo disso mesmo. Nunca deixou de haver coesão apesar dos diferentes ritmos que existiram a certas alturas. E qdo digo ritmos, não tem obrigatoriamente de ser altos. Relembro que o meu primo Miguel participou na sua XT600 e a terpideira com a suas limitações, andou a bom ritmo. 



(03-10-2017 às 22:19)marco.clara Escreveu:  Honestamente volto a repetir que não concordo nada com as vozes que se insurgem contra a forma como acontecem os passeios aqui do fórum, dando a entender que é uma selvajaria, cada um por si e que de cada vez que nos fazemos à estrada metade fica para trás. Sinto que a realidade nada tem a ver com isso.

Não me levem a mal o que vou dizer, mas parece-me que quem manifesta esta opinião são aqueles que menos têm aparecido nas voltas que têm sido feitas. E  a ideia que dá é que usam este discurso como uma desculpa precisamente para não comparecer ("ah e tal não vou porque é sempre uma medição de pilinhas... porque fica sempre alguém para trás... etc. etc. etc.").

Concordo 100% com aquilo que já foi dito anteriormente por várias pessoas (kb, lone, caroço...). Além de achar que algumas vezes se fala sem conhecimento de causa, falta mais convívio, e para haver esse convívio é preciso aparecer, estar lá. E estando lá, tem-se sempre a oportunidade de fazer precisamente com que o grupo fique mais coeso, por mais diferentes que sejam as pessoas, as motas e as formas de estar na estrada.


Concordo plenamente. Tem de haver mais convívio, mais ajuntamentos dos #Motonliners! 

Depois surgem estas situações pseudo-desagradáveis do "diz que disse" e nunca lá esteve para ver e testemunhar o que realmente aconteceu.

Façam-se mais reuniões, o bom tempo está à porta e é preciso aproveitar. Qualquer pseudo-evento serve de pretexto, mas quando se lança o repto não passa nada....

[Imagem: images?q=tbn%3AANd9GcT4XLIkYtQDw11iDiKFM...g&usqp=CAU]


Responder
#36

(03-10-2017 às 23:41)LWillow Escreveu:  
(03-10-2017 às 23:35)michelfpinto Escreveu:   
Acho que a abertura deste tópico foi uma ótima ideia e espero para que sirva de meio a todos colocarem a sua opinião e que se possa melhorar a coordenação e organização de próximas voltas, pois estamos sempre a aprender e a ter oportunidade de melhorar.

'espírito motonliner'  é isto : 'Um por todos, Todos por um !'  lol lol

Para isto não contem comigo... lol lol lol lol lol

As minhas máquinas (e ex):
Kawasaki Versys 1000 / KTM 1290 Super Duke GT
Yamaha FZS 600 Fazer

[Imagem: censorship2.jpg]

Responder
#37

Por (ainda) não ter tido oportunidade de rolar num evento Motonliners, considero que não devo "botar os meus 500 paus";

Estou e estarei atento a este tópico o qual acho excelente pois "a falar é que a malta se entende"
Responder
#38

(04-10-2017 às 00:12)MikeB Escreveu:  Por (ainda) não ter tido oportunidade de rolar num evento Motonliners, considero que não devo "botar os meus 500 paus";

Estou e estarei atento a este tópico o qual acho excelente pois "a falar é que a malta se entende"

Tens toda a razão, eu apostava em falar pessoalmente, após rolarr uns bons KM, numa bela esplanada a refrescar as entranhas com uma cerveja fresquinha!

O mote está dado..... cool

[Imagem: images?q=tbn%3AANd9GcT4XLIkYtQDw11iDiKFM...g&usqp=CAU]


Responder
#39

(04-10-2017 às 00:16)hjjs Escreveu:  Tens toda a razão, eu apostava em falar pessoalmente, após rolarr uns bons KM, numa bela esplanada a refrescar as entranhas com uma cerveja fresquinha!

O mote está dado..... cool
thumbsup
'Bora lá' ! 'Me liga , vai !'  bigsmile bigsmile
Responder
#40

É pá, eu só vou se o Feiteira for. cool

I just don't run with the crowd!

www.loneriderendlessroad.com
Responder




Utilizadores a ver este tópico: 2 Visitante(s)